Livro de Estilo: o que é e qual a utilidade

Saiba o que é e para que serve um Livro de Estilo, quais são as suas principais vantagens e quem beneficia da sua utilização.

Livro de Estilo: o que é e qual a utilidade
Uma ferramenta útil para jornalistas e outros profissionais

Um bom jornalista — e qualquer outro profissional que necessite de produzir conteúdos escritos — sabe o quão exigente é o trabalho de produção e revisão textual. O estilo jornalístico é frequentemente caracterizado pela clareza e exatidão da linguagem, pela necessidade de compactar o máximo de informação no mínimo de espaço gráfico e por um conjunto de valores (facticidade, novidade, relevância, entre outros).

Para além dos instrumentos de trabalho diretamente ligados ao uso correto da Língua Portuguesa, como dicionários ou prontuários, as redações e os jornalistas recorrem assiduamente a um Livro de Estilo.
 

O que é um Livro de Estilo

Apesar de existirem livros de estilo de vários formatos, em regra cada documento inclui um conjunto de convenções para uniformizar a escrita, facilitar o trabalho dos jornalistas e promover o bom uso do português.

Desta forma, um Livro de Estilo apresenta princípios básicos e fundamentais para o cumprimento das diversas regras gramaticais e um conjunto de recomendações que pretendem eliminar alguns vícios e incorreções na linguagem.

Funciona como um elemento de referência, mas é simultaneamente um trabalho em progresso, porque o Livro de Estilo não responde a todas as questões nem esclarece todas as dúvidas sobre a utilização da língua. Portanto, deve manter-se atualizado.
 


Para que serve um Livro de Estilo?

Tratando-se de um instrumento fundamental nos órgãos de comunicação social, o Livro de Estilo é um auxiliar de consulta rápida, prático e que, obviamente, não substituiu um bom dicionário.

Serve, essencialmente, para facilitar o trabalho de jornalistas e de outros produtores de conteúdos escritos, como escritores freelancers e copywriters. Ao uniformizar a escrita, evita discrepâncias e disparidades nos inúmeros textos publicados por um determinado órgão de comunicação social. Esta é, porventura, a sua principal vantagem.
 


Quais são os seus principais conteúdos?

Gramáticas e dicionários nem sempre esclarecem algumas normas linguísticas ou certas especificidades do texto jornalístico, que podem ser clarificadas no Livro de Estilo: dúvidas sobre a ortografia, a acentuação, a pontuação, os tempos verbais, género e número dos nomes, questões sobre a apresentação e o aspeto gráfico dos textos, utilização de maiúsculas e minúsculas, siglas, acrónimos, topónimos, entre outras particularidades.

Há critérios e soluções diferentes, consoante o órgão de comunicação social e as convenções que decidir estabelecer. É igualmente frequente encontrar-se vocabulário com palavras-chaves, termos técnicos e gíria jornalística.

Paralelamente, um Livro de Estilo apresenta também normas e regras de natureza ética e deontológica, questões de natureza mais técnica, relativamente ao trabalho de um jornalista ou produtor de conteúdos escritos. Esse conjunto de regras promove o rigor profissional e a qualidade dos próprios textos.

Veja também: