Os melhores vinhos para a sua saúde

É sabido que o consumo moderado de vinho pode ter vários benefícios, mas será que sabe quais são os melhores vinhos para a sua saúde? Descubra.

Os melhores vinhos para a sua saúde
Vinhos, há muitos. Ainda assim, nem todos são os mais indicados para si.

É certo e sabido que existem vinhos para cada ocasião. Não falamos apenas dos mais indicados para acompanhar os pratos de carne ou de peixe. Falamos, também, dos melhores vinhos para a sua saúde. Nesta lista explicamos como poderá desfrutar de um bom vinho e evitar a ressaca ou até mesmo manter a linha.

São vários os estudos desenvolvidos um pouco por todos os cantos do mundo que já comprovaram os benefícios do consumo moderado de vinho. Ao longo dos últimos anos muito se tem dito (e escrito, com provas científicas) que o consumo desta bebida alcoólica ajuda a diminuir o risco de doenças cardíacas, de cancro (à conta do Resveratrol, uma proteína encontrada nas uvas), a reduzir o colesterol e até a defender-se da gripe.

Mas será que está a beber os melhores vinhos para a sua saúde? Nós ajudamos a encontrar a melhor opção.

Os melhores vinhos para a sua saúde

Para quem está a controlar o peso

Se está a seguir uma dieta e a tentar perder alguns quilos, o melhor mesmo é deixar de beber álcool, já que o açúcar faz parte da lista de ingredientes desta bebida alcoólica. Ainda assim, caso queira continuar a desfrutar dos prazeres (moderados) desta bebida alcoólica, os especialistas aconselham o vinho branco. Um copo (150 ml) contém cerca de 70 kcal (já o vinho tinto ultrapassa as 80 kcal).

Para quem é intolerante à lactose

É intolerante à lactose? Saiba que o consumo de vinho pode provocar algumas reações alérgicas, já que durante o processo de envelhecimento desta bebida (principalmente os vinhos brancos) são introduzidos alguns ingredientes que têm proteína de leite na composição, como é o caso da caseína. Assim sendo, se é intolerante à lactose e a marisco, os melhores vinhos para a sua saúde são os tintos.

Para quem é alérgico a glúten

Boas notícias para quem sofre de doença celíaca – o vinho não contém glúten. Más também temos notícias menos boas: durante o processo de “colagem” do vinho (para clarificar e estabilizar a bebida) podem ser utilizados produtos que contêm glúten. Ainda assim, os especialistas garantem que não surgirão problemas graves se for feita uma ingestão moderada desta bebida – basta ter atenção às quantidades (dois copos de vinho não farão mal).

Para controlar a ressaca

As variáveis para a intensidade da ressaca são imensas (peso, idade, “resistência” ao álcool) e, por isso, o melhor a fazer é reduzir o consumo de bebidas alcoólicas a apenas dois copos. Ainda assim, as probabilidades de ficar com ressaca são maiores se ingerir vinho tinto à conta das substâncias denominadas de “congéneres” e que pioram os efeitos do álcool no organismo. Assim sendo, os especialistas aconselham à ingestão (moderada, claro) de vinho branco para evitar os famosos “domingos de ressaca”.

Veja também: