6 mudanças no cartão de cidadão

A legislação do cartão de cidadão sofreu alterações. Saiba quais as principais mudanças no cartão de cidadão.

6 mudanças no cartão de cidadão
As principais mudanças no cartão de cidadão

O governo aprovou mudanças no cartão de cidadão. Multas, alterações nos prazos de validade e modernizações ao sistema são algumas das mudanças operadas no cartão de cidadão.

Aa primeira alteração desde o seu lançamento em 2007, aconteceu o ano passado, definindo que o cartão de cidadão para os cidadãos com 65 anos ou mais passaria a ser vitalício (algo que foi agora revisto por limitações técnicas). Entram agora em vigor mudanças no cartão de cidadão mais alargadas. Conheças as principais alterações.


6 principais mudanças no cartão de cidadão


Redução do prazo para alterar a morada

Em vez dos habituais 30 dias para alterar a morada, a contar da data em que ocorre a alteração da mesma, os cidadãos passam a dispor de apenas 15 dias para “comunicar novo endereço postal e promover, junto de serviços de recepção, a atualização da morada”. O não cumprimento do prazo implica uma coima (50 a 100€).



Proibição de fotocópia

Fotocopiar o cartão de cidadão, sem o consentimento do titular, passa a ser punível com multa (250 a 750€). A prática (comum, diga-se!) já estava interdita, mas não era punida com multa.



Alteração do prazo de validade do cartão de cidadão

Como referido, por questões técnicas, não é possível emitir cartões de cidadão vitalícios (a anterior lei previa que assim acontecesse para os maiores de 65 anos). Agora, o prazo de validade do cartão de cidadão passa para dez anos, isto para os titulares com mais de 25 anos. Para os menores de 25 anos o prazo mantém-se nos cinco anos.



Obrigatoriedade de possuir cartão de cidadão logo no início de vida

Os bebés passam a ter de possuir cartão de cidadão nos primeiros 20 dias de vida. Até aqui era, apenas, exigido para todos os cidadãos nacionais, residentes em Portugal ou no estrangeiro, a partir dos seis anos de idade ou quando fosse solicitado por um serviço público.



Contactos associados

Pode associar um número de telemóvel e/ou um email ao cartão de cidadão para emissão de alertas e comunicações.



Mudança do número

Passa a ser possível solicitar um novo número de identificação civil nos casos de mudança de sexo no registo civil ou roubo/falsificação de identidade, desde que o cartão de cidadão esteja dentro do prazo de validade (até aqui apenas era permitido requerer um novo número de identificação civil nos casos de adoção).

Veja também: