Publicidade:

Moringa: propriedades e benefícios da árvore da vida

É considerada uma planta milagrosa e tem sido usada para combater a má nutrição no mundo. Mas a moringa tem muitos outros benefícios. Conheça-os.

Moringa: propriedades e benefícios da árvore da vida
Conheça as suas propriedades e benefícios

É conhecida como “árvore da vida”, “planta milagrosa”, “carne verde” e até Fidel Castro – antigo líder de Cuba que morreu aos 90 anos – atribuiu a “cura” para a sua frágil saúde a esta planta. É um facto que a moringa é um super alimento com vários benefícios.

A moringa oleifera, nome científico, é uma planta nativa do norte da Índia, da região dos Himalaias, mas produzida também na Ásia, África e zonas tropicais.

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) atribui grande importância a esta planta na luta contra a má nutrição em países subdesenvolvidos, uma vez que é considerada uma das plantas mais completas a nível nutricional em todo o mundo.

Propriedades da moringa


A moringa, também conhecida como acácia branca, tem mais de 90 nutrientes e é uma fonte de aminoácidos, vitaminas e minerais. Rica em vitamina A, B e C, além de minerais como ferro, cálcio, sódio, fósforo, magnésio e potássio, a planta fornece 4 vezes mais cálcio que o leite, 7 vezes mais vitamina C do que a laranja, 3 vezes mais potássio do que a banana e 4 vezes mais vitamina A do que as cenouras.

A abrangência de nutrientes dá a esta árvore propriedades multifuncionais. De acordo com a FAO, os produtos derivados da moringa têm propriedades antibióticas, combatem os germes e parasitas e, para além das propriedades medicinais, a moringa tem um valor nutricional único.

As propriedades desta planta fazem com que todas as suas partes possam ser aproveitadas, desde as folhas, às raízes, vagens, flores, cascas, sementes e frutas.

A moringa é muito usada na alimentação dos povos indianos, etíopes, entre outros, que garantem que a planta cura até 300 enfermidades.

moringa

Benefícios da moringa


Entre o saber popular e o que está cientificamente comprovado, conheça a lista de benefícios da moringa.

  • Reduz os níveis de glicose no sangue;
  • Reduz o colesterol mau (LDL);
  • Combate a anemia devido ao seu alto teor de ferro;
  • Reduz a pressão arterial;
  • Melhora as articulações graças ao seu efeito anti-inflamatório;
  • Combate a asma;
  • Melhora a imunidade do organismo;
  • Fortalece os músculos e ossos;
  • Ajuda na perda de peso;
  • Melhora as funções mentais, como a memória e capacidade de aprendizagem;
  • Ajuda no crescimento do cabelo e melhora a pele;
  • Protege o fígado e os rins;
  • Acelera o metabolismo e queima gordura corporal;
  • Trata pacientes com HIV;
  • Aumenta a produção de leite materno;
  • Combate e previne a cegueira;
  • Fornece energia ao corpo;
  • As sementes são usadas para purificar água.

Cuidados no consumo


Embora os benefícios desta planta sejam reconhecidos por vários especialistas e organizações credíveis, só recentemente se iniciaram estudos científicos que comprovem as suas propriedades “milagrosas”. Assim, e tendo em conta o seu elevado concentrado nutricional, a moringa deve ser consumida com cautela e em dosagens pequenas e adequadas a cada pessoa.

O mais indicado é pedir orientação a um nutricionista, naturopata ou mesmo ao seu médico. Este complemento nutricional pode estar contraindicado em determinados casos e inclusive ser prejudicial.

Contraindicações da moringa

1. Quando tomada em excesso pode causar náuseas e outros problemas gástricos, como dispepsia ou diarreia;

2. A moringa é um anticoagulante natural e, portanto, contraindicado para quem toma medicação para problemas de coagulação do sangue;

3. A moringa pode ter efeitos abortivos, pelo que se está grávida não deve tomar. Além disso, o seu concentrado de vitamina A pode provocar malformações no feto;

4. Devido às suas propriedades energéticas, a moringa pode provocar insónias;

5. Aumenta a produção de células vermelhas no sangue que, em excesso, tornam o sangue espesso levando a tonturas, desmaios e até AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Como consumir moringa


Uma vez que todas as partes da planta são comestíveis, a moringa pode ser consumida de diversas formas. Veja algumas ideias.

1. Folhas

As folhas verdes da moringa podem ser utilizadas para fazer chá, saladas ou serem cozidas. São também boas para temperos complementares de sopas ou curries, por exemplo.

2. Vagens

As vagens da moringa podem ser cozidas e incluídas numa refeição tal como as ervilhas, podendo ser abertas para se consumir as sementes dentro delas.

3. Sementes

As sementes da moringa podem ser comidas torradas, cozidas (como os feijões brancos ou a soja, por exemplo) ou extraídas em forma de óleo ou mel, que é considerado medicinal.

4. Raízes

As raízes da moringa possuem formato semelhante às cenouras e têm um sabor picante, podendo ser utilizadas na forma de saladas ou tempero.

5. Flores

Podem ser simplesmente usadas para fazer chá e sumos, ou para fazer um prato chamado makansufa, típico da Indonésia e Timor Leste, no qual as flores são fritas em óleo de coco, imersas em leite de coco e acompanhadas com milho ou arroz.

O mais certo é que encontre moringa em pó, folhas e flores secas, cápsulas ou óleo, à venda em ervanárias ou lojas de produtos naturais como complemento alimentar. Não tome indiscriminadamente. Consulte sempre um especialista.

Veja também:

Alexandra Nunes Alexandra Nunes

Alexandra Nunes é jornalista com experiência em imprensa e rádio. Depois de quase uma década a trabalhar na Rádio TSF partiu rumo ao Médio Oriente. A sede de conhecer novos mundos levou-a até ao Dubai, onde vive atualmente. Por lá, tem-se dedicado a explorar novas áreas da Comunicação e escreveu a biografia “Uma Mulher no Topo do Mundo” sobre a primeira portuguesa a chegar ao topo do Monte Evereste. É apaixonada por viagens, pessoas e as suas estórias.