Publicidade:

Como pode o estudo da literatura desenvolver valores

Damos-lhe a conhecer como pode o estudo da literatura desenvolver valores junto dos mais jovens, levando-os a tornarem-se seres humanos melhores.

Como pode o estudo da literatura desenvolver valores
Como pode a literatura desenvolver valores?

O estudo da literatura e o desenvolvimento de valores nem sempre andam lado a lado. Na verdade, estuda-se muitas obras na escola, mas, em muitos casos, pouco se aprende efetivamente, sobre o mundo e sobre o ser humano.

Associe o estudo da literatura e o desenvolvimento de valores

Quando um escritor redige um livro, este é uma espécie de filho que traz ao mundo, colocando nele imensas expectativas. O que acontece nas escolas é, muitas vezes, exatamente o contrário do que um escritor esperaria que se fizesse quando se analisa a sua obra.

Na verdade, o que se faz, na maior parte das vezes, nas aulas de Português? Leem-se excertos de dada obra e estudam-se as categorias da narrativa: ação, narrador, personagens, tempo e espaço. Resolvem-se depois questionários de manuais que em nada contribuem para o raciocínio nem para a criação de valores. Resultado: professores e alunos insatisfeitos e desmotivados.

Não deveria antes ser um objetivo maior desenvolvermos seres pensantes, com espírito crítico e de bom coração?

O papel do professor

O professor de Português é, antes de mais, um ser privilegiado, pois possui à sua frente, diariamente, um conjunto de seres humanos a quem pode ajudar a construir a personalidade e a quem pode ajudar a criar valores humanos tão necessários aos mundo que nos rodeia, tão sedento de humanidade e de caráter.

Como pode fazê-lo?

Em primeiro lugar, deve motivar o aluno à leitura integral da obra, através do desenvolvimento de uma ligação de afeto com a mesma e com o autor.

Assim, em vez de mandar os alunos responderem a questionários que nada têm de construtivo, poderá, a partir de temas desenvolvidos na obra, criar debates produtivos de ideias, procurando levar os alunos a participarem, confrontando opiniões, refletindo e crescendo em conjunto. O estudo da literatura e o desenvolvimento de valores podem, afinal, estar sempre ligados!

aulas de portugues

Poderão perguntar: mas então e a escrita não é importante?

Devem os professores de Português permitir que os alunos fiquem só pela oralidade? Obviamente que não. Depois de uma abordagem em conjunto, em que se leem trechos da obra, em que se sente a musicalidade da sua linguagem e se aproveita o momento, aprendendo a beleza e a riqueza da língua portuguesa e assimilando também novas palavras, poderão os alunos registar por escrito as suas opiniões, sentimentos e emoções acerca do que foi lido.

Efetivamente, na aula de português, a literatura serve o propósito enorme de, através da suas palavras, das suas personagens e dos mundos que apresenta ao leitor, fazer com que cada aluno se procure colocar na pele de uma dada personagem. O pretendido é formar adultos mais tolerantes, capazes de entender o outro e a sua diferença.

Paralelamente, a literatura deve conseguir alargar horizontes culturais e éticos, levar à aceitação da diferença e a opiniões formadas sobre as mais variadas situações e os mais diversos temas.

Resultado

Verá como, desta forma, terá alunos atentos e entusiasmados nas suas aulas. No final, serão vários a desejar ler na íntegra a obra estudada, pois querem ler mais e ficam com vontade de intervir mais no mundo que os rodeia.

Na verdade, quando um aluno nos diz que, no fim de darem determinado livro, sentiram vontade de o ler na sua totalidade, caso ainda não o tenham feito, é sinal de que o trabalho do professor foi bem feito.

Por isso, se queremos um mundo com valores mais humanos, temos de começar pela sala de aula, e a literatura fornece, de facto, um excelente ponto de partida, de encontros e partilhas. O estudo da literatura e o desenvolvimento de valores podem ser, de facto, uma realidade.

Veja também:

Catarina Mesquita Catarina Mesquita

Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses e Ingleses, Pós-Graduada em Linguística Portuguesa e Mestre em Estudos Portugueses Multidisciplinares, possui experiência de mais de quinze anos ao serviço da educação, da tradução e da escrita.