Os 7 melhores blogs de maternidade

Está à espera de bebé ou já é mãe? Tem um recém-nascido ou crianças mais crescidas? Conheça aqui os melhores blogs de maternidade para todas as mães.

Os 7 melhores blogs de maternidade
Blogs portugueses e estrangeiros para começar já a seguir

Há imensos blogs de maternidade, portugueses e estrangeiros, pelo que nem sempre é fácil escolher o mais indicado para si. Fomos procurar os melhores blogs de maternidade e deixamos aqui as nossas sugestões para lhe facilitar o trabalho.

7 dos melhores blogs de maternidade

Os portugueses


maternidade

Mãe-Me-Quer

Mãe-Me-Quer é um blog de maternidade português em que pais e futuros pais podem encontrar o mais diverso tipo de informação sobre a gravidez, o bebé e o desenvolvimento infantil. Nascido do sonho de duas mulheres e mães, a Eduarda e a Elsa, que quando se depararam com as suas próprias gravidezes, embarcaram numa grande viagem de procura de informação para satisfazer a sua curiosidade e acalmar a ansiedade natural destes momentos da vida de uma mãe.

Dessa viagem, que ainda hoje continua, nasceu o Mãe-Me-Quer de forma a facilitar a vida a mães e pais, que podem neste espaço encontrar informação útil, credível e constantemente atualizada. Vale a pena a visita.

Para além do Mãe-Me-Quer, a Elsa, fã incondicional de viagens em família desde o primeiro momento, tem um espaço para os pais que não sabem o que fazer com os miúdos no fim-de-semana ou nas férias. Espreite o Portugal Para Miúdos aqui.

Os Primeiros Anos

Os Primeiros Anos é fruto do trabalho de Leonor Martins, psicóloga clínica especializada no sono do bebé. É um espaço pensado para ajudar pais e crianças a ultrapassar os grandes desafios com que se deparam nos primeiros anos de vida dos pequenos.

O sono é, muitas vezes, um grande problema para os pais de recém-nascidos, pelo que as dicas de uma profissional na área podem ser de extrema importância. Para além disso, pode ainda encontrar neste espaço informação ao nível da alimentação, comportamento e relação.

Mum’s the boss

Um dos melhores de maternidade, o Mum’s the Boss é um blog para a parentalidade positiva. Magda Dias, a mãe deste projeto, é coach e formadora nas áreas comportamentais e comunicacionais há mais de 12 anos. As questões parentais são aqui vistas e tratadas sob a perspetiva de comportamento gera comportamento e é através esta lente que Magda vê o relacionamento entre pais e filhos.

“Educar da cabeça para o coração” é o mote de Magda Dias, que tem, entre outras, certificação em Inteligência Emocional, e iniciou o movimento ‘’berra-me baixo’’. A não perder.

A Magda é também autora do Parentalidade Positiva, um escola para os pais que querem melhorar o seu relacionamento com os pequenos pela positiva! Encontre aqui formações, pós-graduações, coaching e outros serviços.

O nosso T2

blog de Tânia Ribas de Oliveira é um espaço onde pode encontrar um diário de mãe, um consultório, agenda e oficina de psicologia. Se quer esclarecer dúvidas sobre questões de saúde, saber o que fazer no próximo fim-de-semana ou apenas espreitar as experiências da Tânia, passe lá no T2.

Os estrangeiros


familia

Scary Mommy

Scary Mommy é um dos melhores blogs de maternidade. Começou por ser um espaço simples e pessoal, escrito por Jill Smokler e tornou-se viral, contando agora com uma equipa de editores que se comprometem a partilhar os momentos bons e menos bons da maternidade vistos de diferentes ângulos.

Love that Max

Este é um blog sobre crianças com necessidades especiais. A autora, Ellen Seidman, é mãe de três e editora de uma revista, sendo que o foco principal de Love That Max é o seu filho Max que tem paralisia cerebral. As publicações deste blog deixam dicas e conselhos aos pais de crianças com necessidades especiais, para além de momentos pessoais e de grande carinho.

Rants from Mommyland

Todas as mães têm momentos em que apenas lhes apetece gritar e foi isso mesmo que fez nascer este blog, um espaço que as autoras encontraram onde podem gritar à vontade.

Estas mães olharam uma para a outra e perceberam que estavam a chegar ao limite da sua sanidade mental. Em vez de tomar comprimidos para contrariar o que sentiam, decidiram escrever e-mails uma à outra, que se transformaram neste blog.

Veja também:

Continuar a Ler