Os 10 livros mais caros do mundo

Os livros mais caros do mundo estão entre as peças de arte mais procuradas pelos colecionadores. São exemplares raros de materialidade, de conhecimento, de História.

Os 10 livros mais caros do mundo
Magníficos exemplares da literatura

Uma das 48 edições (em papel) da Bíblia de Johannes Gutenberg ainda existentes foi vendida, em 1987, por 3 milhões e 400 mil euros num leilão da Christie’s. Todavia, os livros mais caros do mundo que aqui apresentamos ultrapassam em grande medida esse valor.
 
Na era da revolução digital, o valor comercial e simbólico destes exemplares começa a ser extremamente elevado, não só devido à importância do conhecimento que veiculam e ao facto de serem marcos históricos, mas também devido à sua raridade. Conheça-os aqui.
  

Os 10 livros mais caros do mundo

  

10.  “Comedies, Histories, & Tragedies” (1623) - The First Folio de William Shakespeare



First Folio é a designação que faz referência à primeira coleção de peças teatrais do autor britânico William Shakespeare. É estimado que das 750 edições publicadas em 1623, haja, no mundo inteiro, apenas 228. Um dos cofundadores da Microsoft adquiriu um destes exemplares pelo valor de 5 milhões e 700 mil euros num leilão da Christie’s, em 2001.

 


9. Constituição Americana assinada por George Washington



A Constituição dos Estados Unidos da América foi aprovada em 1787. Originalmente, foi escrita em pergaminho e foi alterada 27 vezes, sendo que as primeiras 10 emendas ficaram conhecidas como a “Carta dos Direitos dos EUA” (Bill of Rights).
Em 2012, um exemplar deste documento foi vendido por 7 milhões de euros.

 


8.  “The Canterbury Tales” de Geoffrey Chaucer



Publicada no século XV e impressa pelo reputadíssimo William Taxton – o primeiro na sua arte -, um exemplar desta obra foi vendida em 1998 por 7 milhões e 700 mil euros.
 
 

7. “Birds of America” de John James Audubon



Este livro, publicado em fascículos entre 1827 e 1838 contém mais 400 ilustrações de aves. Em 2010, foi adquirido pelo negociante de arte Michael Tollemache por 8 milhões e 700 mil euros.
 
 

6. “The Rothschild Prayerbook”



Este livro de orações, medieval, faz parte de uma coleção confiscada aos nazis em 1938. Foi vendido em 2014 por 9 milhões e 600 mil euros.
 
 

5. “Bay Psalm Book”



Este livro de salmos, datado de 1640, foi adquirido pelo empresário David Rubenstein, em 2013, por 10 milhões de euros. Existem apenas 11 exemplares deste livro em todo o mundo.
 
 

4. “St. Cuthbert Gospel”



Este livro foi recuperado da urna de St. Cuthbert em 1104. É considerado uma das maiores relíquias do mundo e, por isso, um dos livros mais caros do mundo. Em 2011, foi vendido pelos jesuítas à Biblioteca Britânica por 10 milhões e 500 mil euros.
 
 

3. “Magna Carta”



A Magna Carta surge no âmbito dos conflitos entre o Rei João de Inglaterra, o Papa e os barões ingleses. Foi assinada em 1215, impedindo o exercício do poder absoluto por parte do Rei de Inglaterra. Uma das 17 edições existentes foi adquirida por David Rubenstein, em 2007, por 17 milhões de euros.
 
 

2. “The Gospels of Henry the Lion Order of St. Benedict”



Este livro, datada do século XII, foi adquirido, em 1983, pelo Governo Alemão por 19 milhões e 500 mil euros.
 
 

1. "Codex Leicester" de Leonardo da Vinci



O famoso notebook de Leonardo Da Vinci, repleto de desenhos e de anotações científicas, foi adquirido, em 1994, por Bill Gates por 34 milhões e 300 mil euros. É, até à data, o livro mais caro do mundo.

Veja também:

Continuar a Ler