IRS das famílias numerosas

Vão ocorrer alterações no IRS das famílias numerosas, segundo a Reforma do IRS e o Orçamento de Estado para 2015. Há benefícios fiscais para as famílias numerosas.

IRS das famílias numerosas
O que muda no IRS das famílias numerosas.

A Reforma do IRS e o Orçamento de Estado para 2015 trouxeram boas notícias ao IRS das famílias numerosas. Estas saem beneficiadas, pois este imposto passou a ter em conta todo o agregado familiar. Assim, o número de filhos e, em certos casos, dos próprios avós a cargo vai possibilitar reduzir o imposto a pagar. Estas medidas juntam-se a benefícios fiscais. Vamos saber mais sobre o IRS das famílias numerosas.


IRS das famílias numerosas em 2015

O presente ano de 2015 traz um novo conceito, em matéria de impostos, que vem beneficiar o IRS das famílias numerosas, denominado quociente familiar. Agora é considerado, para o apuramento da taxa de imposto, o número de filhos, somando 0,3 por cada descendente.
Na prática, com a criação do referido quociente familiar, o rendimento coletável da família deixa de ser dividido unicamente por dois (nos casais), independentemente do número de filhos do casal. Esta medida vem beneficiar consideravelmente as famílias com mais filhos.

Também os avós, com baixos rendimentos, a cargo entram para as contas (contam também 0,3) fazendo dividir o rendimento sujeito a imposto. Além disso, a criação dos vales sociais de educação e o alargamento do conceito de dependente são medidas que podem beneficiar, mesmo que não diretamente, as famílias mais numerosas. 
Assim, o cálculo do IRS das famílias numerosas tem em consideração taxas de retenção na fonte diferentes, mediante o número de dependentes. Depois a dedução à coleta é superior e ainda usufruem de uma majoração nas despesas que podem ser deduzidas no imposto a pagar.


Benefícios fiscais das famílias numerosas

Relativamente aos benefícios fiscais, para efeitos de IRS das famílias numerosas, há uma majoração das despesas de educação e formação dedutíveis no mencionado imposto. Ao valor previsto pelo Código do IRS para qualquer contribuinte, uma família numerosa, com três ou mais filhos, poderá adicionar mais 142,50€, por cada dependente.
Situação idêntica acontece nas despesas de saúde. Aqui as famílias numerosas, com três ou mais dependentes, podem somar 125,77€ por cada um, quando comparando com os restantes contribuintes.


Veja também: