Investir em arte: cuidados a ter

O investimento em arte pode ser uma ótima alternativa para um especialista. Contudo, deverá acautelar alguns riscos de modo a aumentar a sua probabilidade de sucesso

Investir em arte: cuidados a ter
Atente a 5 cuidados se quiser investir em arte

A procura por investimentos alternativos aos convencionais tem levado muitos aforradores portugueses a aventurar-se por áreas pouco conhecidas, como sendo as matérias-primas, os selos — lembremo-nos do caso da Afinsa — e o investimento em arte. Apesar do potencial que todos os ativos têm subjacente, temos de ter alguns cuidados para garantir um maior sucesso. Neste artigo, iremos focar-nos nos cuidados a ter com o investimento em arte.


Conheça as peças e as técnicas artísticas:

O investimento em arte envolve um grande conhecimento sobre as peças. Para tal, deverá procurar informação sobre as peças e as técnicas utilizadas. Crie o hábito de leitura sobre revistas e fóruns da especialidade, visite galerias e museus, assista a leilões. Enfim, existe uma grande variedade de informação que terá de recolher para dominar minimamente as variáveis que afetam o valor de determinada peça.


Atenção às modas e manias:

Como em qualquer investimento, a arte também é permeável às influências de modas e manias, afetando o valor das peças que pretende adquirir. Assim, ao analisar o preço das peças e ao pesquisar sobre uma oportunidade que entretanto surja, tenha em atenção que as modas podem influenciar bastante os preços. Para o bem e para o mal.


Antecipe exposições e outros eventos:

As exposições e outros certames de divulgação e promoção de artistas também têm um impacto no valor das obras de arte. Ao analisar o preço da peça que deseja ou das peças que eventualmente terá em casa, procure antecipar eventuais exposições, algo que poderá fazer com recurso à internet e a fóruns da especialidade.


Saiba onde comprar:

Existem poucas leiloeiras de qualidade no mercado português. Deste modo, deverá conhecer as suas características e avaliar o historial da leiloeira. Adicionalmente, tenha em conta que muitas galerias proporcionam preços mais interessantes do que as próprias leiloeiras.


Conheça o mercado português:

O mercado português tem poucas transações o que pode provocar um enviesamento do valor das obras de arte de autores portugueses. Como nos restantes investimentos, procure diversificar os seus ativos por diversos artistas de modo a proteger-se de eventuais modas e erros.


Veja também: