20 lugares que podem ser Património da UNESCO em 2017

A UNESCO atribui valor a locais históricos, culturalmente ricos ou de uma natureza ímpar. Conheça 20 lugares que podem tornar-se Património da UNESCO.

20 lugares que podem ser Património da UNESCO em 2017
Locais que poderão ser Património da UNESCO

A lista da UNESCO não é fixa,  sendo que há inúmeros lugares que podem tornar-se Património da UNESCO. A cada ano a lista cresce um pouco mais.

Se costuma viajar com frequência, é muito provável que já tenha visitado algum Património Mundial da UNESCO. Uma placa ou até um guia turístico pode informá-lo sobre estes locais, mas será que sabe exatamente o que significa tal atributo?

Existem atualmente cerca de 1052 lugares, um pouco por todo o mundo, na lista do Património Mundial da UNESCO. Estes destinos vão desde vestígios arqueológicos da época pré-histórica a maravilhas naturais ou excelentes obras arquitetónicas do século XX.

Qualquer que seja o destino, é considerado um dos melhores lugares do mundo para descobrir a história, a natureza ou a cultura.

O processo para a classificação como Património Mundial da UNESCO é ainda um pouco longo. Os países apresentam os seus melhores locais, a UNESCO faz uma nomeação, após a qual os lugares são avaliados pelo Conselho Internacional de Monumentos e Sítios e pela União Internacional para a Conservação da Natureza.

O processo de seleção oficial é o que se segue e, nesta fase, após apresentada a proposta, o Comité de Património Mundial determina se os locais têm ou não valor universal excecional. Há vários locais que podem ainda ser adicionados.

Os lugares que podem tornar-se património da UNESCO em 2017

Asmara, Eritreia

asmara
Fonte da imagem: Tobias Kappel

Asmara é conhecida pelos seus edifícios modernistas, que permaneceram intocados desde a década de 1930. Esta cidade, a maior de Eritreia e a sua capital, é conhecida por alguns como “Pequena Roma” e, caso seja distinguida, será o primeiro Património Mundial da UNESCO do país.

Ahmadabad, Índia

mesquita em Ahmadabad
Fonte da imagem: AirPano

A cidade histórica de Ahmadabad está repleta de mercados têxteis, grandiosas mesquitas e túmulos ornamentados de governantes medievais. É mais um dos lugares que podem tornar-se património da UNESCO em 2017.

Catedral de Naumburg, Alemanha

exterior da Catedral de Naumburg
Fonte da imagem: Europa Erfahren

Praticamente inalterada desde 1213, esta catedral românica alemã poderá ser outro dos lugares que podem tornar-se património da UNESCO.

Okinoshima, Japão

ilha OkinoshimaFonte da imagem: The Japan Times

Esta ilha religiosa secreta gerou alguma controvérsia desde que foi revelado que, antigamente, proibia que as mulheres a pisassem.

Área Xam, Khomani Heartland, África do Sul

povo Khomani
Fonte da imagem: Open Africa – Do Travel Differently

Esta área é o lar do povo Khomani, que se crê que tenha sido a última comunidade indígena sobrevivente na África do Sul.

Khor Dubai, Porto de Comércio Tradicional, Emirados Árabes Unidos

khor dubai
Fonte da imagem: Wikipedia

O Khor Dubai, em árabe, é um porto de comércio tradicional que foi fundamental para estabelecer o sucesso comercial do país, a nível de pesca, trocas e comércio de pérolas.

Kujataa, Dinamarca

Kujataa na dinamarca
Fonte da imagem: Travel and Leisure

Kujataa é outro dos lugares que podem tornar-se património da UNESCO. Esta área foi utilizada desde a Idade Medieval até o início do século XX para plantações agrícolas subárticas dos esquimós.

Reserva da biosfera Tehuacán-Cuicatlán, México

reserva Tehuacan-Cuicatlan
Fonte da imagem: México el país de las maravillas

Esta reserva de biosfera está nomeada pelas suas montanhas e vales, sendo que a sua topografia complexa inclui três diferentes tipos de clima: seco, floresta tropical e floresta temperada.

Parque Nacional Los Alerces, Argentina

Parque Nacional Los Alerces
Fonte da imagem: Wikipedia

Este parque argentino é uma grande área protegida, sendo conhecido por ter uma série de lagos e rios conectados, picos montanhosos e bosques exuberantes.

Kulangsu, China

Kulangsu na china
Fonte da imagem: Travel and Leisure

Após a primeira Guerra do Ópio, esta ilha serviu de portal que deu acesso a muitas civilizações ocidentais para a China.

Memoriais a Lutero, Alemanha Central

memorial a lutero
Fonte da imagem: Reforma 21

Há vários monumentos que mantêm viva a memória de Martinho Lutero e da Reforma Protestante, especialmente nas cidades de Eisleben e Wittenberg, na Alemanha Central. Esses locais, maioritariamente igrejas, são lugares que podem tornar-se património da UNESCO em 2017.

Mosteiro de Ghélati, Geórgia

Mosteiro de Ghelati
Fonte da imagem: Tury.Club

Este mosteiro foi construído entre os séculos XII e XVII. O Mosteiro de Ghélati é reconhecido como um exemplo da arquitetura medieval da Geórgia e cativa pelos seus mosaicos e pinturas.

Afrodísias, Turquia

Afrodisias na turquia
Fonte da imagem: Travel and Leisure

Esta antiga cidade turca foi batizada em honra da deusa grega do amor, Afrodite. É conhecida como um excelente lugar arqueológico com antiguidades que remetem para os períodos grego e romano.

Parque Nacional Bhitarkanika, Índia

bhitarkanika
Fonte da imagem: India’s Invitation

Este parque nacional é outro potencial património mundial. O Parque Nacional Bhitarkanika é uma zona húmida com uma enorme diversidade genética e ecológica.

Existem mais de 300 espécies diferentes de plantas, 62 invertebrados, 19 peixes e 5 anfíbios registados. Se gosta de admirar diferentes espécies de aves, siga o guia de observação de aves. A diversidade deste local poderá faz dele um dos lugares que podem tornar-se património da UNESCO.

Sambor Prei Kuk, Camboja

Sambor Prei Kuk
Fonte da imagem: Vietnam Motorbike Tours

O Sambor Prei Kuk é um local arqueológico situado no Camboja. Atualmente, resume-se às ruínas de um complexo religioso que remota ao Reino do Chenla antes da sua queda para o Reino Angkor (reino dos séculos VI ao IX). Foi estabelecido como um santuário real.

Parque Nacional Lake District, Reino Unido

Parque Nacional Lake District
Fonte da imagem: Trusted Adventures

Este local serviu de inspiração a muitos poetas românticos e é outro dos lugares que podem tornar-se património da UNESCO.

Hebron/Al-Khalil, Palestina

cidade hebron
Fonte da imagem: Viator

A cidade de Hebron, em árabe designada por Al-Khalil, tornou-se uma das quatro cidades sagradas do Islão (tanto para judeus, como para muçulmanos), depois de Meca, Medina e Jerusalém.

Palácio de Shaki Khans, Azerbaijão

Palacio de Shaki Khans
Fonte da imagem: Trip To Azerbaijan

A cidade histórica de Shaki, no Azerbaijão, está nomeada pelo seu planeamento urbano, com ruas sinuosas, becos estreitos e pela conquista do Palácio de Khans.

Yazd, Irão

cidade de Yazd
Fonte da imagem: Lost With Purpose

A belíssima cidade história de Yazd, no Irão, está nomeada pela sua diversidade arquitetónica, uma coleção datada de diferentes períodos de tempo que, segundo a UNESCO, reúnem “uma combinação harmoniosa com as condições climáticas”.

Trabalhos de defesa venezianos, Itália, Croácia e Montenegro

Trabalhos de defesa venezianos
Fonte da imagem: Travel and Leisure

Os venezianos construíram um sistema de defesa complexo. É outro dos nomeados e a sua particularidade é que se estende por mais de 600 milhas, desde Itália a Montenegro.

Veja também: