Publicidade:

Os 5 municípios onde se consome mais gás natural por pessoa

Quer saber quais os municípios onde se consome mais gás natural por pessoa? Temos a resposta que procura.

Os 5 municípios onde se consome mais gás natural por pessoa
Descubra onde se consome mais gás natural

O gás natural, como o nome indica, tem origem natural. Esta fonte de energia resulta da decomposição de matéria orgânica animal e vegetal. Foi introduzido em Portugal em 1997 e é uma fonte de energia mais ecológica, cómoda e com um preço mais competitivo em relação a outros combustíveis fósseis.

Neste artigo trazemos-lhe alguns dados para perceber quais os municípios onde se consome mais gás natural por pessoa.

De acordo com os últimos dados, Portugal tem vindo a consumir cada vez mais gás natural. De acordo com a Direção-Geral de Energia, a maior procura deste combustível fóssil acontece nas centrais de ciclo combinado para a produção de energia.

Este combustível fóssil é considerado como sendo o mais “limpo” de todos. Em comparação com combustíveis como a gasolina e o gasóleo, o gás natural emite para a atmosfera uma menor quantidade de dióxido de enxofre, azoto e de dióxido de carbono, o responsável pelo efeito estufa.

Municípios onde se consome mais gás natural por pessoa: top 5


Para percebermos quais os municípios onde mais consome mais gás natural por pessoa, as contas são feitas em metros cúbicos. Nesta lista deixamos-lhe os cinco municípios onde o volume de consumo é superior ao restante país.

De acordo com os dados da Pordata, Sines aparece destacado dos restantes municípios: consumo médio por pessoa é de 43.961 metros cúbicos. De seguida, temos Figueira da Foz, com um consumo média por pessoa de 9.037 metros cúbicos. A fechar o pódio surge Vila Velha de Ródão, com um consumo de gás natural por pessoa de 6.640 metros cúbicos.

Nesta de lista de municípios onde se consome mais gás natural por pessoa encontramos Estarreja (4.461 metros cúbicos) e Marinha Grande (3.551 metros cúbicos por habitante).

Preço do gás natural desceu em julho de 2017

Em Portugal, existem cerca de 1,4 milhões de clientes de gás natural. Em julho de 2017, o preço do gás natural foi atualizado e desceu 1,1% para todos os consumos inferiores a 10.000 metros cúbicos (nos casos dos consumos domésticos e de serviços).

Para os consumidores industriais, a descida do preço da fatura ronda os 1,8% (pequena indústria) e 2,8% (consumidores de média pressão) para consumos superiores a 10.000 metros cúbicos. Com mais esta descida, este é o terceiro ano consecutivo em que a fatura do gás natural sofre uma redução.

Em junho, Portugal viu aprovado o empréstimo de 29 milhões de euros para expandir a rede de gás natural a norte do país. Com esta aposta no gás natural, o aumento de consumo por habitante é expectável e, por isso, a atualização destes dados poderá trazer novos dados nos próximos anos.

Veja também: