7 lições que Steve Jobs nos deixou

Descubra as lições que Steve Jobs deixou ao mundo e conheça as reflexões e ideias inovadoras desta grande figura da tecnologia e dos negócios.

7 lições que Steve Jobs nos deixou
O que aprendemos com um dos maiores nomes do século XX?

Quase seis anos após a sua morte, o mundo ainda ecoa o seu nome com a atualidade que o seu vanguardismo obriga. Alguns dos seus “inventos” ditaram os passos da tecnologia moderna e ensinaram o mercado a olhar para os seus produtos de uma forma irreverente, inovadora e, sobretudo, repleta de imaginação.

É inegável: o homem da Apple deixou uma marca indiscutível na tecnologia e um legado que continua a inspirar as novas gerações. Durante o tempo em que escreveu a sua história profissional, deu uma verdadeira aula de persistência, liderança e criatividade.

Veja neste artigo as 7 grandes lições que Steve Jobs deixou ao mundo e deixe-se surpreender pela genialidade de um dos maiores nomes do século XX – que conquistou o mundo dos negócios e, mais do que isso, o público.

7 lições que Steve Jobs nos deixou

1. Quer vender? Tenha empatia pelo público

Entre as mais incríveis reações provocadas pelos produtos da Apple, há uma que fez a marca ser uma das mais aclamadas de sempre pelo público: o fator surpresa acompanhado da imediata identificação com a utilidade do produto.

As ideias e objetos inovadores foram sempre recebidos pelo grande público como algo”nunca antes imaginado”, ao mesmo tempo que despertavam a resposta natural de um público que comprava e apostava na utilidade dos artigos.

Ao  ver o mundo através da ótica do utilizador, Steve Jobs provou onde estava o segredo do seu sucesso: conseguir colocar-se no lugar do consumidor, assumindo as suas necessidades e “adivinhando” os seus desejos.

2. Trabalhe em equipa. Não conseguimos fazer tudo sozinhos

Jobs era exigente – extremamente exigente. Com o tempo, ele compreendeu que teria de ser mais flexível para trabalhar em equipa, porque sozinho seria incapaz de chegar aos seus objetivos.

Ao deixar a hostilidade de lado, o génio da Apple ensinou duas importantes lições: primeiro, todos os chefes e colaboradores precisam de uma equipa à volta, porque nenhum talento ou inspiração será suficiente se não houver a ajuda de outros; por último, todos os líderes devem ter a capacidade de reconhecer os seus erros para ter a oportunidade de avançar.

3. Quer ter sucesso? Não esqueça de fazer o que ama

Jobs ficou milionário num curto espaço de tempo, mas quando isso aconteceu o seu foco não era o dinheiro: Steve conquistou o mundo porque estava a perseguir o seu objetivo de carreira e estava apaixonado pelas suas ideias.

“Estou no sítio certo?” ou “eu gosto do que faço?”  são perguntas que deve fazer a si mesmo. As respostas podem alterar por completo a direção da sua vida profissional.

4. Acredite na sua intuição

Após os seus pais adotivos terem passado a vida a poupar para o seu  curso superior, Jobs deixou a faculdade ao fim do seu primeiro semestre de estudos na Universidade Reed.

Em 2005, Steve assumiu que não fazia ideia do que queria para a sua vida, mas não acreditava que a faculdade o iria ajudar neste sentido. Assim, através de uma decisão delicada, ele decidiu confiar que o tempo mostraria as respostas.  “Foi assustador no início, mas hoje vejo que foi uma das melhores decisões que já tomei”, disse Jobs durante um dos seus incontáveis discursos aos jovens.

“É preciso confiar nos seus instintos, destino ou seja o que for”, defendeu o homem da tecnologia moderna, acrescentando que esta forma de agir nunca o teria decepcionado.

5. Nunca pare de aprender

Jobs sempre defendeu que é preciso continuar a enriquecer a bagagem de conhecimentos e que se deve ultrapassar as barreiras da própria experiência pessoal. Ele acreditava que quanto mais áreas distintas se conhece, maiores são as suas possibilidades profissionais.

Para ilustrar esta lição, Jobs contou que participou em diversas formações com temas variados e aleatórios e que, um dia, ao criar o primeiro computador Macintosh, um dos conhecimentos adquiridos anteriormente despertou na memória e deu origem ao “primeiro computador com fontes realmente bonitas”, como ele próprio afirmou.

A lição a reter? Nunca pare de aprender.

6. Tenha a sua própria voz

Jobs tinha a perfeita noção de que a vida é demasiado curta para ser gasta vivendo a experiência dos outros – e isso fez com que ele deixasse outro importante legado: não deixe que a sua voz seja abafada.

“Não viva preso nas conquistas de outras pessoas e não desperdice o seu tempo a viver qualquer vida para além da sua. Não deixe a opinião de alguém seja capaz de calar sua própria voz interior”, disse Jobs.

7. Não fique pelo que dizem ser possível

Esta é a sua lição mais inspiradora: em qualquer tarefa que execute, vá para além da caixa que lhe impuseram, pois a vontade de exceder é um ingrediente essencial a qualquer receita de sucesso.

Se Steve Jobs ouvisse que algo era impossível de fazer, encontrava o combustível que precisava para ir em frente com a ideia. O homem que elevou o nome da Apple no mundo gostava mesmo era de superar quaisquer expetativas. E foi ao “pensar diferente” que Jobs criou as mais aliciantes, úteis e incríveis tecnologias já vistas – e este talvez tenha sido o seu maior exemplo.

Veja também:

Continuar a Ler