Os 5 melhores destinos da Ásia

A Ásia é a resposta perfeita para quem deseja acrescentar uma pitada de mistério à sua vida. Descubra aqui os 5 melhores destinos do maior continente do mundo. 

Os 5 melhores destinos da Ásia
Exóticas e magnificentes, estas cidades são incomparáveis.

Quando pensamos nos melhores destinos da Ásia vêm-nos logo à cabeça imagens de fabulosos templos e elegantes espaços verdes, de animais exóticos e coloridas multidões, de remotas ilhas paradisíacas e intensas metrópoles borbulhantes de atividade. E não estamos muito longe da realidade. O maior continente do mundo é também um continente de contrastes que oferece a quem o visita uma riquíssima vertente histórica e uma pluralidade cultural e religiosa incomparável.

Com a nossa seleção dos 5 melhores destinos a visitar no continente, tivemos em conta aquilo que procura quem visita a Ásia. Assim, nesta lista encontrará um cheirinho de misticismo, uma pitada de cores e aromas bem fortes, e enormes doses de indescritível beleza e fascínio. Esperamos que goste!
 

Os 5 melhores e mais inesquecíveis destinos da Ásia

 

1. Tóquio, Japão

Tóquio, Japão

Considerada a maior economia metropolitana do mundo, esta é também uma das cidades mais intensas e eletrizantes que poderá vir a conhecer. Numa primeira impressão, Tóquio assemelha-se  uma entidade viva e pulsante, toda ela feita de tradição e progresso, animação e movimento, efeitos sonoros e muita luz. Dê-se um segundo para absorver toda uma profusão de estímulos e, já adaptado, dedique-se a apreciar os imponentes arranha-céus, belíssimos museus, inacreditáveis templos, refinados espaços verdes e incomparável oferta gastronómica. 

A nossa recomendação: comece com uma visita cultural e histórica ao Templo Sensoji e ao Palácio Imperial; de seguida, dirija-se à Tokyo Sky Tree para subir até ao céu e aí apreciar de uma inacreditável vista da cidade; a cultura pop e o consumismo são também incontornáveis, pelo que deve apostar numa visita a Harajuku ou a Shibuya; por fim, não deixe de experimentar o melhor sushi da sua vida num dos inúmeros restaurantes com estrelas Michelin. Ah, e mesmo que abomine a prática, não deixe de ir a um karaoke: garantimos que é uma experiência única!

Uma dica: a não ser que deseje ardentemente saber como se sentiria uma sardinha em lata se fosse disparada de uma fisga, mantenha-se afastado dos metros em hora de ponta.

 

2. Siem Reap, Camboja

Siem Reap, Camboja

Além de ser um dos melhores destinos na Ásia, esta cidade é também considerada o “destino perfeito” para quem visita o continente pela primeira vez. Com os extasiantes templos e ruínas de Angkor Wat a assegurarem um cenário de indescritível beleza, Siem Reap assemelha-se a um inebriante cocktail que combina cultura, história, vida noturna e momentos de descontração. Em cada recanto está uma belíssima atração, um museu ou um mercado tradicional, só terá mesmo de escolher o que prefere. Ah, e já referimos Angkor Thom, a cidade real do séc. XII?...

A nossa recomendação: aqui é indiscutível uma visita aos templos de Angkor Wat, um dos mais fascinantes locais considerados como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO. Com mais de 900 anos, estas estruturas criadas pelo homem travam uma luta diária com natureza selvagem que as rodeia e procura absorver: a visão de lianas e raízes a estrangularem edifícios e esculturas já seduziram Hollywood e estamos certos que também não o vão deixar indiferente.

Uma dica: aproveite os preços mesmo, mesmo baixos! Na Pub Street, num bom restaurante, uma refeição custa em média €5 e uma cerveja €0,45. Se quiser juntar a esta experiência gastronómica uma cultural, vá ao restaurante Temple Balcony e assista de forma gratuita a um espetáculo de dança típica.

 

3. Pequim, China

Pequim, China

Este é um daqueles casos extremos em que ou se ama ou se odeia. Por um lado, temos uma cidade sobrepopulada, poluída e absolutamente enlouquecedora, por outro temos destinos culturais tão imponentes e inesquecíveis como a Grande Muralha da China e a Cidade Proibida, considerados Património Mundial da Humanidade pela UNESCO. Recorda-se do ditado “Se não os podes vencer...”? Pois é, dê uma hipótese à cidade: mergulhe nas movimentadas ruas, “junte-se a eles” e deixe-se seduzir pelo encanto único de Pequim.

A nossa recomendação: siga as normas da cidade e combine tradição e história com modernidade e progresso. Assim, e estabelecendo desde já que os monumentos referidos acima são imperdíveis, comece com uma visita às Tumbas Ming, atravessando a impressionante alameda dos Espíritos; depois passeie pela maior praça do mundo, Tiananmen, tirando uns segundos para meditar no que esta já presenciou; por fim, para uma verdadeira experiência de compras, dirija-se à intensa Rua Wangfujing ou ao tradicional Dirt Market.

Uma dica: em Pequim, o clima é essencial e contribui decisivamente para o sucesso da sua viagem. Como o verão tende a ser demasiado quente e húmido e o inverno demasiado frio e cinzento, recomendamos que visite a cidade nos meses de primavera ou outono.

 

4. Singapura

Singapura

A pequenina Singapura é uma cidade-estado que mais parece saída de um filme de ficção científica, com a sua arquitetura verdadeiramente magnificente e luminosa. No entanto, é também uma terra de intensos contrastes, pelo que encontrará igualmente celestiais zonas verdes e místicos templos, bem como uma ampla e sedutora oferta cultural e comercial. Apesar de tudo, é pela culinária que destacamos a cidade, uma vez que esta é considerada uma espécie de Meca gastronómica: prepare-se para uma irresistível explosão de sabores e aromas étnicos.

A nossa recomendação: aproveite uma manhã para se perder nas compras em Orchard Road, o polo da moda e das lojas caras, que consiste numa avenida de shoppings ligados entre si;  visite depois o famoso jardim futurista Gardens by the bay, onde vai encontrar inúmeras espécies exóticas de fauna e flora, além de enormes árvores artificiais que emitem luz e música; por fim, relaxe na Marina Bay, deixando-se extasiar pelas inacreditáveis estruturas envolventes.

Uma dica: esqueça que a pastilha elástica existe, porque esta é totalmente proibida na cidade. Mais: em Singapura, além de pesadas multas, ainda se punem os infratores batendo-lhes com uma cana. Outros comportamentos que levam a igual castigo? Atravessar fora da passadeira e vandalismo.

 

5. Bali, Indonésia

Bali, Indonésia

Não podíamos falar sobre os melhores destinos  da Ásia sem referir uma ilha paradisíaca. E qual seria melhor que  Bali, a “Terra dos Deuses” cujo nome significa precisamente “céu”? Imagine como seria visitá-la... Pensou em paisagens de um verde frondoso e opulento envolvendo íngremes picos vulcânicos, areais fofos e dourados banhados por cristalinas águas turquesa e paisagens montanhosas vigiadas por pitorescos templos? Se acrescentar uma cultura vibrante, um ambiente sereno e relaxado e um povo simpático e acolhedor, acertou em cheio!

A nossa recomendação: se gosta de descontrair, deixe-se ficar pelo resort, usufruindo das exóticas opções de um requintado e incomparável SPA; se prefere uma experiência cultural, sugerimos o Templo Tirta Emptul, famoso pela sua serenidade única; por fim, independentemente das suas preferências, não pode mesmo perder uma das dramáticas e coloridas cerimónias da ilha: sugerimos que tire uma manhã para visitar a aldeia de Batubulan e ver de perto a dança Barong, que representa a eterna luta entre o bem e o mal.

Uma dica: cuidado com os macacos. Sim, leu bem: são muito engraçados, dá mesmo vontade de levar um para casa, mas... são também uns ladrões rápidos, destemidos e sem qualquer escrúpulo.


Resta-nos uma última recomendação: não deixe que os custos associados à viagem e o jetlag o desencorajem porque vai estar a perder um verdadeiro mundo de experiências e descobertas absolutamente incomparáveis e inesquecíveis. Vale a pena apostar numa poupança de dinheiro e horas de sono para usufruir de tudo o que os melhores destinos da Ásia lhe podem oferecer. Boa viagem!
 
Ainda acha que uma viagem pela Ásia não é razão suficiente para poupar para a reforma?

Veja também: