Material escolar 2017: as melhores dicas para poupar

O material escolar em 2017 deve ser uma preocupação para agora e não apenas para setembro. Comece a ver o que sobrou deste ano e faça as compras com calma.

Material escolar 2017: as melhores dicas para poupar
Reveja o que sobrou no ano anterior e aproveite no seguinte

Por vezes, a poupança reside na antecedência com que nos organizamos. É comum deixarmos algumas tarefas para a última hora e isso pode levar a gastos desnecessários. Para o regresso às aulas, os seus filhos vão querer ter sempre tudo novo, mas imponha limites. O material escolar para 2017 pode e deve passar pela reutilização do material do ano anterior. Vejas as dicas que temos para lhe dar.

Tudo o que deve fazer para preparar o material escolar 2017

1. Comece hoje

“Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje”. É um provérbio sobejamente conhecido, mas que é muitas vezes ignorado. É certo que antes do regresso às aulas ainda há férias e todos os preparativos e preocupações que estas trazem, mas acredite que vai ganhar em começar a pensar neste tema hoje.

E o que é que pode começar a fazer sem a lista de material escolar 2017 necessário? Pode ver que material sobrou aos seus filhos do ano que agora terminou, para perceber o que ainda está em bom estado e pode ser reutilizado.

lapis

2. Faça bons investimentos

Algum material pode perfeitamente durar vários anos, como é o caso de uma boa mochila. É certo que à medida que vão crescendo, as crianças vão adquirindo novos gostos e que as modas vão mudando e os miúdos se deixam levar por elas. Mas se os conseguir convencer a usar uma mochila mais simples, talvez consiga que eles a usem por mais tempo.

Sendo na mochila que os alunos vão levar todo o seu material escolar, também é importante comprar uma mochila que suporte bem o peso de tudo o que vai lá dentro, para que os seus filhos não venham a ter problemas de coluna.

3. Cuidado com o material de fraca qualidade

Há material que, por muito barato que seja, pode não compensar a curto prazo. Um desses exemplos são as borrachas. Se há uma marca que já conhece ou que sabe que é boa, mantenha-se fiel. Muitas borrachas podem ter um preço apelativo, mas algumas delas não apagam como deve ser, chegando a borratar completamente as folhas de papel, sendo pior a emenda que o soneto.

Também há lápis de escrever cujos bicos facilmente se partem. O resultado é que os miúdos passam a vida a afiar os lápis que rapidamente se tornam minúsculos. Isto vai obrigá-lo a comprar lápis mais depressa do que possa imaginar.

4. Reutilize

Apesar de nem todo o material dar para reutilizar porque, efetivamente, muitas coisas se deterioram, principalmente nas mãos de crianças, algumas chegam ao fim do ano com bom ar. E se os seus filhos querem ostentar material novo, dê-lhes uma nova roupagem sem gastar tanto.

Um bom exemplo são os dossiers. Se ainda não tiverem as pontas dobradas, pode arranjar papel para o forrar, dando-lhe um novo ar. Um ar de material escolar 2017, e não de 2016!

5. Escolha material que lhe permita poupar

Cada estudante tem os seus gostos mas, se os seus filhos não forem esquisitos e se os professores não exigirem cadernos, lembre-se que os dossiers têm mais vantagens para além de poderem ser reciclados de ano para ano. As folhas que sobram podem sempre ser usadas no ano seguinte, ao contrário dos cadernos. Se for preciso passar alguma página a limpo também é fácil de resolver, enquanto nos cadernos a tarefa é mais complicada.

Também há outra desvantagem nos cadernos que, caso acabem antes do fim do ano, obrigam à compra de um novo que, à partida, será sempre mais caro do que uma recarga de folhas para o dossier.

material regresso aulas

6. Compre o que já está disponível

A época do “regresso às aulas” é boa no sentido em que a secção de escritório e material escolar 2017 se torna maior do que no resto do ano e com mais opções. Mas essa também é uma altura em que os supermercados se enchem de pais e filhos agitados e em que não poderá fazer as compras com tanta calma. Por isso, tudo o que já esteja disponível e souber que os seus filhos vão mesmo precisar, vá comprando.

7. Previna os desvios

Esta sugestão aplica-se principalmente aos pais de crianças mais pequenas, dado que os mais velhos têm um maior controlo sobre o seu material. Já as crianças mais novas têm tendência a perder material e a trazer algum que não é deles. Não deixe que isso aconteça com o material escolar 2017 e marque o nome dos seus filhos em tudo o que seja possível.

Agora que já tem algumas linhas orientadoras, comece a preparar tudo aquilo que lhe seja possível para ter um mês de setembro um pouco mais calmo.

Veja também: