Como escolher a melhor conta poupança

Para escolher a melhor conta poupança deve basear-se num conjunto de critérios para garantir a melhor opção. Siga as nossas sugestões.

Como escolher a melhor conta poupança
Sugestões para fazer uma escolha acertada

Poupar, poupar, poupar, uma palavra que começamos a ouvir desde pequenos. É preciso amealhar para dias menos bons e é sobretudo importante saber onde colocar esse dinheiro. Como escolher a melhor conta poupança?

As contas poupança são produtos financeiros, com o objetivo de salvaguardar poupanças e fazê-las render. Uma conta deste género acaba por funcionar como uma espécie de mealheiro: vamos reforçando essa conta, à medida que os juros também contribuem para o seu aumento, durante o período de tempo em que o dinheiro fica na conta.

Aproveitamos para aconselhar, contudo, que não coloque todas as suas poupanças na mesma conta, ou aplicadas no mesmo investimento. Quer pela simples razão de jogar pelo seguro, quer pelas oportunidades de investimento que podem surgir.

Como escolher a melhor conta poupança?

1. Banco

Antes de colocar o dinheiro numa conta poupança, analise as opções de bancos e o que cada um oferece, desde custos de abertura e manutenção de conta, custos com cartões e transferências. Considere primeiro o banco em que já possui conta: compensa abrir a conta nesse mesmo banco? Quais são as taxas de juro oferecidas? Quando já tiver um pé de meia confortável, informe-se sobre taxas e faça as contas para saber qual lhe oferece a melhor taxa. Por vezes, por já ser cliente do banco, pode usufruir de determinadas vantagens.

2. Pé de meia

Decida qual é o mínimo a ter já poupado para abrir a conta. Estabeleça um objetivo. Vamos imaginar que tem um pé de meia de 5000€. Pode simular através deste valor, onde é que os juros vão ser mais lucrativos. Tenha também em atenção que há bancos que pedem um valor mínimo, por isso convém ter sempre isso em consideração. Estes valores podem ir dos 25€ aos 100€.

taxas de juro

3. Reforços e juros

O banco permite reforços na conta? Esta é uma questão importante no que toca a escolher a melhor conta poupança. Se lhe for permitido fazer depósitos na conta, dependendo das taxas de juro, é uma mais-valia. Preste também atenção aos períodos de pagamento de juros (mensais, trimestrais, semestrais ou anuais). As taxas de juro, quando comparadas com outras aplicações financeiras podem não ser muito altas, mas se considerar o pé de meia com que planeia abrir a conta poupança, fazer uma simulação pode ajudar.

Tenha em atenção as TANB (Taxa Anual Nominal Bruta), que é a taxa que remunera as aplicações financeiras. É esta taxa que determina o vencimento anual da sua aplicação, quer uma conta poupança, quer um depósito a prazo.

Considere se prefere uma conta poupança comum, ou uma conta poupança a prazo (com período temporal específico), das quais à partida não pode retirar o dinheiro antes do tempo.

4. Escolhas seguras

Seja organizado e planeie com atenção. Faça simulações de contas poupança e compare (por exemplo, num ficheiro Excel) as taxas de juro aplicadas em cada caso e o que lhe é oferecido em cada banco. Comece pelos(s) banco(s) onde já tem contas para estar a par das vantagens e evite cair em “promoções”. Investir num banco sólido, de confiança e sobretudo, com boa reputação, dá-lhe outra segurança no que toca às suas poupanças.

Conta poupança: vantagens, desvantagens e alternativas

Como vantagens imediatas da conta poupança, temos de considerar que está, realmente, a proteger o seu dinheiro, em vez de o ter guardado em casa. Outra clara vantagem é que este dinheiro está a render e nunca perde o capital investido inicialmente. Mesmo que as taxas de juro não sejam as melhores, no banco onde tem as suas poupanças neste momento, elas estão sempre a render. Pode também movimentar os capitais a qualquer momento, sempre que quiser.

Tenha contudo em atenção que se pretender retirar o dinheiro da conta poupança antes do período acordado, pode estar sujeito a penalizações, como por exemplo, perder juros. Tendo em conta os depósitos a prazo e certificados de aforro, as taxas de juro podem não ser atrativas. Uma outra desvantagem é que deve estar comprometido quando escolhe a melhor conta poupança para si, porque o rendimento a curto prazo é baixo. Daí a importância de confiar no banco ser da mais alta importância.

Como alternativa, saiba mais sobre certificados de aforro, depósitos a prazo, contas ordenado, ou ações; algumas alternativas de aplicações financeiras onde pode investir o seu dinheiro.

Veja também: 

Continuar a Ler