Histórias de três milionários que ficaram pobres

Há infinitos casos, em todo o mundo, de milionários que ficaram pobres, vendo a sua fortuna perder-se em menos de nada. Conheça algumas destas histórias.

Histórias de três milionários que ficaram pobres
Relatos de quem teve muito dinheiro e viu a sua fortuna desaparecer.

Todos sabemos que gastar dinheiro é a coisa mais fácil que existe. Tudo à nossa volta nos remete para isso, principalmente na era de consumismo em que se vive atualmente. Por outro lado, também reza a lenda que quanto mais se tem, mais se gasta. Bem, poderá não ser exatamente assim, mas a verdade é que sendo milionário ou não, o dinheiro facilmente pode desaparecer e não é absurdo que mesmo quem tem muito dinheiro, fique sem nada de um dia para o outro.

A avaliar pelos inúmeros casos que existem a nível mundial, é mesmo garantido que existem vários milionários que ficaram pobres, vendo a sua fortuna, por um motivo ou por outro, desaparecer em pouco tempo.


3 Fortunas que se evaporaram em pouco tempo:


Sean Quinn, Irlanda

Sean Quinn

O conhecido Sean Quinn, que em 2007 era considerado o homem mais rico da Irlanda, viu a sua fortuna perder-se em menos de nada. Não por uma vida de ostentação, mas porque foi apanhado no meio da crise financeira global.

Com uma fortuna avaliada em 6 mil milhões de dólares, Sean Quinn perdeu tudo depois de ter apostado parte deste valor numa estratégia financeira que lhe daria 25% de um banco que foi atingido pela forte crise financeira e acabou por ser privatizado. 

Sean Quinn é um dos casos mais recentes de milionários que ficaram pobres, tendo declarado falência em 2011. É também um dos casos que acabou preso por branqueamento de capitais.


Allen Stanford, Estados Unidos

Allen Stanford

Allen Stanford é um dos exemplos mais polémicos dos últimos anos. O texano foi construindo a sua fortuna no setor imobiliário nos EUA no início dos anos 80. Detentor, mais tarde, de uma grande instituição financeira, mudou-se para o Caribe onde chegou a atingir o título de “Sir”, algo muito considerado nos Estados Unidos.

Tome nota:
É empreendedor e procura um escritório equipado com as melhores condições para qualquer profissional? Informe-se aqui sobre as melhores soluções do mercado.
Em 2009, rebentou o escândalo que acusava Stanford de ter desviado mais de 7 mil milhões de dólares dos seus clientes durante mais de duas décadas. 

O ex-milionário foi condenado a 110 anos de prisão como consequência daquele que foi considerado um dos maiores esquemas de fraude da história dos Estados Unidos.


Eike Batista, Brasil

Eike Batista

Eike Batista é um empresário brasileiro que viu a sua fortuna desaparecer em apenas 16 meses. Considerado, em tempos, o homem mais rico do Brasil, demorou pouco mais de um ano para os cofres de Eike descerem dos 34,5 mil milhões de dólares para os 200 milhões.

Dizem as notícias que acompanharam este caso de perto, que esta perda está relacionada não só com a vida de luxo e conforto, como também com o fato das suas empresas terem deixado de cumprir e entregar resultados.
A crescente preocupação dos investidores com os maus resultados do grupo fez com que as ações caíssem em bolsa de uma forma abismal. Foi a partir de 2012 que a fortuna começou a diminuir significativamente.


Veja também: