Menstruação na gravidez: verdade ou mito?

Menstruação na gravidez? A perda de sangue durante a gestação deixa muitas mulheres aflitas. Descubra as causas e saiba quando deve procurar aconselhamento médico.

Menstruação na gravidez: verdade ou mito?
Saiba quando é caso para se preocupar

Menstruação na gravidez é possível? É sabido que gravidez e menstruação são dois eventos incompatíveis. Quem engravidou não pode ter menstruação e quem não está grávida deve ter o período menstrual normal. Se ainda tem dúvidas sobre esta afirmação, está na altura de ler este artigo.

Mesmo que a maior parte da população saiba que grávidas não têm menstruação, e embora seja certo que não há exceções, este é um assunto que dá que falar e preocupa. Esclareça aqui as suas dúvidas e saiba diferenciar as situações de sangramento vaginal.

Menstruação na gravidez: é possível?

Dizer que as grávidas não podem ter menstruação é diferente de afirmar que não possam sofrer episódios de sangramento vaginal, frequentes ou pontuais. A grande questão está nas causas da perda de sangue, e com certeza, a menstruação não será uma delas.

A incompatibilidade entre gravidez e menstruação acontece porque não é possível haver um sangramento menstrual na gravidez, uma vez que o sangue que seria expelido durante o período é redirecionado para promover o desenvolvimento do bebé. A perda de sangue durante a gestação pode, de facto, colocar em risco a vida do feto.

Perdas de sangue durante a gestação

O que fazer?

Quando uma grávida perde sangue, em qualquer fase da gestação, é indicado que fique em repouso e que evite qualquer esforço físico ou desgaste emocional, procurando orientação médica de imediato.

O sangramento durante a gravidez é um alerta para que sejam realizados exames e diagnosticada a causa do episódio. Uma alteração importante pode estar na origem, como o descolamento da placenta ou uma gravidez ectópica.

Sinais de alerta

  • Sangramento vaginal frequente;
  • Sangramento associado à perda de líquido e acompanhado de febre;
  • Perda de sangue de tonalidade vermelho vivo (em qualquer fase da gravidez);
  • Perda de sangue, com ou sem coágulos, e forte dor abdominal.

Causas

  • Tempo de estação = 1 a 12 semanas: um sangramento nesta fase inicial pode significar a conceção da gravidez, um aborto, o descolamento da placenta ou uma gravidez ectópica.
  • Tempo de gestação = 13 a 24 semanas: no segundo trimestre da gravidez, a perda de sangue vaginal pode ser um sinal de aborto ou de inflamação do útero.
  • Tempo de gestação = 25 a 40 semanas: no trimestre final da gravidez, o sangramento pode indicar o início do trabalho de parto, um problema de placenta prévia ou de descolamento.

Atenção: após ser submetida a exames como o de toque, a ecografia transvaginal ou a amniocentese, é possível que a grávida verifique uma perda de sangue ligeira.

Curiosidades

1. Nos primeiros 15 dias após a conceção, pode haver um sangramento de tonalidade rosada, com duração média de dois dias, que provoca cólicas idênticas às da menstruação. Esta é a razão para muitas mulheres não desconfiarem de uma gravidez de duas semanas. O ideal é fazer um teste de farmácia para comprovar ou descartar a gravidez.

2. No último trimestre da gravidez, pode ocorrer um sangramento após o contacto íntimo do casal. Isto acontece porque o canal de parto está mais sensível. Só é sinal de alerta se a perda de sangue durar mais de uma hora. Neste caso, a grávida deve procurar um médico.

Veja também: