É um investidor conservador? Saiba onde investir

É possível ganhar dinheiro sendo um investidor conservador. Necessita apenas de algumas regras e disciplina. Saiba como com as nossas cinco dicas.

É um investidor conservador? Saiba onde investir
Veja como pode ganhar dinheiro sendo um investidor pouco ousado
  • O investimento nos mercados financeiros não está reservado aos ricos e aos especuladores.

Há quem diga que os mercados financeiros e o investimento em bolsa apenas estão reservados para os mais ousados ou sabedores e não para o investidor conservador. Há também a crença, errada por sinal, de que só os ricos e aqueles com perfil mais agressivo é que podem enriquecer e rentabilizar o seu dinheiro.

Na prática, o mundo dos investimentos está aberto a todas as pessoas. Naturalmente que é necessário ter algumas cautelas, estudar um pouco e ter um aconselhamento independente e credível. No entanto, algumas ideias simples poderão ajudá-lo a rentabilizar o seu dinheiro mesmo assumindo uma postura conservadora.


Opte pelo investimento colectivo:

Se tem um perfil conservador, deverá procurar investir com recurso a instrumentos de investimento colectivo. Falamos de fundos de investimento ou de planos poupança reforma, dependendo do seu objectivo. Com estes instrumentos financeiros está a delegar a gestão do seu dinheiro a uma equipa de gestores profissionais cuja função é o estudo, acompanhamento e rentabilização do dinheiro dos seus clientes.


TOME NOTA:
Os investimentos conservadores não o vão deixar rico de um dia para o outro. Contudo, podem ajudá-lo a atingir os seus objetivos de forma tranquila. Basta ter alguma disciplina.

Não se esqueça da dicotomia risco/retorno:

Muitas pessoas olham para o retorno de diversos investimentos e focam apenas a sua atenção nas taxas de retorno. Esquecem-se, contudo, que para obter mais retorno é necessário incorrer em maiores riscos. Claro que olhando para trás é fácil sonhar com elevadas taxas de retorno mas é necessário perceber os riscos...


Invista o dinheiro que não lhe faz falta:

Não caia no erro de arriscar o dinheiro que lhe faz falta. Pode acontecer perder o seu dinheiro numa altura em que dele precisaria mais. Sugerimos sempre que junte algum dinheiro num fundo de emergência e que a partir daí estabeleça a sua estratégia de investimento tendo sempre em consideração os seus objectivos e o prazo de investimento.


Olhe para os produtos de aforro dos CTT:

Se é um investidor conservador não pode deixar de conhecer os produtos de aforro comercializados pelos CTT. Apesar dos momentos dramáticos que a crise pode trazer, trouxe algo positivo para quem teve a capacidade de poupar: as taxas de retorno dos produtos com pouco risco estão a níveis bastante interessantes. Falamos dos certificados de aforro, produtos com muito pouco risco e com taxa mínima garantida de 2.75% (pelo menos até 2016) ou dos certificados de tesouro poupança mais, com uma taxa garantida a rondar os 5%. Para perceber a atractividade destes produtos basta olhar para as taxas dos depósitos a prazo que não superam os 1.5%.


Tenha atenção à fiscalidade:

Um último ponto que convém não esquecer prende-se com a fiscalidade das mais-valias dos seus investimentos. A generalidade dos produtos de aforro tem associada uma taxa de imposto de 28% sobre todos os seus ganhos. Contudo, existem produtos com impostos mais baixos que costumam depender do prazo de investimento (quanto mais tempo mantiver os seus investimentos menor será o imposto). Falamos de produtos como os seguros de capitalização, os planos poupança reforma ou alguns seguros de vida.

Ao aprofundar as cinco dicas que deixámos para os seus investimentos verá que o sucesso da sua estratégia não é uma ciência. Basta algum estudo e o seguimento de algumas regras. O resto é deixado ao tempo.


Veja também: