Os 5 melhores destinos de férias na neve para 2017

Tem algo de especial viajar para um destes destinos de férias na neve, como se o inverno e o frio fizessem sentido apenas pela existência destes locais.

Os 5 melhores destinos de férias na neve para 2017
5 sugestões para destinos de férias na neve

Por muito que goste de praia e calor, é inegável o encanto que umas férias pintadas de branco, com as montanhas como cenário de fundo, podem ter. Por isso, revelamos os 5 melhores destinos de férias na neve para que possa escolher o próximo local para viajar com a família ou amigos.

Passar uns dias num destes destinos de férias na neve tem sempre a promessa de muita diversão, atividades outdoor e nem precisa de um expert no assunto. As estâncias existentes nestes locais têm sempre especialistas disponíveis para que possa aprender ao seu ritmo e desfrutar do melhor que a neve pode oferecer.

5 destinos de férias na neve a visitar pelo menos uma vez


Seja em Portugal ou no estrangeiro, há imensos locais para praticar desportos de inverno, como ski, tubing, trekking com bastões de neve, snowboard ou simplesmente desfrutar dos passeios de teleférico. Descubra 5 destinos de férias na neve imperdíveis.

1. Serra da Estrela, Portugal

neve 3

O ponto mais alto de Portugal ganha outro encanto com a chegada da neve. O Parque Natural da Serra da Estrela é a maior área protegida de Portugal e uma das melhores Reservas Biogenéticas da Europa, onde nascem os dois maiores rios portugueses, o Mondego e o Zêzere.

Todos os anos, a serra veste-se de branco e a única estância de ski do país ganha vida. Este fator climático acontece não só pela altitude, mas igualmente pela existência de vales glaciares, únicos em Portugal, também responsáveis pela queda de neve e que, hoje, representam bem o efeito das eras glaciares ocorridas há milhares de anos.

É um destino incrível para uns dias descontraídos em contacto com a natureza, aproveitando um local de grande beleza paisagística, com desníveis montanhosos impressionantes, onde cada dia pode ser vivenciado intensamente, acompanhado pelo silêncio que o local proporciona.

A vida animal e vegetal aqui também são um forte ponto de destaque: esses momentos de ligação com a natureza permitem testemunhar a variedade de vegetação, as aves, os rebanhos de ovelhas guiados por cães cuja raça tem o mesmo nome que a serra.

2. Béjar, Espanha

béjar

A cidade velha e os edifícios históricos de Béjar são apenas parte dos encantos desta região, localizada a 72 km de Salamanca, onde poderá descobrirá a aldeia de El Bosque, um complexo renascentista do século XVI, cujo jardim foi declarado de interesse cultural. Entre os seus monumentos encontram-se o Palácio Ducal, também do século XVI, e os muros árabes do século XI.

A estância de ski Sierra de Béjar-La Covatilla está localizada a sul da província de Salamanca, na parte mais ocidental e a sua orientação a norte e altitude possibilitam uma grande quantidade e qualidade de neve ao longo de toda a temporada de inverno.

As pistas de ski, de grande amplitude, foram traçadas principalmente em declives suaves, o que os destaca pela segurança, ideais para esquiadores iniciantes ou especializados. Na área de alta montanha, onde a estação está localizada, há também a possibilidade de traçar circuitos de ski cross-country.

O espaço conta com uma escola de ski e snowboard, aluguer de equipamentos, oficina de reparação, um departamento de informação e serviço ao cliente, centro de assistência, viveiro do parque Chiqui, loja de montanha e ski, restaurante self-service e cafeteria e uma estação de resgate.

3. Aspen, EUA

aspen

Estamos habituados a ouvir falar neste destino em várias referências cinematográficas. Aspen é, realmente, uma cidade única. Reúne uma interessante mistura de turistas provenientes de vários cantos do mundo, desde cowboys, a europeus, a estrelas de Hollywood, sem esquecer algumas das mentes mais brilhantes que elegem este local como refúgio de inverno.

Os hotéis são verdadeiramente luxuosos e oferecem o escape perfeito após um dia de aventuras, quedas e trambolhões. Nada como chegar ao quarto e relaxar numa banheira de hidromassagem e recuperar o corpo para mais um dia animado.

Na zona existe quatro resorts de ski, todos geridos pela Aspen Skiing Company: Snowmass, a melhor escolha, com o maior terreno e vertical; Aspen, para os que já se sente mais à vontade na prática de ski; Highlands, apenas para os verdadeiros especialistas; e Buttermilk, onde estão disponíveis parques para iniciantes.

4. Chamonix, França

neve 1

A lendária Chamonix é um destino popular e conhecido em todo o mundo. De tal forma que nas ruas desta cidade de alta montanha ouvirá línguas de todos os cantos do globo, mas todos possuem algo em comum: a paixão pelo montanhismo.

É um dos pontos de referência europeus, já que instrutores de ski e guias de montanha escolhem aquele local aqui para aprender mais e qualquer pessoa que se considere esquiador ou snowboarder anseia por conhecer este local.

Com um resort a 1.035 metros e o topo da montanha a 3.842 metros, o alcance em Chamonix é excecional e versátil, prometendo longas corridas a altitudes mais baixas em dias de mau tempo e grandes corridas bem no topo, noutras alturas. Esta é uma paisagem construída numa escala heróica que faz com que outros resorts pareçam bem mais modestos.

Dado ser um local muito concorrido, pode não ser o melhor refúgio alpino tranquilo, mas o cenário de Chamonix sob os penhascos e as lagoas geladas que caem do maciço do Mont Blanc é tremendo e merece uma visita.

Os edifícios antigos da cidade mantiveram o seu estilo sedoso e a aparência da Belle Epoque e, agora que o centro está livre de trânsito, é possível desfrutar de passeios agradáveis, com cafés que sobrepõem a torrente do rio Arve e uma grande quantidade de lojas interessantes.

5. Innsbruck, Áustria

innsbruck

O passado e o futuro encontram-se no coração dos Alpes, onde os pontos de vista mundialmente famosos de Innsbruck, que testemunham o excelente passado da província do Tirol, estão ao lado da arquitetura internacional pós-moderna para criar uma mistura fascinante.

O Palácio Imperial, o Palácio das Ambras, Ottoburg e a Basílica de Wilten contam o passado agitado de Innsbruck, incluindo a filipina Welser, a esposa secreta do arquiduque Ferdinand I, Andreas Hofer, lutador da Liberdade Tiroleana e, por último, o imperador Maximiliano I, que construiu muitos dos monumentos que sobrevivem até aos dias de hoje.

Innsbruck parece ter sido espremida para se situar entre duas cadeias de montanhas impressionantes, de tal forma que a cidade austríaca foi anfitriã dos Jogos Olímpicos de Inverno em 1964 e 1976, sendo, naturalmente, um importante centro de desportos de inverno. As atividades mais populares são ski, snowboard, alpinismo, raquetes de neve e patinagem.

Como vê, os encantos de inverno também permitem muitos e bons passeios e estes destinos de férias na neve são a prova disso mesmo. Equipe-se a rigor e desfrute de uns dias muito divertidos.

Veja também: