Jaguar Future-Type: o carro do ano 2040

Após o Sayer, o volante com inteligência artificial, a marca bitânica apresenta agora o Jaguar FUTURE-TYPE, o automóvel que complementa o volante.

Jaguar Future-Type: o carro do ano 2040
Novo conceito de mobilidade

A Jaguar Land Rover revelou o novo protótipo futurista, o Jaguar FUTURE-TYPE. Este concept car pretende mostrar que tipos de carros vamos ter em 2040 e ser uma parte do Sayer, um volante inteligente e online.

Confuso? E se lhe dissermos que, segundo a Jaguar, em 2040 a única parte do automóvel de que vai precisar é o volante Sayer? Parece-lhe impossível que assim seja, mas acredite que vale a pena perceber o conceito.

Volante Sayer

Na visão da Jaguar, este conceito de automóvel passa a ser uma espécie de serviço por encomenda, que permite aceder a diferentes tipos de veículo conforme as necessidades de cada um. O Sayer será acoplado ao Jaguar FUTURE-TYPE, concept mais futurista alguma vez apresentado pela marca britânica.

Descubra o Jaguar FUTURE-TYPE

Caso o futuro imaginado pela Jaguar venha a confirmar-se, o cliente pode escolher não comprar um automóvel, mas sim usufruir das suas vantagens, mantendo uma ligação emocional à marca. Segundo Ian Callum, director de design da Jaguar, as pessoas vão continuar a querer viajar com conforto, luxo e estilo, como tal, a Jaguar aumenta as oportunidades para as pessoas experimentarem o que a marca tem para oferecer, mesmo que não adquiram um dos seus modelos.

No futuro idealizado pela Jaguar, embora o FUTURE-TYPE seja um carro autónomo, existe ainda a possibilidade de o condutor tomar o volante e conduzir normalmente. Esta é uma das possibilidades do volante Sayer.

Em termos de design, este Jaguar FUTURE-TYPE não se assemelha em nada com os atuais modelos da marca britânica: é estreito, tem as rodas quase separadas da carroçaria, e as linhas fazem lembrar uma nave espacial. Este Jaguar FUTURE-TYPE caracteriza-se por ter apenas três lugares – dois na frente e um atrás –, com a diferença de que estes lugares podem ser movidos de tal forma que transformam o interior do carro num espaço em que podemos socializar cara-a-cara, quando este se encontra em modo autónomo. Para que entenda este conceito, que está ainda a anos de luz dos dias de hoje, assista ao vídeo.

Veja também: