6 dicas para quem quer mudar de emprego

Mudar de emprego pode ser um marco na sua vida profissional. Veja os cuidados que deve ter, os passos que deve seguir e as regras que tem de cumprir.

6 dicas para quem quer mudar de emprego
Está a pensar mudar de emprego? Saiba quais os cuidados que deve ter

Seja pelo desejo de abraçar novos desafios ou pelo desgaste que sente no seu trabalho atual, mudar de emprego pode ser um passo decisivo na sua carreira.

Muitos são os profissionais que pensam diariamente na possibilidade de mudar de emprego, mas que acabam por adiar a decisão pelos mais variados motivos. Um dos mais frequentes é o medo da mudança. De facto, a palavra mudança tem tanto de assustadora como de desafiante. E isto aplica-se em tudo na sua vida. O trabalho não é diferente.

Mas porque deve mudar de emprego? A resposta a essa pergunta está do seu lado. Quer seja por insatisfação no seu emprego atual ou porque recebeu uma proposta de trabalho tentadora, cabe-lhe a si analisar os prós e os contras de mudar ou não de emprego e tomar a decisão.

Quer mudar de emprego? Eis o que deve saber e fazer


1. Pense sobre o que realmente quer

Antes de tomar qualquer decisão sobre o seu futuro profissional, deve analisar intensivamente a sua situação laboral e pensar nos seus objetivos profissionais, para que possa perceber se efetivamente pretende mudar de emprego.

Uma decisão precipitada e mal fundamentada pode ser, como se diz na gíria popular, a “morte do artista”. Tal como referimos no início do texto, a mudança de emprego pode ser um marco na sua carreira, mas isso é válido para o bom e para o mau. Por isso, tenha em consideração todos os detalhes.

Comece por perceber as vantagens que lhe são apresentadas tanto no seu emprego atual como nas ofertas que lhe foram dirigidas. Salário, ambiente de trabalho, benefícios extrassalariais ou a perspetiva de evolução na empresa são apenas alguns dos pontos que deve ter em atenção.

Mudar de emprego não é a parte difícil. Tomar a decisão sim. Mas se no fim de ponderar calmamente essa possibilidade chegar à conclusão que quer avançar, então, ponha “mãos à obra”.

Como certamente saberá, mudar de emprego pode acontecer pelas mais variadas razões. Na grande maioria dos casos, essa mudança acontece porque surgem novas oportunidades profissionais ou porque os profissionais se sentes insatisfeitos no seu trabalho e, no primeiro caso, o processo é simplificado; o segundo requer tempo e dedicação.

Se ainda não tem nada em vista, trate de otimizar ao máximo a sua procura e torne-se atrativo para os recrutadores.

decisão sobre mudança de emprego

2. Nunca (mas nunca!) descure o seu trabalho atual

Mudar de emprego não deve ser apenas uma escapatória à sua situação atual, mas sim uma aposta em algo que considera melhor, um novo desafio, uma evolução.

Mas enquanto se mantiver no seu emprego atual, é importante que seja profissional e desempenhe as suas tarefas com afinco. E não apenas porque, provavelmente, serão pedidas referências de emprego aos seus atuais empregadores e porque é importante que tenha uma imagem profissional exemplar, mas também porque a sua procura pode demorar mais do que o esperado (e certamente vai querer ter uma forma de subsistência para cumprir com as suas obrigações financeiras).

É importante que faça uma boa gestão do seu tempo para conseguir equilibrar o seu trabalho atual com a procura ativa de um novo emprego.

3. Mantenha o seu CV atualizado

Se quer verdadeiramente mudar de emprego, não deve ficar à espera que as oportunidades lhe “caiam do céu”. Por isso, atualize o seu CV e inclua a experiência profissional e competências que adquiriu no seu trabalho atual.

4. Defina os seus critérios de pesquisa

Já aqui falamos da procura de emprego e dos erros a evitar. Por isso, antes de começar a procurar, defina os seus critérios de pesquisa e organize-a de acordo com os seus objetivos. Um ponto importante passa por decidir se quer apenas mudar de emprego ou se quer mudar de carreira e/ou área de atividade.

despedimento

5. Comunique a sua saída da empresa às suas chefias

A sua procura correu bem e até já conseguiu encontrar emprego? Ótimo, então está na hora de se sentar com as suas chefias e comunicar-lhes a sua saída.

Se está a trabalhar, provavelmente, tem estipulado um período de aviso prévio em caso de rescisão contratual. Por esta razão, é fundamental que comunique às suas chefias a sua saída, para que se possam coordenar. Mas esta conversa vai além das suas obrigações contratuais. É uma questão de cordialidade para com as pessoas com ainda está a trabalhar.

6. Acolha a mudança de emprego

Seja qual for a sua razão pela qual quer mudar de emprego, se está mesmo decidido, deixe os receios de lado e arrisque. Provavelmente, não vai ser simples. Mas não se deixar limitar pelos “se” e “será que”.

Encare cada experiência como um novo desafio e, independentemente do que daí possa advir, tente retirar sempre os aspetos positivos.

Veja também: