Há moedas de 1 cêntimo que valem mais de €2500

Devido a um erro de gravação, estas moedas de 1 cêntimo podem valer-lhe mais de €2500. Num leilão em Itália, uma delas foi arrematada por €6600. Descubra se tem uma.

Há moedas de 1 cêntimo que valem mais de €2500
Colecionadores dispostos a pagar uma fortuna por uma destas moedas

Os erros de gravação mais comuns na moeda da comunidade europeia dizem respeito a desvios do eixo ou a pequenos defeitos de cunhagem. São casos raros, é certo, mas o das moedas de 1 cêntimo é muito peculiar, o que torna estas moedas ainda mais apetecíveis. Colecionadores e especialistas em numismática estão entusiasmadíssimos pela possibilidade de encontrarem uma destas moedas. Estão convictos da sua beleza e valor histórico, para além, claro, do seu valor comercial.

As moedas de 1 cêntimo

O caso remonta a 2002, quando a Casa da Moeda italiana começou a emitir moedas de 1 cêntimo de diâmetro igual às moedas de 2 cêntimos. Ou, se preferir, moedas de 2 cêntimos com o valor nominal de 1 cêntimo. Uma das faces remete para a moeda de 1 cêntimo e, a outra, em vez de retratar o Castel del Monte (de Andria), retrata a Mole Antonelliana (de Turim).

O Ministério Público italiano conduziu uma investigação para apurar os factos e chegou à conclusão de que um trabalhador da Casa da Moeda tinha, voluntariamente, introduzido a base das moedas de 2 cêntimos nos kits das de 1 – sobretudo para lucrar com a cotação destas moedas no mercado numismático.

Apesar de ter sido recolhida uma parte das chamadas moedas com defeito, há ainda muitas delas em circulação. Portanto, é bem provável que uma delas venha parar à sua carteira.

A mais cara de sempre

Depois da Bolaffi, empresa numismática sediada em Turim (Itália), levar a leilão 6 exemplares destas moedas a €2500 cada, uma delas foi arrematada por €6600, decorria o ano de 2013. De acordo com o gerente da mesma empresa, este valor justifica-se pela singularidade da moeda, que considera uma obra prima e muito procurada pelos colecionadores e, no geral, pelo mercado europeu da numismática.

A empresa, que esteve envolvida numa disputa de 11 anos com a Casa da Moeda por reclamar como seus os exemplares que conseguiu salvar da recolha, conseguiu finalmente comercializá-los, depois do Tribunal de Roma lhe ter dado razão.
Mas estes 6 exemplares não foram os únicos que escaparam à recolha por parte da Casa da Moeda. Há moedas ‘perdidas’ que podem valer muitos milhares de euros às pessoas mais atentas.

Depois de ler este artigo, temos a certeza que vai olhar com outros olhos para as moedas de 1 cêntimo, pois podem valer-lhe vários ordenados. Nós já fomos abrir o mealheiro, mas não fomos bafejados pela sorte!

Veja também: