AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Como explicar as interrupções no percurso profissional: 4 dicas simples

Se tem  interrupções no percurso profissional o melhor mesmo é estar preparado para as explicar. Veja como.

Como explicar as interrupções no percurso profissional: 4 dicas simples
Ter que explicar possíveis “buracos” no CV é um piores dos pesadelos dos profissionais.

Enriqueça o seu CV com um Curso de Inglês - 20 Aulas GrátisAs entrevistas de emprego podem sem complicadas, principalmente quando o entrevistado se vê perante perguntas difíceis de responder. E há uma que se assume como um dos piores pesadelos para os profissionais: ter que explicar eventuais interrupções no percurso profissional. 

A verdade é que por mais que se fale da preparação para a entrevista de emprego, nem sempre é fácil explicar os temidos “buracos” no Curriculum Vitae (CV). Mas calma. Só porque tem alguns períodos em vazio no seu percurso, não significa que seja mau profissional e muito menos que tenha perdido a possibilidade de ficar com o lugar a que se está a candidatar. O segredo é saber como encarar a pergunta. 
 

As razões paras as interrupções e como as justificar

As interrupções no percurso profissional podem dever-se a diversas razões. Seja por questões de saúde ou por motivos familiares, porque ficou desempregado, porque decidiu mudar de carreira ou até porque decidiu tirar um ano sabático… enfim, motivos não faltam.  O que falta mesmo é estar pronto para as explicar. E o ideal é que tenha a resposta na “ponta da língua” porque - não se iluda - essas interrupções vão chamar a atenção dos recrutadores e quando o questionarem é bom que esteja preparado para dar uma resposta sem hesitação.  

O que dizer? Bem, não temos uma “resposta tipo” que possa dar. Mas há algumas dicas que lhe podemos dar para se sair bem. 

 

1. Seja honesto

Falar sobre as interrupções na carreira não tem que ser um “bicho de sete cabeças”. Apenas tem que estar preparado para falar sobre o assunto, manter a calma e, acima de tudo, ser honesto. Nunca, mas nunca, tente mentir ou omitir esse facto, porque - acredite - isso vai ser pior. Os seus recrutadores vão acabar por descobrir e  a sua credibilidade será abalada e - aí sim - pode pôr em risco as suas hipóteses de ser o selecionado.

 

2. Realce as suas conquistas

Que é como quem diz, mostre de que forma essa pausa serviu para enriquecer as suas competências profissionais e para o ajudar a evoluir enquanto profissional. Por exemplo, caso tenha aproveitado esse tempo para apostar na sua formação, não deixe de falar sobre isso. O importante é que os seus recrutadores percebam que, apesar de ter estado afastado do mercado , se manteve atualizado e está pronto para “arregaçar as mangas” e voltar ao ativo. 

 

3. Reformule o seu CV

Se tem “buracos” no CV, o ideal é que escolha um modelo de CV que permita realçar trate de realçar os outros momentos, aqueles em que esteve em alta. Evite usar modelos cronológicos porque esses irão fazer “saltar à vista” os tão temidos buracos. Opte por um modelo mais funcional que lhe permita realçar as suas experiências profissionais ou as suas competências, sem ter que obedecer a uma estrutura cronológica muito rígida.

 

4. Fale de forma confiante

Ok, tem um “buraco” no CV, uma interrupção na carreira… o que lhe queira chamar. É certo que não é o tópico mais confortável para falar com os seus potenciais empregadores (principalmente se na origem dessa interrupção estiver um despedimento, por exemplo), mas não tem nada a esconder e está a ser abertamente honesto sobre o assunto, por isso, mostre que não tem medo de falar sobre isso e faça-o de forma confiante. Isso vai mostrar ao seu recrutador que sabe lidar com a situação com profissionalismo. Algo que certamente vai agradar.

 

Não crie problemas onde eles não existem

Se pensa que é o único profissional com interrupções no percurso profissional, engana-se porque não é. E os recrutadores sabem disso, até porque eles também já estiveram do “outro lado da barricada”. O importante é que mostre que não tem nada a esconder.  Mas atenção: não se precipite. Fale sobre isso apenas se necessário, se os seus recrutadores puxarem o assunto. Se eles não falarem sobre isso, é porque não veem necessidade e, como tal, não há razão para ser você a mencionar essas interrupções. E já sabe: a preparação é a chave do sucesso.

Conselhos sobre como subir na carreira, com a Newsletter do E-Konomista


Veja também: