Limpeza às dívidas

Se tiver possibilidade de aumentar progressivamente o valor das prestações dos créditos pedidos, pouco-a-pouco irá encurtar os respectivos prazos de pagamento.

Limpeza às dívidas
Defina um plano para acabar com as dívidas

Para poder sair do endividamento convém traçar um plano com metas a atingir, depois de ter analisado a sua situação financeira e verificado quais as alterações que serão necessárias efectuar para poder alcançar os seus objectivos.

 

JUNTE TODOS OS SEUS CRÉDITOS NUM SÓ
Simplifique as suas contas, consulte agora os nossos especialistas em crédito consolidado. Ao juntar os seus créditos, fica com apenas uma mensalidade, paga sempre ao mesmo dia do mês.

Num plano para acabar com as dívidas, considere:

Para cada dívida que tem, especifique quanto tempo falta para liquidá-la. A melhor forma de poder determinar a duração da sua prestação mensal é dividir o valor do crédito que ainda lhe falta pagar, pelo valor da prestação que paga mensalmente ou o mínimo obrigatório. Por exemplo, se actualmente tem as seguintes dívidas:

• 10.000€ pelo crédito automóvel. Acordou com o banco o pagamento de uma mensalidade de 208,33€. Neste caso, se mantiver este valor, a prestação mensal deste crédito terá uma duração de 48 meses.
• 1.500€ devido a um crédito pessoal. Todos os meses costuma pagar 62,50€. Se continuar a pagar este valor a prestação do crédito pessoal terá uma duração de 24 meses.
• 150.000€ do crédito habitação. Se a prestação mensal do empréstimo for de 500€, a dívida será paga ao banco num prazo de 25 anos.
 

Veja também: reduza a prestação do seu crédito e melhore o seu orçamento

 

Para poder planear os seus pagamentos organize uma lista e enumere as dívidas começando pelas que demoram menos tempo a liquidar totalmente, até chegar ao último item da lista, que será, naturalmente, o crédito com o maior prazo associado.


Com base no exemplo indicado acima, a lista teria a seguinte ordem:

• O pagamento do crédito pessoal;
• O pagamento do crédito automóvel;
• O pagamento do crédito à habitação.

 

Cumpra o pagamento para cada uma das dívidas, como tem feito até agora. Se conseguir economizar algum dinheiro canalize esse valor para amortizar a dívida nº 1 (crédito pessoal), todos os meses, até conseguir pagá-la totalmente.

Continue a pagar o mínimo obrigatório para cada uma das dívidas. No entanto, se tiver possibilidades de aumentar progressivamente o valor das prestações dos créditos solicitados, a pouco e pouco conseguirá encurtar os respectivos prazos de pagamento e mais depressa livrar-se dessas responsabilidades.

Poupe até 60%, reduza as suas mensalidades com o crédito consolidado, saiba como.


Também lhe pode interessar: