Mulheres portuguesas trabalham mais do que os homens em casa, mas não se queixam

Uma demonstração clara do espírito guerreiro do sexo feminino que, mesmo sobrecarregadas, vivem o seu quotidiano de uma forma tremendamente corajosa.

Mulheres portuguesas trabalham mais do que os homens em casa, mas não se queixam
Elas trabalham cerca de uma hora e meia a mais do que eles.

Estima-se que, segundo o Inquérito Nacional aos Usos do Tempo, sete em cada dez mulheres portuguesas consideram o trabalho doméstico que realizam dentro das suas casas é perfeitamente justo, não oferecendo qualquer tipo de contestação face a esse paradigma.

Este inquérito teve por base uma amostra de 10.146 cidadãos, com idade igual ou superior a 15 anos e um aglomerado de 50 entrevistas, a homens e mulheres, onde foram observados, com bastante rigor, como se processa o quotidiano desses mesmos indivíduos e quais os cuidados que têm nomeadamente quando existem filhos cuja idade é inferior a 15 anos.

Através de um estudo proferido pela investigadora Heloísa Perista, é de notar que em todas as faixas etárias o trabalho doméstico destinado ao sexo feminino é bastante superior ao do sexo masculino. Concluiu-se então que, em termos quantitativos, elas trabalham cerca de uma hora e meia a mais do que eles, situação que, embora mostre um evidente desequilíbrio de forças entre os géneros, não é algo que intimide as mulheres. É de relevar ainda que o nascimento dos seus filhos surge como motivo principal dessas assimetrias.

No que ao trabalho fora de portas diz respeito, os homens, que antigamente trabalhavam muito mais que as mulheres, também perderam o seu domínio territorial hegemónico, uma vez que na atualidade eles trabalham apenas 27 minutos a mais que as mulheres, o que mostra uma clara evolução e afirmação do sexo feminino.

É, por isso, de louvar este enorme esforço da parte do sexo feminino que, muitas das vezes, colocam de lado os seus prazeres pessoais apenas para poderem garantir a manutenção do seu lar nas perfeitas condições para que todos os seus familiares possam viver em harmonia.


Veja também: