Publicidade:

O que significa minerar bitcoins?

Fique a saber o que significa minerar bitcoins e todas as suas implicações. Desvendamos também quais são os países mais e menos rentáveis para minerar.

O que significa minerar bitcoins?
A moeda virtual que atrai cada vez mais investidores

Minerar bitcoins é, nos dias que correm, uma tendência. A moeda virtual, que se torna mais valiosa a cada dia que passa, já pode ser produzida em casa.

Estamos na era digital e o mundo está cada vez mais focado no futuro. As profissões estão cada vez mais dependentes da utilização de computadores, as pessoas na rua não tiram os olhos dos ecrãs dos telemóveis e, seja através do computador, do smartphone ou do tablet, boa parte das comunicações são feitas virtualmente.

Acompanhando essa tendência progressista, surgiu esta moeda virtual. É muito valiosa e, por isso mesmo, tem sido alvo de um grande investimento. Apesar de ser possível produzi-la em casa, não se entusiasme com a notícia, pelo menos antes de saber o esforço que implica minerar bitcoins.

Minerar bitcoins: o que precisa de saber

minerar-bitcoins

Satoshi Nakamoto é o criador da bitcoin, moeda virtual que surgiu em 2009, e que tem dado muito que falar. Ao contrário do euro, que é controlado pelo Banco Central Europeu, a bitcoin não requer o controlo de uma autoridade centralizada.

Assim, a criação e transferência da moeda são feitas através de uma rede de código aberto em protocolos cifrados que constituem a base da segurança e liberdade do bitcoin, o que faz com que as transações sejam instantâneas entre os utilizadores.

Minerar bitcoins quer dizer criar mais quantidade dessa moeda virtual. Esse processo ocorre através de uma fórmula matemática complexa e que, por sinal, gasta muita energia.

Quanta energia consome a mineração?

Minerar bitcoins consome mais energia do que possa imaginar! Se antes minerar bitcoins era algo que podia ser feito num computador normal, hoje em dia convém utilizar um de grande potência, com hardware à altura. E é isso que torna a mineração tão cara.

Se, atualmente, este é um processo extremamente caro, num futuro muito próximo esse aumento será alucinante. Segundo o Power Compare, o valor da energia consumida anualmente para produzir bitcoins em todo o mundo equivale a 63,15% da energia consumida em Portugal. Mais escandaloso é que a energia gasta a minerar bitcoins anualmente dá para dar resposta a todas as necessidades energéticas de Marrocos pelo mesmo período de tempo. Dá que pensar, não dá?

Os países mais e menos rentáveis para a mineração

Naturalmente, o investimento para minerar bitcoins será maior ou menor de acordo com o valor da energia em cada país. Isso torna alguns países mais apetecíveis para a produção desta moeda virtual e outros nem tanto.

Se quer fazer deste o seu novo projeto de vida, talvez deva considerar emigrar. O país onde, atualmente, é mais rentável minerar bitcoins é a Venezuela, país em que o investimento em energia para produzir 1 bitcoin é de 531 dólares.

Já na Coreia do Sul precisa de gastar 26.000 dólares em eletricidade para produzir esse mesmo bitcoin. Tendo em conta que, neste momento, 1 bitcoin está avaliado em 11.123,89 dólares (8.986,10 euros), na Coreia do Sul só teria prejuízo, mas ir para a Venezuela não parece ser absurdo.

Veja também: