As 15 melhores cidades para millennials

Conheça as 15 melhores cidades para millennials viverem, seja pelo custo de vida, sistema de transportes ou oportunidades de emprego.

As 15 melhores cidades para millennials
São as cidades da geração do futuro

Quer conhecer as 15 melhores cidades para millennials? Antes de o saber, é importante que tenha um mini retrato deste grupo de pessoas: nascidos entre 1980 e 1996, os millennials têm características muito próprias e diferentes da anterior geração. Preferem, por exemplo, a auto realização à estabilidade profissional e não vêm como prioridade a compra de um carro, por exemplo.

Com base nestas premissas, a Nestpick, um motor de busca de alojamento de renome internacional, criou um ranking das 15 melhores cidades para millennials, considerado itens como o custo de vida, a acessibilidade dos transportes públicos e as oportunidades de emprego. Além disso, outros fatores tidos em conta (e muito valorizados por esta geração) foram a velocidade da internet, a igualdade de género, a facilidade de arranjar cerveja (sim, verdade!) e ainda o número de lojas Apple per capita.

E como é feito o cálculo? São atribuídos um conjunto de pontos, pontos estes questão resultado de uma fórmula de cálculo onde cada item (transportes, empregabilidade, igualdade de género, etc) tem uma atribuição entre 0 a 10 pontos (do mínimo para o máximo).

As 15 melhores cidades para millennials

1. Amesterdão, Holanda

A capital da Holanda está na primeira posição do pódio das 15 melhores cidades para millennials. Classificada com um total de 108 pontos. Nesta cidade, os itens mais cotados foram a concentração de startups (8.9), o turismo (8.4) e a existência de festivais (8.2).

amesterdao

2. Berlim, Alemanha

Berlim, capital da Alemanha, conquistou a medalha de prata do ranking das 15 melhores cidades para millennials. Com um total de 103 pontos, obteve excelente classificação na atração noturna, com 10 pontos em 10, igualdade de géneros (9.0) e em comunidade amiga de LGBT (9.1).

berlim

3. Munique, Alemanha

Continuando pela Alemanha é agora a vez de Munique, que ocupa a terceira posição do ranking graças aos 102 pontos obtidos. Acesso a transportes públicos (9.5), taxa de empregabilidade (9.4) e comunidade amiga de LGBT (9.0) são as pontuações de maior destaque.

munique

4. Lisboa, Portugal

Lisboa ocupa o 4º lugar do ranking das 15 melhores cidades para millennials. Quarto lugar? Verdade! E conseguiu esta proeza ao ser classificada com um total de 102 pontos, com destaque para o acesso à cerveja (8.9 – what else?), ranking de comida (8.8) e acessibilidade transportes públicos (8.3).

lisboa

5. Antuérpia, Bélgica

Viajamos agora até à Bélgica, Antuérpia. Com um total de 101 pontos atribuídos, esta cidade destaca-se pelo número de lojas Apple per capita (8.4), rapidez da internet (8.3) e ainda oferta de vida noturna (8.0).

antuerpia1

6. Barcelona, Espanha

Chegamos à sexta posição da tabela, ocupada por Barcelona com um total de 101 pontos. Comunidade amiga de LGBT (9.2), acesso à saúde (8.30) e ainda atração de turismo (8.60) são os itens de relevo.

barcelona

7. Lyon, França

Já Lyon, em França, obteve um total de 100 pontos, em grande parte graças ao número de lojas Apple per capita (9.7), acesso à saúde (10) e aos transportes públicos (9.8).

lyon

8. Colónia, Alemanha

Estamos a pouco mais de meio da tabela e encontramos novamente uma cidade alemã, desta vez Colónia. Com um total de 100 pontos atribuídos, são de destacar os itens oferta de vida noturna (9.75), igualdade de género (9.0) e acesso aos meios de transporte públicos (8.8).

colonia

9. Paris, França

Paris, capital de França ocupa a nona posição da tabela das 15 melhores cidades para millennials. E porquê? Porque conseguiu arrecadar 100 pontos, com destaque para os sub itens ranking de turismo (9.7), acesso a transportes públicos (9.7) e acesso à saúde (10).

paris

10. Vancouver, Canadá

Vamos agora para fora da Europa, especificamente para o Canadá. Vancouver arrecadou 100 pontos nesta tabela e os itens melhor classificados foram o ranking de festivais (9.6), a concentração de startups (9.5) e ainda ser uma comunidade amiga de LGBT (9.4).

vancouver

11. Lille, França

Voltando à Europa, chegamos a Lille, França. São 100 pontos atribuídos, com especial referência ao número de lojas Apple per capita (9.9), acesso à saúde (10) e ainda acesso aos transportes públicos (9.2).

lille

12. Zurique, Suíça

Zurique, cidade da Suíça conseguiu o 12º lugar da tabela, com 99 pontos. Oferta de festivais (9.8), igualdade de género (9.15) e oferta de diversão noturna (9.0) são os pontos de destaque.

zurique

13. Valência, Espanha

Chegamos a Valência, Espanha e à 13ª posição da tabela das 15 melhores cidades para millennials. São 99 os pontos atribuídos, sendo os melhores classificados a oferta de diversão noturna (8.5), rapidez na internet (8.6) e diversidade e qualidade gastronómica (8.3).

valencia

14. Haia, Holanda

Em Haia, na Holanda a atribuição dos pontos foi de 98 no total. E quais os itens melhor classificados? Comunidade amiga de LGBT (9.7), oferta de festivais (9.1) e número de lojas Apple per capita (8.30).

haia

15. Montreal, Canadá

E chegamos ao final da tabela que classifica as 15 melhores cidades para millennials. Montreal, no Canadá, obteve um total de 98 pontos, com especial referência à diversão noturna (9.5), tolerância de imigração (9.15) e comunidade amiga de LGBT (8.7).

montreal

Veja também: