Levantar dinheiro no estrangeiro: 6 coisas a saber

Levantar dinheiro no estrangeiro é quase inevitável. Tenha presente todos os aspetos a que deve dar particular atenção.

Levantar dinheiro no estrangeiro: 6 coisas a saber
Leve os cartões quando for para o estrangeiro

Quando viajamos, é bom termos várias opções no que diz respeito aos métodos de pagamento. Acabamos sempre por levantar dinheiro no estrangeiro, mas convém sabermos tudo sobre esta operação bancária, porque muita coisa difere de quando usamos os nossos cartões em Portugal.

O que deve saber para levantar dinheiro no estrangeiro

1. Tenha cuidado com os cartões

Os terminais multibanco são semelhantes em todo o mundo, mas para levantar dinheiro no estrangeiro confirme que o seu cartão funcionará nessa máquina. Há várias redes de caixas automáticas, sendo as mais comuns a Visa, Visa Electron, Mastercard, American Express, Maestro ou Multibanco. Antes de introduzir o cartão, verifique se a máquina tem a marca do seu cartão.

O mesmo se aplica a pagamentos em TPA’s (Terminais de Pagamento Automático). É preciso que a máquina e o cartão sejam compatíveis.

levantar dinheiro multibanco

2. Lembre-se das taxas de pagamento

Levantar dinheiro no estrangeiro acarreta encargos que não tem em Portugal. Se estiver dentro da União Europeia, está salvaguardado. O princípio da igualdade de encargos diz que uma instituição não pode cobrar comissões diferentes dos pagamentos nacionais, caso a moeda utilizada seja o euro. No caso dos países que não adotaram o euro, a igualdade de encargos só se aplica caso a transação seja feita também em euros.

Se não estiver na União Europeia, levantar dinheiro no estrangeiro implica o pagamento extra de comissões. Estes valores variam de banco para banco e entre cartões de crédito e débito também existem diferenças. Lembre-se também que fazer pagamentos com o cartão, seja ele de crédito ou débito, lhe fica mais barato do que levantar dinheiro no estrangeiro, uma vez que pagará menos comissões.

3. Evite fazer muitos levantamentos

Ainda relativamente às taxas, lembre-se que sempre que levantar dinheiro no estrangeiro vai pagar por isso. Assim, evite fazer levantamentos de quantias muito baixas, porque isso o obrigará a fazer um maior número de levantamentos. Também não convém andar com imenso dinheiro na carteira, mas procure encontrar um meio termo.

4. Fale com o seu banco antes de partir em viagem

Os bancos têm sistemas de segurança apertados. Por isso, caso faça movimentos de valores muito elevados, o seu banco pode optar por cancelar o seu cartão. Se avisar previamente que vai para o estrangeiro e que há a possibilidade de movimentar muito dinheiro já não corre o risco de ver os seus cartões cancelados.

banco bank

5. Levante dinheiro em locais seguros

Mesmo em Portugal, é preciso ter cuidado quando se levanta dinheiro. Mas no estrangeiro, principalmente em países com índices de criminalidade mais elevados, convém escolher bem os sítios onde vai fazer esses levantamentos.

Os aeroportos são sempre bons sítios para levantar dinheiro no estrangeiro, uma vez que têm bastante segurança. Alguns hotéis também têm multibancos, assim como centros comerciais e alguns estabelecimentos de maior dimensão. Levantar dinheiro em sítios isolados e depois de escurecer representam sempre um risco mais elevado.

6. Considere alternativas

Não se esqueça que quase sempre tem alternativas ao levantamento de dinheiro no estrangeiro, como o pagamento com o cartão ou com dinheiro que tenha cambiado antes de viajar. Avalie caso a caso para poupar o máximo e correr o mínimo de riscos.

Veja também: