Leilão online: pinturas de reconhecidos artistas portugueses

Neste leilão de pinturas encontrará representados artistas portugueses muito bem cotados no mercado. Participe, está a decorrer até ao dia 1 de março, na P55.

Leilão online: pinturas de reconhecidos artistas portugueses
Obras de grande valor comercial no mercado

Se é colecionador ou amante de arte e antiguidades, esta é uma oportunidade única para adquirir obras de artistas portugueses conhecidos. Se estiver interessado não perca por nada este leilão de pinturas que decorre até ao dia 1 de março na plataforma portuense de bens de luxo em segunda mão, P55. O intervalo de preços destas obras em particular varia entre os 100 € (peça mais barata) e os 4750€ (peça mais cara).

Leilão – pinturas de artistas portugueses

1. Obra de Artur Bual

1-leilao-pinturas

Datada de 1987, esta obra a tinta da china sobre papel e técnica mista sobre papel (Lápis e café), esta assinada pelo conceituado pintor português que possuiu uma presença determinante na arte portuguesa da segunda metade do século XX. Está representado nas coleções do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, do Palácio da Justiça e num sem número de outros museus nacionais. A base de licitação desta obra em particular neste leilão de pinturas é de 400€.

2. Obra de Mário Cesariny

2-leilao-livros

Um dos nomes mais representativos do universo surrealista em Portugal, Cesariny é um nome incontornável da arte e da cultura portuguesas. Doou em vida todo o seu espólio à Fundação Cupertino de Miranda, em Famalicão. A base de licitação desta obra no leilão de pinturas da P55 é de 4750€. Intitula-se “Linha de Água” e é um óleo sobre papel.

3. Obra de Cruzeiro Seixas

3-leilao-pinturas

Considerado o último surrealista português vivo, Cruzeiro Seixas (n. 1920) é autor de uma obra inigualável. Além de estar representado em coleções particulares e museus nacionais, nomeadamente no Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, no Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, o seu espólio pode ser visitado na Fundação Cupertino de Miranda, em Famalicão. Esta obra em particular é uma técnica mista sobre papel e a sua base de licitação é de 1250€.

4. Obra de Cristina Ataíde

4-leilao-pinturas

Intitulada “Mínimos Detalhes de Paisagem #53”, esta obra em técnica mista sobre papel é de 2013. A obra da autora encontra-se representada, entre outras, no Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, na Coleção da Caixa Geral de Depósitos, na Fundação P.L.M.J., na Coleção Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea, na Coleção António Cachola, Elvas. A sua base de licitação é de 200€.

5. Obra de José de Guimarães

5-leilao-pinturas

Da autoria do também conceituado pintor português, esta obra é um linóleo sobre papel (número 8 de 20) datada de 1961. A sua base de licitação é de 100€. Recordamos que a obra de José de Guimarães está representada num sem número de coleções nacionais e internacionais, entre elas, e apenas a título de exemplo, a da Fundação Calouste Gulbenkian, a de Serralves, a do Museu Soares dos Reis, a do Centro Cultural de Belém, e a da Biblioteca Nacional.

6. Obra de Emerenciano

6-leilao-pinturas

Esta obra em técnica mista sobre papel, datada de 1946, é da autoria do artista plastico português Emerenciano. A sua obra está representada em diversas coleções públicas e privadas, nomeadamente na do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, da Caixa Geral de Depósitos, Câmara Municipal de Ovar (de onde é natural), entre outras. A sua base de licitação é de 1000€.

7. Obra de Júlio Resende

7-leilao-pinturas

Esta obra em água forte sobre papel (número 37 de 75), datada de 1983, é da autoria do falecido pintor portuense Júlio Resende (1917-2011). Sobre o mestre Resende (1917-2011), cuja produção artística se iniciou na década de 40, o crítico de arte Fernando Pernes escreveu: “Com Resende, pintor de uma era pós-picassiana, esse signo expressionista-construtivista traduziu-se em perene fidelidade a uma paisagem e a uma iconografia reconhecidamente portuguesas, envoltas numa melancolia de longa tradição lírica nacional e numa oscilação pendular de solicitações contraditórias, iniciando-se e resolvendo-se sob tónica expressionista.” A base de licitação desta obra em particular é de 100€.

8. Obra de Júlio Resende

8-leilao-pinturas

Também do mestre Resende, esta aguarela sobre papel, datada de 1973, está avaliada em 1900€.

9. Obra de Júlio Pomar

9-leilao-pinturas

Júlio Pomar (n. 1926) é um dos artistas plásticos portugueses a quem dedicamos aqui um artigo há bem pouco tempo. Tal como foi referido na altura, a sua obra atravessa não só os universos da pintura, do desenho, da gravura e da serigrafia, mas também da crítica e da ensaística. A sua produção artística inicia-se na segunda metade da década de 40 no âmbito do movimento neo-realista português. É, com toda a justiça, um dos nomes mais importantes da arte portuguesa.

Um conjunto de obras significativo está a ser leiloado na plataforma da P55. Esta em particular é uma serigrafia (número 44 de 150) e está avaliada em 650€.

10. Obra de Maria Helena Vieira da Silva

10-leilao-pinturas

Outro dos mais conceituados nomes da arte portuguesa, é autora de uma vasta obra caracterizada pelas suas geometrias (im)precisas de carácter abstracto. Não nos conseguimos alhear da ideia da sua obra nos remeter para paisagens emocionais, as quais se concretizam numa espécie de manta de retalhos que tece num labor contínuo, qual Penélope. Esta em particular é uma serigrafia sobre papel (número 99 de 200) e a sua base de licitação é de 500€.

 

Se estiver interessado em conhecer mais detalhes das obras destes artistas plásticos portugueses e/ou de outras obras em leilão, visite a página online da P55 para mais informações. Também pode consultar o catálogo do leilão aqui. Reforçamos a ideia de que, para a cotação que qualquer um destes artistas tem no mercado da arte, os preços são acessíveis.

Veja também:

Continuar a Ler