8 modelos de Curriculum Vitae

Conheça alguns dos modelos de Curriculum Vitae que pode usar nas suas candidaturas. Tudo depende da função a que se está a candidatar.

8 modelos de Curriculum Vitae
Escolha o seu modelo de CV ideal e faça o download

Já aqui falamos da importância de personalizar cada candidatura e para isso em muito contribui o modelo de CV escolhido. Modelos de Curriculum Vitae (CV) há muitos e a dificuldade muitas das vezes passa por saber qual deles é o melhor ou o mais adequado.
 
Conheça algumas diferenças entre os modelos de Curriculum Vitae mais utilizados.
 
 

Curriculum Vitae: escolha o seu… ou os seus

A verdade é que não deve escolher um único modelo, mas sim usar cada um deles de acordo com a oferta, a empresa, o país para o qual se está a candidatar ou a situação em que se insere a candidatura. Sim, é importante ter vários CV’s e personalizá-los de acordo com o contexto. Mas saber quais os modelos de Curriculum Vitae mais adequados pode não ser tão difícil quanto possa pensar, basta que conheça as especificidades de cada modelo.
 
Veja agora as características dos oito modelos de Curriculum Vitae mais usados.
 

1. Europass

Também conhecido como CV Europeu, o modelo de Curriculum Vitae Europass foi criado pela União Europeia e possibilita a criação de um CV através do preenchimento dos formulários disponibilizados online. Este tipo de CV é utilizado – e requisitado – por muitas empresas não só a nível nacional, mas também europeu.

O Europass permite apresentar dados como: informações pessoais, emprego/cargo pretendido, experiência profissional, formação académica, aptidões e competências pessoais, conhecimentos linguísticos, informações adicionais e/ou anexos. Mas há que ter alguns cuidados ao utilizar o modelo Europass, já que em alguns países não é muito “popular”.
 
 

2. Curriculum Funcional

De forma geral, o modelo funcional destaca a experiência profissional e as competências obtidas através das mesmas. É ideal para quem esteja ainda em início de carreira. Como sabemos construir um CV com pouco ou nenhuma experiência profissional não é fácil, mas este modelo ajuda, uma vez que permite dar ênfase a experiências de voluntariado ou estágios de curta duração, por exemplo.

A organização da informação faz-se por temas ou blocos, sendo em cada um dos tópicos listadas as funções desempenhadas e as metas alcançadas. Desta forma é possível dar a conhecer as competências ou valor acrescido que o candidato pode dar à empresa. A “grande” desvantagem deste modelo está relacionada com o facto de ser bastante extenso e poder ser “cansativo” para o recrutador.
 
 

3. Curriculum Cronológico

O nome diz tudo. Este tipo de CV dispõe a informações por ordem cronológica. Trata-se de um modelo simples e conciso, que permite ao recrutador fazer uma leitura fácil e rápida do CV e perfil do candidato. Podem distinguir-se dois tipos de CV Cronológico:

CV cronológico direto
A organização da informação inicia-se com a informação mais antiga e termina com a mais recente.

CV cronológico inverso
Por oposição ao anterior, a informação dispõe-se, geralmente, com início na experiência ou formação mais atual e termina com a mais antiga.
 
Mas há cuidados a ter com este modelo, principalmente se tiver grandes períodos de inatividade no seu CV, já que as datas são detalhas e, consequentemente, isso pode afetar negativamente a sua imagem enquanto profissional.
 
 

4. Curriculum por objetivos

O CV por objetivos caracteriza-se por ser um modelo flexível e ajustável a diferentes candidaturas. Aqui destaca-se a experiência profissional do candidato, sendo possível salientar os dados/informações mais relevantes para cada oferta/perfil.
 
 

5. Misto

Apresentamos aqui o modelo de Curriculum Vitae Misto, uma conjunção entre o modelo cronológico e o modelo funcional, integrando num só documento o rigor do modelo cronológico e a flexibilidade do modelo funcional.  Ou seja, permite apresentar a informação de forma organizada e destacar a experiência profissional e as competências do candidato.
 


6. Por competências

Não é por acaso que cada vez mais ouvimos dizer que as empresas valorizam não só as “hard skills” (competências técnicas) as “soft skills” (competências sociais e humanas). Se quer dar visibilidade a ambas, aposte no modelo de Curriculum baseado nas competências, destacando de que forma adquiriu determinada competência. No entanto, prepare-se para umas boas horas de trabalho. Estes tipos de CV são muito complexos de elaborar! Não basta dizer que tem uma competência, é preciso justificá-la! Pense em formas originais e criativas de o fazer.



7. Criativo

Neste tipo de curriculum, o céu é o limite! Muito utilizado por áreas mais tecnológicas e artísticas, este CV coloca a informação de forma mais conceptual e aleatória. Já pensou escrever uma história onde vai colocando a sua informação? Ou até em forma de banda desenhada? Claro está que este tipo de documento não pode ser entregue em qualquer empresa!



8. Curriculum em vídeo 

Se for daquelas pessoas que se sente muito à vontade em frente a uma câmara, aposte neste tipo de curriculum. Invista num bom outfit, faça a sua melhor maquilhagem e apresente-se o melhor que conseguir.


12 opções de download de modelos de CV

O objectivo do currículo é chamar a atenção do recrutador. E pode determinar se é ou não chamado para uma entrevista de emprego. Ou seja, um bom currículo pode abrir-lhe ou fechar-lhe as portas de uma empresa.

Mas não pense que deve introduzir tudo o que sabe e o que não sabe no currículo. O ideal é adaptá-lo ao emprego a que se candidata, de acordo com a formação que tem, experiência profissional e outros conhecimentos, destacando os que mais se adequam a cada função.

A primeira preocupação deve ser o conteúdo, mas também deve preocupar-se com o formato em que apresenta as suas qualificações e experiência e com a aparência do documento.

Deixamos-lhe aqui 12 modelos de CV que pode utilizar para diferentes contextos profissionais e perfis. Há opções em português e em inglês.


1. Básicos

  • Europass – o mais utilizado, basta fazer o download do documento word e introduzir os seus dados
  • Microsoft Office – pode editar online e fazer o download
  • Tradicional – está em inglês e num pdf não editável, mas explica-lhe o que deve colocar em cada etapa
  • Google docs - escolha o que mais se adequa a si e introduza os dados online. A vantagem? Pode ir fazendo aos poucos; o documento grava automaticamente e fica alojado na sua conta gmail!
  • Tradicional e elegante 
  • Simples
     

2. Para candidatos a estágio e/ou primeiro emprego

O destaque vai para a formação académica.



3. Baseado na experiência académica

Destaca o seu percurso formativo, mestrados, doutoramentos, as investigações em que participou... Descarregue aqui.



4. Baseado na experiência profissional

Dá enfase aos cargos que já ocupou e à experiência que isso lhe deu em termos profissionais. Pode fazer download aqui e aqui.



5. Baseado no portfolio

Currículos mais criativos, com mais cor e que lhe permitem usar imagens sobre trabalhos executados. Descarregue aqui, aqui e aqui.



6. Baseado em competências específicas 

Realce determinadas competências técnicas e sociais que foi adquirindo ao longo da sua vida e percurso profissional.



7. Baseado num caso específico 

Foi responsável pelo rebranding de alguma marca? Ou lançou alguma coisa de raíz? Tente passar para o papel!
 


8 Dicas para fazer um CV que lhe garanta entrevistas

1. Não complique
Lembre-se que o recrutador já recebeu centenas de CV e o seu tem que se destacar. Corte no acessório e foque no essencial: qualificações, formação, certificações, experiência profissional e competências técnicas.

2. O tamanho importa
É preferível ocupar duas páginas do que alterar as margens do documento, reduzir o espaçamento das linhas ou o tamanho da fonte. Isso só vai tornar o seu CV ilegível e desinteressante. Lembre-se que tem apenas seis segundos da atenção do recrutador, se ultrapassar as duas páginas é muito possível que perca o interesse.

3. O mais relevante primeiro
Se tem mais anos de trabalho do que de formação, coloque a experiência profissional em primeiro lugar no seu CV. No entanto, não deixe de mencionar a sua formação e de destacar as competências técnicas adquiridas.

4. Rigor na formatação
Facilite a leitura do CV usando uma fonte legível, num tamanho adequado (11), destaque o mais importante a negrito (para captar o olhar de quem lê) e estruture a informação mais relevante por pontos (competências técnicas)

5. Destaque as conquistas
Em vez de nomear o seu trabalho, refira o que fazia e o que alcançou ou aprendeu em cada função, refira competências adquiridas que possam ser relevantes para o emprego a que se está a candidatar. Além disso: foi responsável por aumentar a produtividade do seu setor? Conquistou algum prémio? Um produto que lançou foi destacado internacionalmente?

6. Simplifique a linguagem
Tenha cuidado para usar termos muito complicados ou desnecessários. Não dê muitas voltas ao texto e vá direto ao ponto. Evite ao máximo o uso de chavões e descrições já muito usadas. Se não é proativo, obstinado polivalente, não invente. Escreva do coração e seja sincero. Os recrutadores têm faro para mentiras.

7. Resumo da carreira
Lembre-se que tem  muito pouco tempo para se destacar por isso abra o CV com um pequeno resumo da sua personalidade e da sua carreira. Mas fuja da banalidade! Coloque-se na posição de quem o lê e escreve aquilo que despertaria a sua atenção. Se não ficou com vontade de continuar a ler, faça de novo!

8. Atenção às mentiras!
Não coloque coisas no CV que não correspondam à realidade! Mais cedo ou mais tarde vai perceber que isso é um tiro no pé. É preferível aprofundar aquilo em que está mesmo seguro do que tentar entrar por caminhos incertos!  


Ferramentas para fazer um CV infalível

Se acha que sozinho não consegue fazer um CV, experimente uma destas ferramentas:  

CV’s para todos os gostos

Mais do que escolher um modelo de CV, é importante que saiba quando e como utilizar os vários modelos de Curriculum Vitae ao seu dispor.
 
Agora que conhece as diferenças, só precisa de analisar as ofertas e escolher o modelo mais apropriado.
 
Veja também:

Continuar a Ler