AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

3 (muito bons) motivos para ser simpático no trabalho

Ser simpático nem sempre é fácil, mas há boas razões pelas quais se deve esforçar para ser simpático no trabalho. Conheça algumas.

3 (muito bons) motivos para ser simpático no trabalho
A simpatia não fica mal e pode ter mais benefícios do que possa pensar.

Olhando em redor, certamente terá, no seu local de trabalho, um ou outro colega mais difícil ou até antipático. É normal. Nem todos são naturalmente simpáticos e mesmo os que o são nem sempre estão nos seus melhores dias e a simpatia por vezes falha. Mas é imperativo que mesmo nos dias mais se esforce para ser simpático no trabalho. Quer saber porquê?

 

Uma questão de simpatia

Todos sabem que uma das qualidades procuradas e valorizadas pelos empregadores nos seus colaboradores é a simpatia e/ou a capacidade de criar empatia com as pessoas que os rodeiam (sejam colegas, chefias ou até mesmo clientes). Faz parte.

E ao contrário do que possa pensar, esta valorização da simpatia em contexto laboral, deve-se a bem mais do que uma questão de etiqueta profissional. Para começar uma boa dose de simpatia ajuda a criar um ambiente de trabalho mais agradável. Sem novidades aqui. Mas há mais.

 

1. Ajuda a criar uma imagem positiva

Quem é que quer trabalhar com alguém rude, antipático e constantemente mal-humorado?! Ninguém. E acredite que a longo prazo, uma atitude negativa tem (inevitavelmente) consequências. Ao ser simpático e ao ser capaz de criar uma boa relação com as pessoas que o rodeiam e que contactam diariamente consigo vai certamente deixar uma boa imagem junto dessas mesmas pessoas. Será mais fácil poder recorrer a elas ou até contar com o apoio dessas mesmas pessoas, se necessário. Mais, há mesmo alguns estudos que comprovam que bons comportamentos (como a simpatia e a boa educação) podem mesmo ajudá-lo a progredir na carreira.

 

2. É bom para a sua saúde

Sim, é mesmo verdade. É o que diz Christine Porath, professora na Universidade de Georgetown. O estudo da docente, que inclui 17 áreas profissionais, concluiu que cerca de 40% das pessoas envolvidas diz não ter tempo para ser simpática. Mas, antes que use esse argumento, é bom que arranje algum tempo para tratar disso. É que o mesmo estudo um ambiente de trabalho stressante e pouco simpático, pode ter consequências para a sua saúde.

Repare, já todos sabem que o stress é prejudicial para a saúde, mas se a isso juntarmos uma atitude negativa e um mau relacionamento com as pessoas que o rodeiam, só tem como piorar certo?! No fundo, diz Porath, a falta de civismo, que está – muitas vezes – na origem de situações de stress, pode afetar a concentração e a produtividade no trabalho, bem como influenciar a imagem que transmite aos outros (colegas ou clientes), acabando por os afastar e gerar um sentimento de isolamento no próprio local de trabalho o que, consequentemente, contribui para o aumento do stress.

Por isso, antes que comece a sofrer física e psicologicamente com isso, faça um esforço para minorar os efeitos nefastos do stress e tente ser simpático no trabalho. Tal como diz Christine Porath, ser simpático não lhe vai consumir mais tempo. Só precisa de pequenos ajustes. Um sorriso aqui e outro ali ou dizer “obrigado” pode ser um bom ponto de partida.

 

3. Uma das pessoas à sua volta pode vir a ser seu chefe

Se precisa de argumentos para se esforçar para ser simpático no trabalho aqui fica mais um. Uma das pessoas sentadas à sua frente, ao seu lado ou com quem contacta diariamente pode muito bem vir a ser seu chefe no futuro (quem sabe num futuro até muito próximo). Será que nessa altura vai querer ser aquela pessoa que sempre foi antipática, rude, pouco social e com quem era difícil relacionar-se?! É provável que não, pelo menos se quiser continuar a evoluir profissionalmente.

 

A simpatia "veste bem com qualquer roupa"!

A simpatia é como a educação, fica sempre bem! Lembre-se que, num mercado tão competitivo como o atual, tudo conta, até mesmo a simpatia.

Ninguém lhe pede que se torne num “lambe-botas” ou “graxista” como se diz na gíria popular. Apenas que seja simpático com os que o rodeiam e contribua para um bom ambiente de trabalho.


Veja também: