AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

6 Motivos para procurar um emprego novo

Se precisa de razões para procurar um emprego novo, nós damos não uma, mas seis. Ora veja.

6 Motivos para procurar um emprego novo
Decidir mudar de emprego não é uma decisão fácil, mas pode ser a chave para uma carreira de sucesso.

Numa altura em que os números do desemprego estão em alta (mesmo que as notícias recentes apontem para uma descida), muitos podem achar estranho que se fale em procurar um novo emprego, principalmente se essa procura ocorrer quando já tem um emprego. Mas não é. Nem um pouco. De facto, existem vários motivos que justificam esta mudança.
 

Porque deve procurar um novo emprego?

Já todos ouvimos alguém queixar-se do seu emprego atual, ou porque não estão satisfeitos com as condições contratuais, porque não se sentem motivados ou até porque tem dificuldade em relacionar-se com chefes ou colegas. E isto são apenas alguns dos exemplos mais frequentes que podem fundamentar a procura de um novo emprego. A longo prazo situações como as que referimos podem ter consequências. Além de criarem profissionais desmotivados e pouco produtivos, ainda podem originar outros problemas, como a síndrome de burnout, que tem inclusivamente consequências para a sua saúde. Se ainda assim precisa de saber quais os motivos que podem fundamentar uma mudança de emprego, nós deixamos (mais) seis.

 

1. Sente que não está a aprender ou evoluir profissionalmente

A aprendizagem de novas competências faz parte da evolução de um profissional. E mesmo que desempenhe as mesmas funções durante anos a fio pode (e deve) estar em constante aprendizagem. Afinal de contas, o mundo está em constante mudança e com ele os métodos de trabalho, por exemplo. Se já desvendou tudo o que havia para desvendar no seu emprego atual e não se sente desafiado profissionalmente, então talvez esteja na hora de procurar novos voos.

 

2. O desempenho está em baixo

Vem no seguimento do ponto anterior. Muitos profissionais, quando se limitam a cumprir funções em “piloto automático”, acabam por baixar o seu desempenho. A longo prazo esta quebra no rendimento pode ter consequências negativas para a sua imagem profissional. O melhor é procurar alternativas onde se possa sentir mais motivado e volte a dar o melhor de si, antes que seja tarde demais.

 

3. Não se sente valorizado

Não é preciso ter alguém constantemente a dizer-lhe que é fantástico, mas todos os profissionais gostam (e precisam) de sentir que o seu trabalho (e contributo para a empresa) é reconhecido e valorizado. Quando isso não acontece, o mais provável é que os profissionais se possam sentir desmotivados e até revoltados com a entidade empregadora e isso acaba por refletir-se no seu desempenho. E depois já diz o ditado: “quem não está bem muda-se”, neste caso para algo melhor.

 

4. Não gosta do que faz

É verdade que não pode fazer apenas os trabalhos que gosta, mas isso não significa que deva sacrificar totalmente a sua satisfação profissional. Ok, é certo que precisa de trabalhar para pagar as suas contas, mas não deve desistir de procurar um emprego onde se sinta feliz.

 

5. Não tem perspetivas de crescimento profissional

Pode soar a cliché, mas neste caso o cliché é bem real. Qualquer profissional ambiciona crescer profissionalmente e até poder ser promovido. Quando os profissionais sentem que a sua carreira está estagnada e não há qualquer possibilidade de evoluir ou subir na carreira, podem sentir-se desmotivados e insatisfeitos. A solução passa por tentar encontrar uma empresa que lhe dê perspetivas de evolução.

 

6. Não se identifica com a cultura de empresa

Neste caso procurar outro emprego é mesmo a sua única solução. Se não de identifica com a cultura ou valores da empresa o melhor é tentar encontrar uma alternativa que se adeque as suas convicções. Ao estar inserido num ambiente que vai contra as suas crenças e princípios está a prejudicar o seu desempenho e, consequentemente, a sua imagem.

 

Procurar não faz mal a ninguém!

A realização profissional existe, só precisa de a encontrar e, para isso, pode ter que procurar um novo emprego. Obviamente a decisão não é fácil e tem vários prós e contras e, o mais provável, é que fique ansioso (e até receoso) com a mudança, mas não tem que ser um drama, até porque quem sabe se não lhe abre as portas para uma carreira repleta de sucessos.


Veja também: