Vale a pena investir em fundos imobiliários?

Conheça as vantagens, desvantagens e potencialidades do investimento em imobiliário através de fundos de investimento e tome decisões de investimento mais acertadas

Vale a pena investir em fundos imobiliários?
O investimento em imobiliário pode trazer-lhe muito retorno. No entanto, deverá saber quais as questões a colocar para ganhar dinheiro

Na procura por instrumentos de investimento atractivos, somos muitas vezes confrontados com o investimento imobiliário. Aliás, durante algumas décadas a compra de casa era vista como um óptimo investimento, algo que se percebe facilmente — as casas não paravam de valorizar, com o crescimento da economia portuguesa (após a entrada na Comunidade Europeia) e com a abundancia de crédito para compra de habitação.

Chegada a crise, o preço das casas iniciou uma trajectória descendente e os bancos deixaram de dar financiamento. A pergunta que se coloca agora é: será o investimento imobiliário um bom investimento?

Para podermos responder a esta questão, temos de responder a outras tantas:
  • Quais os motivos que levaram à queda do preço do imobiliário?
  • Terão os preços atingido o fundo?
  • Conheço a fundo o mercado imobiliário?
  • Quais as variáveis que vão afetar o valor do preço das casas nos próximos anos?

TOME NOTA:
Os fundos de investimento imobiliário tenderão a recuperar a sua popularidade na carteira dos investidores portuguesas. Se está a pensar investir em imobiliário, deverá conhecer os fundos de investimento imobiliário e as suas potencialidades.
O E-konomista podia dar a sua visão quanto a estas questões. No entanto, estaríamos implicitamente a dar recomendações de investimento, algo que não pretendemos. O nosso objectivo é que reflicta e tenha a informação necessária para crescer enquanto investidor. Tendo dito isto, e sendo a sua visão para o investimento imobiliário uma visão de optimismo, terá de conhecer com rigor os fundos de investimento imobiliário.


O que é um fundo de investimento imobiliário?

Os fundos de investimento agregam o interesse de diversos investidores numa mesma plataforma, permitindo a estes investidores o acesso a uma equipa de gestão profissional para o investimento em determinados ativos ou estratégias. Os fundos de investimento podem colocar o seu dinheiro em inúmeros ativos. Estamos mesmo a ver que os fundos imobiliários irão investir o seu dinheiro em ativos imóveis. De notar, contudo, que não estamos apenas a falar de imóveis para habitação mas também de imóveis para uso comercial (centros comerciais, lojas, escritórios).


Vantagens de um fundo de investimento imobiliário:

  • Diversificação do risco por diversos ativos com reduzido investimento;
  • Diversificação por diversas geografias (o fundo pode comprar imóveis no estrangeiro);
  • Acesso a equipa profissional e especializada neste ativo;
  • Fiscalidade mais interessante.


Ao nível das desvantagens, salientamos:

  • Reduzida transparência;
  • Pouca liquidez (vários fundos são fechados, o que implica uma impossibilidade prática de comprar/vender quando o desejar);
  • Os preços são definidos por auditores/avaliadores...
  • Comissões por vezes elevadas.


Como posso ganhar dinheiro com fundos de investimento imobiliário?

O investimento em imóveis tem duas fontes de rendimento: a valorização do imóvel e os rendimentos (rendas) que o imóvel gera todos os meses. Estas duas fontes tiveram, até 2008, o mesmo contributo (sensivelmente 4%-5% ao ano cada um), pelo que nenhum será de desprezar. Se acredita que o preço dos imóveis irá começar a subir, deverá procurar um retorno superior a 6%-7% ao ano. Se acredita que os preços ainda poderão cair, deverá optar por outros ativos (como os certificados de aforro ou certificados de tesouro) uma vez que o retorno máximo que teria seria na ordem os 3% ao ano.

Procurámos abordar as principais características, vantagens e desvantagens dos fundos de investimento imobiliário. Caso pretenda aprofundar estes temas não hesite e deixe-nos um comentário que teremos todo o gosto em debater consigo.


Veja também: