Publicidade:

Facebook admite erro e anuncia mudanças: as 4 principais alterações

Zuckerberg, CEO do Facebook, falou das mudanças que estão a ser estudadas e outras que já começaram a ser implementadas na rede social. Conheça-as.

Facebook admite erro e anuncia mudanças: as 4 principais alterações
Na origem destas mudanças está o escândalo da Cambridge Analytica

Foram alguns os dias de silêncio que antecederam as declarações públicas de Zuckerberg. Em causa estão os dados de mais de 50 milhões de norte-americanos, usados pela Cambridge Analytica, empresa que manteve uma ligação próxima com a campanha de Donald Trump em 2016 – atual Presidente dos EUA. O escândalo tomou proporções globais e levou a mudanças no Facebook.

A referida empresa fez uso indevido das informações destes utilizadores, com o conhecimento e aparente aceitação por parte do Facebook. Sabe-se, de resto, que foi pedido por parte da empresa de Zuckerberg que a Cambridge Analytica apagasse esses dados – ordem que, aparentemente, não foi seguida.

Acesso de terceiros aos dados do Facebook: como evitar?


Este acesso é relativamente fácil de acontecer, já que as suas informações podem não ser tão privadas quanto pensa. Na verdade, basta registar-se em qualquer aplicação que exija um login para, normalmente, escolher a opção que lhe permite o registo através do Facebook. Ao fazê-lo, está a permitir que essas apps tenham acesso aos seus dados.

facebook

Tendo isso em conta, aconselha-se que reveja as suas definições de privacidade, nomeadamente o acesso concedido às diversas aplicações (que permitiu desde que tem uma conta no Facebook).

Basta ter pedido um Uber, usado o Spotify ou até mesmo ter entrado no Tinder… Todas essas aplicações acabam por ter acesso às suas informações pessoais (como o email ou o número de telemóvel).

Muitas pessoas começaram a ameaçar deixar a rede social e outras concretizaram esse mesmo desejo. A hashtag #DeleteFacebook foi usada por milhares de utilizadores até chegar a Elon Musk, o multimilionário dono da Tesla e da SpaceX, que apagou as contas de Facebook das referidas empresas.

Sim, o escândalo colocou o nome da rede social em destaque pelas piores razões e, por isso mesmo, há alterações que já pode ficar a conhecer.

A maior parte das mudanças no Facebook irão acontecer sem que o utilizador dê por isso, uma vez que vão ser revistas as definições e outras funcionalidades que a maior parte das pessoas não usam e, por vezes, nem sabem que existem.

Mudanças no Facebook: o que esperar


facebook

As aplicações

Existirá maior transparência sobre as apps que podem aceder às suas informações, promete o Facebook. Na verdade, sempre pôde rever estas definições e decidir quais as aplicações que podem ver os seus dados, mas o Facebook irá dar maior destaque às mesmas ao colocá-las no topo do seu Feed de Notícias.

É neste separador que vai poder aceder, de forma mais clara, às suas informações pessoais e às apps que têm acesso a elas. Essa informação não é a mesma de aplicação para aplicação, uma vez que cada caso é um caso, e cada app pode aceder a diferentes dados (como o nome, data de nascimento, email, entre outros).

Revisão reforçada

Todas as apps que, através do Facebook, acedam aos dados dos utilizadores, serão revistas. Haverá um maior cuidado na consulta de todas as permissões dadas a aplicações que possam recolher informações sobre a lista de amigos ou outros dados pessoais. Em entrevista à CNN, Zuckerberg garantiu que irá banir as apps que suscitarem dúvidas e falhas de segurança.

Os utilizadores lesados

Num post, o Facebook garantiu que está a trabalhar para desenvolver uma ferramenta que permita às próprias pessoas saberem se os seus dados foram recolhidos pela Cambridge Analytica. Ainda não é certo qual será o tipo de ferramenta: se os utilizadores serão notificados ou se terão de procurar essa informação.

Apps desativadas

Se não utiliza uma aplicação há pelo menos três meses, esta será automaticamente eliminada. De referir também que as novas apps, depois de passarem pelo processo de revisão do Facebook, só poderão ter acesso ao nome da pessoa, foto de perfil e email.

Veja também:

Luísa Santos Luísa Santos

Licenciada em Ciências da Comunicação - Jornalismo, Mestre em Multimédia, cantora sem diploma nas horas livres. Trabalha atualmente em Marketing e Comunicação, é viciada em redes sociais e fervorosa adepta do desenrasque.