IRS 2010 – Que despesas declarar?

Chega a altura de reunir despesas do ano passado e há quem não as declare no IRS por achar que não valem a pena ou então acabam por colocar despesas que não são dedutíveis. Fica aqui um pequeno resumo que certamente o ajudará a perceber que despesas deve colocar na sua declaração de IRS 2010.

IRS 2010 – Que despesas declarar?

Na saúde, saiba que 30% das despesas em saúde são passíveis de dedução, portanto, não vale a pena colocar tudo, pois nem tudo é dedutível. Se tiver facturas de medicamentos com IVA a 21% então estes serão dedutíveis só com receita médica. Devido a alterações na lei, apenas os medicamentos taxados a 5% (em vigor até final de Junho) e 6% (a partir de Julho) são elegíveis. O mesmo acontece com medicamentos sujeitos à taxa máxima de IVA de 20% (até final de Junho) e 21% (a partir dessa data) que também são elegíveis mas apenas mediante receita médica, que têm como limite máximo o valor de 65 €.

 

Ainda no âmbito da saúde, os seguros de saúde são dedutíveis até 30% do prémio pago, para os solteiros até a um limite de 85€, para os casados é dedutível um tecto máximo de 170 €. Além disso, os encargos com seguros de saúde podem representar uma poupança máxima de 43€ por cada dependente seguro. Também são aceites contribuições para associações mutualistas, que cubram riscos de saúde do contribuinte ou dos seus dependentes.

 

Ainda falando em seguros, também os seguros de vida e acidentes pessoais são dedutíveis até 25% do prémio pago, até um tecto máximo de 65€ para solteiros e 130€ para casados.

 

A nível de educação, pode declarar quantas despesas quanto mais elementos tiver o agregado. Para as famílias com filhos esta é a área mais importante. Poderá deduzir 30% das despesas com educação, até um máximo de 760€. Nos agregados familiares que tenham pelo menos 3 dependentes, ainda acresce uma dedução de 142,5€ por cada dependente. As despesas incluídas referem-se a: propinas, mensalidades de creches, escolas, deslocações, alojamento, material escolar.

 

No que respeita à habitação própria permanente, saiba que não são só os contribuintes com crédito habitação que podem deduzir despesas com prestações, mas também quem esteja numa casa alugada pode declarar o valor das rendas. No caso de um empréstimo, pode deduzir 30% dos juros e amortizações até 591€. O mesmo acontece com as rendas. Só terá que somar as rendas, sendo que apenas é dedutível 30%, com um tecto máximo de 591€.

 

As poupanças também são dedutíveis à colecta, nomeadamente os planos de poupança reforma – PPR. A regra é a seguinte: pode deduzir 20% até um máximo de 400€ para contribuintes com idade inferior a 35 anos; 350€ para pessoas entre os 35 e os 50 anos e finalmente passa para os 300€ para pessoas com idade superior a 50 anos.

 

Em próximos artigos iremos deixar algumas dicas sobre como pode poupar no IRS de 2010.