O que fazer quando o iPhone não carrega

Sabe o que fazer quando o iPhone não carrega? Ou é daquelas pessoas que atira logo o smartphone para o lixo e compra outro?

O que fazer quando o iPhone não carrega
Alarme! O iPhone não carrega!

Os melhores iPhones a preços imbatíveisTudo o que envolva mau funcionamento dos nossos “bebés” assusta. Se o seu iPhone não carrega, não precisa de lhe fazer logo um funeral e começar a contar os tostões para comprar outro. Há soluções para que não tenha de ir logo a correr para a loja, de garantia na mão.

Já deve ter acontecido mais do que uma vez encontrar a informação: não está a carregar (ou “not charging”) na barra superior, junto do símbolo da bateria. Se não sabe o que se está a passar, este artigo é para si.
 

Porque é que o meu iPhone deixou de carregar de repente? 

Muitas vezes deve-se ao facto dos cabos não serem os originais da Apple ou até por causa das entradas USB do computador que está a utilizar. Nesses casos, a informação de que o dispositivo não está a carregar a bateria pode não ser real porque, na verdade, ele até poderá estar a carregar mas de uma forma mais lenta (muuuuuuito mais lenta).

 

O que devo fazer para solucionar o problema?

Se a informação de carregamento surgir, pegue num computador (e neste caso tem mesmo de ser computador e não Mac) e aceda a este site. Faça o download do programa AUS Ai Charger, que dá uma ajudinha extra às entradas USB do computador, dando-lhes mais potência e capacidade. Depois de instalado o programa - que funciona em qualquer versão do Windows, até na última, o Windows 10 - não se esqueça de reiniciar o computador para que surta efeito.

 

Pode parecer estupido mas…

Outra razão - muito menos tecnológica do que a anterior - pode ser a acumulação de cotão na ranhura onde é suposto introduzir o carregador do telemóvel. A culpa é dos bolsos das calças e a solução é tão simples como um clip. É só passá-lo pela ranhura com cuidado e o problema fica resolvido.

Novos Gadgets e os últimos gritos tecnológicos com a Subscrição da Newsletter do E-Konomista


Veja também: