Quer receber toda a informação sobre tecnologia ?

Inscreva-se já e receba as melhores dicas e artigos diretamente no seu email.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Enviar

Os 15 jogos mais viciantes de sempre

Conheça os jogos mais viciantes de sempre que fizeram/fazem muitos jogadores perder – perdão, investir – muito tempo em frente a um ecrã.

Os 15 jogos mais viciantes de sempre
Jogar é mesmo a melhor coisa do mundo!

Seja no smartphone, na consola ou no computador, a verdade é que muitas vezes ultrapassar um nível é a única coisa em que se consegue pensar. Não é caso raro, descanse. E, para sua defesa, a lista dos jogos mais viciantes de sempre é longa… Concorda com a lista feita? Ou acrescentaria mais algum título? 
 

Um vício que vale mesmo a pena

 

Counter-Strike



Conhecido mundialmente como CS, é um dos mais populares jogos de computador – e também um dos jogos mais viciantes de sempre. É um jogo de tiro na primeira pessoa inspirado nas equipas de combate ao terrorismo.
 

Grand Theft Auto V



Este jogo de ação-aventura acontece na terceira pessoa foi desenvolvido pela empresa britânica Rockstar north e publicado pela Rockstar Games em 2013 para a PlayStation 3 e Xbox 360. No ano seguinte foi lançado para PlayStation 4 e Xbox One e só em 2015 chegou ao Microsoft Windows. Esta é a 15ª edição da série Grand Theft Auto (incluindo as expansões).
 

Plants vs Zombies 2



A versão mais assustadora do FarmVille é um jogo de tower defense desenvolvido pela PopCap Games. Disponível para Windows, Mac OS X, Android, iPhone e até Nintendo DS, a ideia é que um morador utilize uma variedade de plantas para se defender de um ataque zombie. O problema é que os ataques não têm horas e o utilizador é obrigado a estar sempre alerta…
 

Trials HD



Lançado em Agosto de 2009, o Trials HD coloca o utilizador a controlar uma mota. A ideia é ultrapassar vários obstáculos para chegar à linha de chegada em pouco tempo, num jogo que se apresenta como 2.5D.
 

Diablo III



Este RPG de ação para computador foi desenvolvido pela Blizzard Entertainmente e é o terceiro título da saga Diablo. Com um mundo em visão 3D, os guerreiros são novamente chamados a defender a humanidade, 20 anos depois dos acontecimentos do Diablo II.
 

Minecraft



Este jogo eletrónico tipo sandbox obriga o utilizador a construir o mundo através da utilização de blocos cúbicos. Foi tão bom para a altura que, além de ainda ser um dos jogos mais viciantes de sempre, também foi vencedor de um prémio para jogos independentes em 2011.
 

Pacman

Se não se lembra deste jogo da Namco alguma coisa de errado se passa. A ideia era percorrer infinitamente um labirinto enquanto se comia pontos que davam energia e se fugia de quatro fantasmas – Bliny, Inky, Pinky e Clyde, para os mais curiosos.
 

Tetris

O rei dos jogos mais viciantes de sempre. Provavelmente o primeiro jogo a chegar a níveis deste patamar e a primeira exportação de grande sucesso da ex-União Soviética. Foi lançado em 1984 por engenheiros informáticos e o objetivo era encaixar pequenas peças de formatos diferentes umas nas outras. Sempre que uma linha era preenchida, era eliminada do ecrã.
 

Angry Birds

Angry Birds é um jogo mais moderno mas não menos viciante. Inspirado em passaros sem asas que precisam de catapultas para se atirarem contra porcos, ocupou e ocupa muitas horas a muitos utilizadores por esse mundo fora. Disponível em consolas, computadores, Androids, iOS e Windows Phone, está por todo o lado.
 

Candy Crush Saga

Quem nunca recebeu uma notificação do Candy Crush Saga não tem amigos no Facebook. Desenvolvido pela King.com é uma variante do jogo para browser Candy Crush e é igualmente irritante e viciante. A ideia continua a ser conjugar frutas e guloseimas para ganhar pontos e passar de nível, sendo que às vezes é necessária ajuda externa.
 

Call of Duty

É mais um jogo de tiro na primeira pessoa a entrar nesta lista. Foi lançado para Macintosh, PS, Wii, Xbox, PC... A maioria dos jogos da saga passa-se na Segunda Guerra Mundial, com exceção feita ao Call of Duty 4: Modern Warfare, Call of Duty: Modern Warfare 2 e Call of Duty: Modern Warfare 3, todos com contextualizações mais modernas. Por outro lado, o Call of Duty: Ghosts tem um cenário futurista.
 

League of Legends

Desenvolvido e publicado pela Riot Games, LoL, como é conhecido, foi criado por dois engenheiros na base do DotA (Defence of the Ancients). Tem um formato gratuito e apenas alguns itens podem ser adquiridos com recurso a dinheiro real. Rapidamente se tornou um dos jogos mais jogados do mundo com muitos biliões de horas jogadas, daí merecer o seu lugar nesta lista dos jogos mais viciantes de sempre.
 

The Sims

Lançado em 2000, a série The Sims veio fazer as delícias de muitos jovens em todo o mundo. Era simples e claro e o objetivo era criar uma vida virtual, com a possibilidade de construir uma casa, família e até ter empregos.
 

World of Warcraft

Este jogo online passa-se no fundo fantástico de Azeroth, que já aparecia no primeiro jogo da saga Warcraft: Orcs & Humans, de 1994. Hoje em dia tem mais de 100 milhões de jogadores em todo o mundo e joga-se estando ligado a uma rede de servidores, cujo acesso é pago e é exigida uma password original que vem juntamente com o produto. Em 2011, para felicidade – ou desgraça – de muitos jogadores, o jogo passou a ser distribuído sem custos até ao nível 20.
 

Pokémon

Os jogos da série Pokémon são alguns dos títulos mais vendidos da Nintendo. Tudo ganhou uma dimensão ainda mais gigantesca com o aparecimento do Pokémon Go, que gerou uma loucura generalizada por todo o mundo. O objetivo, tal como nos desenhos animados, é encontrar Pokémons, capturá-los e usá-los em combates com outros utilizadores.


Veja também: