Microsoft Office ou OpenOffice?

Escrita de documentos, elaboração de relatórios de contas, preparação de apresentações… Mas com qual? Microsoft Office ou OpenOffice?

Microsoft Office ou OpenOffice?
Vale a pena gastar dinheiro na versão da Microsoft?

Há alguns anos, a pergunta era muito fácil. Microsoft Office ou… Microsoft Office? Até que apareceu uma alternativa no mercado. Agora, a pergunta que se impõe é: Microsoft Office ou OpenOffice? Será que a alternativa tem capacidade para ser ainda melhor que a versão original? E se tem, o que é que a distingue? A resposta a esta e a outras perguntas neste artigo que promete deixá-lo a pensar…
 

Microsoft Office

O Microsoft Office é um conjunto de programas para escritório, como o próprio nome indica, criado pela famosa empresa norte-americana Microsoft. Programas para escritório? Sim, software de processamento de texto, cálculo, bases de dados, apresentações… e muitas outras coisas. Basicamente, grande parte do trabalho que muitos realizam no seu dia-a-dia é feito com recurso a programas do Microsoft Office.

 

OpenOffice

O OpenOffice é, também, um conjunto de programas para escritório com software de “processamento de texto, cálculo, bases de dados, apresentações… e muitas outras coisas” – pusemos em aspas porque o OpenOffice oferece grande parte das soluções oferecidas pelo Microsoft Office. Principalmente no que diz respeito aos programas mais utilizados que aparecem no OpenOffice com um nome… algo diferente. O Word é o Writer, o Excel é o Math, o PowerPoint é o Impress…

 

Há diferenças?

Há, claro. A começar no preço, como não podia deixar de ser. O Microsoft Office é produzido pela Microsoft e pode custar-lhe bastante. Já o OpenOffice não tem custos nenhuns para o utilizador uma vez que é um software open-source, isto é, de código aberto e produzido “por utilizadores para utilizadores”. É aqui que o OpenOffice pretende firmar-se como uma verdadeira alternativa ao Office que domina o mercado, através do preço.

O OpenOffice é, em grande parte, uma verdadeira “cópia” daquilo que se encontra no Microsoft Office. Se abrir o Word e o Writer vai notar grandes semelhanças entre as duas soluções de processamento de texto. A Microsoft procura desenvolver melhorias e criar formas de facilitar o trabalho do utilizador. O OpenOffice percebe o que é útil e necessário nas versões da Microsoft e adapta-as para si.

Os menus de ambos são bastante similares. Porém, quem está habituado a utilizar o Microsoft Office desde o início pode estranhar, ao início, a interface oferecida pelo OpenOffice. É uma questão de habituação que terá de ser ultrapassada pelo utilizador.

O Microsoft Office é bem mais rápido que o OpenOffice. Porquê? Porque é otimizado para o Windows. É feito pela Microsoft para… a Microsoft. O OpenOffice é diferente e procura adaptar-se a todas as plataformas conhecidas como Windows, Mac, Linux…


Veja também: