5 lojas centenárias de Lisboa a não perder

Por mais estabelecimentos novos que abram existem algumas lojas centenárias de Lisboa que nunca perdem charme (nem clientela).

5 lojas centenárias de Lisboa a não perder
Estabelecimentos intemporais

Vamos assumir um facto: não há nada como fazer compras no comércio tradicional, passear pelas ruas e entrar e sair de pequenas lojas que têm tanto de qualidade como de história. Venham conhecer 5 das lojas centenárias de Lisboa que devem (e merecem) ser visitadas.

5 lojas centenárias de Lisboa obrigatórias

Paris em Lisboa

paris em Lisboa

A Paris em Lisboa é uma das lojas centenárias de Lisboa que veio definitivamente para ficar. Inaugurada em 1888, era conhecida pelas suas “fazendas, sedas e bordados”, tendo sido, inclusive, fornecedora da Casa Real a pedido da Rainha D. Amélia. Com quase 130 anos de vida, a Paris em Lisboa ocupa três pisos do edifício da Rua Garrett e hoje vende sobretudo têxteis para a casa, assumindo a sua extrema qualidade.

Onde? 77 da Rua Garrett, Chiado

Quando? Seg a sáb, das 10h00 às 19h00

Tabacaria Martins

tabacaria

Fundada em 1897, a Tabacaria Martins começou por ter outro conceito, a comercializar vendendo água e cerveja em garrafa, e só depois passou para o negócio de valores selados e tabaco, negócio este que se mantém até aos dias de hoje. A título de curiosidade, esta é uma das lojas centenárias de Lisboa que detém a primazia da adesão ao negócio do jogo após a introdução da lotaria em Portugal.

Atualmente a Tabacaria Martins vende sobretudo jornais e revistas, material de escritório e escolar, jogos da Santa Casa, todo o tipo de tabaco (cigarros, cigarrilhas, charutos, tabaco de enrolar, mortalhas, filtros e tabaco em folha, máquinas para fazer cigarros e, até, cigarros electrónicos), jornais e revistas nacionais e estrangeiros, de arquivo e impressão.

Onde? Largo do Calhariz 4, 1200-050

Quando? Seg a sex, das 08h30 às 20h00 e sáb, das 10h00 às 14h00 e das 15h00 às 20h00

A Brasileira

brasileira

Inaugurada em 1905, a Brasileira tem vários estabelecimentos abertos, em vários pontos do país, e até em Espanha. Em Lisboa chegou a haver dois estabelecimentos, mas é da loja situada no Chiado de que falamos. Inicialmente dedicada à venda a retalho, só em 1908 abriu a sala de café. Impossível referir um das lojas centenárias de Lisboa mais famosas sem falar da estátua de Fernando Pessoa existente na esplanada, local onde o escritor passava muitas horas.

Onde? Rua Garrett 120/122, 1200-205

Quando? Todos os dias, das 08h00 às 02h00

A Ginjinha

ginjinha

A Ginjinha foi o primeiro estabelecimento em Lisboa (1840) a comercializar a tão famosa bebida que lhe dá o nome, ginjinha. A receita desta emblemática bebida surgiu por sugestão de um monge à família galega Espinheira: deixar fermentar as ginjas dentro da aguardente, juntando canela, açúcar e água. Este estabelecimento foi pioneiro na venda ao balcão das ginjinhas e outras bebidas que, ao contrário dos dias de hoje, não era prática recorrente.

Onde? Largo de São Domingos 8, 1100-201

Quando? Todos os dias, das 09h00 às 22h00

Barbearia Campos

campos

A Barbearia Campos foi fundada em 1886 e é oficialmente a barbearia mais antiga do país e uma das mais antigas da Europa. Ninguém mexe na sua histórica fachada, onde se lê ainda “Cabelleireiro”. Numa das lojas centenárias de Lisboa encontra uma espécie de barbearia ”à moda antiga”, com as clássicas lâminas e cadeirões, máquina de engomar, lavatórios e mármore de Carrara, de cor branco e rosa. Por aqui passaram, em tempos, personalidades como Eça de Queiroz ou Vasco Santana.

Onde? Largo Chiado 4, 1200-108

Quando? Seg a sáb, das 09h00 às 19h00

Veja também: