Método Montessori: como educar crianças felizes

O Método Montessori apresenta uma perspetiva pedagógica diferente da convencional, estimulando a independência, a ordem e a liberdade individual.

Método Montessori: como educar crianças felizes
Um método revolucionário

Desenvolvido por Maria Montessori, o Método Montessori consiste em princípios considerados, por alguns, inviáveis na sociedade em que vivemos. Porém, segundo o ponto de vista da autora, a escola não tem de ser apenas um espaço onde o professor transmite conhecimentos de forma direta, isto porque a criança tem de ter liberdade para desenvolver as suas próprias habilidades, o que requer um ensino especializado e personalizado.

O que é o Método Montessori?


kids

Um conjunto de teorias, práticas e materiais didáticos criado pela italiana Maria Montessori, formada em Engenharia e Medicina (neste campo, enveredou pela Psiquiatria). Batizado como “Pedagogia Científica”, o Método Montessori é uma forma de aprendizagem escolar segundo a qual é fundamental “libertar a verdadeira natureza do indivíduo”.

Acredita-se que, desta forma, se torna possível compreender melhor as crianças, o que traz uma vantagem bem evidente: adaptar os métodos de ensino ao perfil pessoal de cada aluno. Porque a aprendizagem é adaptada, o aluno decide quais os conteúdos e atividades a explorar, dentro de um guia fornecido pelo professor.

Neste método de aprendizagem, cada turma é composta por alunos de idades diferentes. Acredita-se que, desta forma, todos os membros que constituem o grupo podem aprender com os colegas. Cria-se um sistema de partilha em que os mais novos têm contacto com ideias diferentes, transmitidas pelos mais velhos que reforçam os seus conhecimentos ao comunicarem com os mais pequenos.

6 pilares educacionais


Embora Maria Montessori tenha estabelecido, ao desenvolver este método, que cada indivíduo deve aprender ao seu ritmo, a autora traçou perfis gerais de comportamento, resultantes de anos de observação, que denominou “pilares educacionais”.

Autoeducação

kids

Talvez considerado um pouco radical, a ideia é que as crianças são capazes de aprender sozinhas à medida que interagem com o ambiente que as rodeia e no qual estão inseridas. O Método de Montessori recorre a esta tendência inata para que a criança aprenda, num meio adequado, os conteúdos de uma forma independente e de livre vontade.

Educação cósmica

kids

É importante manter o interesse da criança pelo mundo, sobretudo quando se trata de perceber que as coisas estão conectadas entre si e dependem umas das outras para existir. Nisto, os profissionais que acompanham a criança precisam de pensar e estudar a melhor metodologia para transmitir todas as informações de uma maneira coesa, organizada e lógica.

O objetivo é que a criança compreenda e respeite a ordem por trás da natureza e do universo. Quando esta existe, há relações entre as coisas e isto incentiva a curiosidade e as questões. Dá-se, então, início ao conhecimento transmitido de acordo com um sistema de perguntas, respostas e histórias que mantêm desperto o fascínio e interesse em saber mais.

Educação como uma ciência

kids

As observações dos comportamentos da criança e da evolução dos alunos seguem um método científico com vista a evitar eventuais discrepâncias ou perturbações que possam pôr em causa a boa avaliação da eficácia dos estudantes, nomeadamente a construção do equilíbrio interior e da felicidade na vida da criança e do adolescente.

Ambiente preparado

kids

Se repararmos, a sociedade atual retira, do alcance das crianças, tudo aquilo que lhes é essencial à vida. O Método Montessori propõe-se a devolver à criança o que lhe pertence em termos de liberdade e independência. Isto de uma maneira organizada e adaptada para a ação infantil, de acordo com as suas exigências físicas e psicológicas. Ou seja, a mobília deve ser proporcional ao seu tamanho e simples.

Adulto preparado

kids

Qualquer adulto que interfira com a educação da criança tem de estar também preparado para acompanhar este percurso. Para Maria Montessori, é fundamental que abandonemos o orgulho de sermos adultos e passemos a praticar a caridade em todas as ações com as crianças.

Um adulto preparado, além de conhecer bem as fases de desenvolvimento da criança e do que a ciência reconhece em casa fase, é também um observador que confia na criança e procura as indicações das suas necessidades; deve proporcionar os meios para que a criança as satisfaça, apenas o mínimo necessário, e incentiva-a sempre que ela acredita ser capaz de agir sozinha. Neste caso, a presença do adulto serve para transmitir a confiança necessária para intervir se for preciso.

Criança equilibrada

kid

Perante os meios e acompanhamento pedagógico adequados para o desenvolvimento saudável da criança, esta atinge um estado emocional e psicológico equilibrado. De acordo com o Método de Montessori, uma criança que “ame o silêncio, o trabalho e a ordem” está, certamente, dentro do percurso natural de aprendizagem.

Vantagens do Método Montessori


1. A aprendizagem torna-se mais eficaz e menos morosa (não a obriga o aluno a moldar-se a um método de ensino ao qual não se adapta);

2. A educação desenvolve-se segundo a evolução natural da criança e não ao contrário;

3. Há uma maior consciência de que em cada época da vida predominam certas necessidades e comportamentos específicos, isto é, períodos mais sensíveis (também chamados “janelas de oportunidades”) durante os quais se deve explorar determinadas potencialidades e capacidades;

4. A compreensão mais completa do desenvolvimento permite a utilização dos recursos mais adequados a cada fase e, claro, a cada criança;

5. Este método enfatiza a liberdade de aprendizagem e estimula a responsabilização do próprio aluno em todo o seu processo de aprendizagem;

6. O equilíbrio natural da criança pequena é o principal objetivo de todo o trabalho. É o ponto de partida e chegada do Método de Montessori.

Por fim, o Método Montessori é, essencialmente, aplicado em escolas primárias e algumas de ensino básico, apesar de não ser apreciado pela maioria das instituições.

Porém, há personalidades conhecidas que foram educadas de acordo com os princípios do método aqui exposto, tais como: Sergey Brin (co-fundador da Google), Gabriel García Márquez (Prémio Nobel de Literatura) e, mais recentemente, o príncipe George, de Cambridge, também está a dar os seus primeiros passos a seguir esta metodologia.


Veja também: