O que fazer se for multado no estrangeiro

Sabe o que deve fazer se for multado no estrangeiro? Muitos condutores acabam por ignorar as multas, o que pode não ser boa ideia.

O que fazer se for multado no estrangeiro
Não entre em pânico e saiba o que fazer

Poupe até 250 euros por ano no seu Seguro AutomóvelEstá a planear umas férias incríveis e vem-lhe um pensamento à cabeça: e se for multado no estrangeiro? Lá fora não tem os mesmos acessos e conhecimentos que tem por cá, portanto o caso pode ficar complicado. No entanto, temos aqui alguma informação que talvez o possa ajudar no caso de apanhar uma multa fora de Portugal.
 

Se não houve acidente

Qualquer português que seja multado no estrangeiro e tenha um acidente fica, infelizmente, sujeito às regras do país onde é multado. Dependendo de onde está o caso muda mas, regra geral, terá informação útil no verso da multa. Pelo sim pelo não, leve um dicionário para não ser informação indecifrável.

A informação no verso da multa irá ajudá-lo a lidar com a multa de modo a ver-se livre do problema. Caso continue sem saber o que fazer, dirija-se às autoridades locais com a multa para resolver o problema.

No caso de ser multado na presença das autoridades, pode ser obrigado a pagar de imediato e, se não tiver dinheiro, pode chegar a ficar com o carro apreendido até a multa ser paga. Claro que as autoridades podem ser benevolentes e arranjar uma outra solução, mas também pode não ser o caso.

Ao ser multado sem as autoridades estarem presentes, convém não descartar a multa e voltar para casa. Dependendo do país onde está pode vir a safar-se temporariamente, mas a multa fica na base de dados do país em questão e, quando lá voltar, vai sofrer as consequências.

Se for multado no estrangeiro ainda no interior da União Europeia, uma multa que não seja entregue fisicamente pode ir parar a casa, impedindo condutores mais rebeldes de fugir ao pagamento. 
 

Em caso de acidente

No caso de existir um acidente e for multado no estrangeiro, aquilo que terá de fazer vai depender muito de quem foi realmente o culpado do acidente. Terá de ser apurado o que se passou e, se estiver bem protegido pelo seguro, existirá a mediação da sua seguradora no caso.

Nesse caso vai poder falar com a sua companhia de seguros acerca do que se passou, e ninguém mais indiciado para lhe dizer o que fazer senão a sua seguradora. Afinal, o seguro não se paga só porque o dinheiro pesa no bolso.

O melhor que tem a fazer é informar-se bem antes de partir com o carro para o estrangeiro para poder evitar ao máximo apanhar com multas em cima. Já todos sabemos que mais vale prevenir do que remediar, e isto aplica-se a praticamente tudo.
Descontos de 250€ anuais no seu Seguro Auto
Veja também: