8 museus e atrações em Lisboa que não pode perder

Se nos seus passeios gosta de visitar locais específicos, este guia é para si. Confira a nossa seleção de oito dos melhores museus e atrações da capital portuguesa.

8 museus e atrações em Lisboa que não pode perder
Em Lisboa há museus para todos os gostos

Os museus são locais fantásticos de conhecimento e depois de os visitarmos saímos sempre mais ricos. Museus e atrações em Lisboa que permitem esta experiência não faltam. Há locais que guardam memórias de outros tempos, outros que mostram tudo sobre um tema específico, há espaços mais direcionados para crianças e outros para quem gosta de experiências interativas.

Confira a nossa seleção, veja quais os locais que conhece e aqueles que lhe falta visitar.


8 museus e atrações de Lisboa a não perder 


Fundação Calouste Gulbenkian

gulbenkian
Calouste Gulbenkian foi um arménio naturalizado inglês que escolheu Portugal para viver durante a II Guerra Mundial. Sentiu-se muito bem acolhido na capital portuguesa e acabou por morrer aqui, onde quis criar uma Fundação, com os abastados recursos financeiros que possuía e que lhe tinham permitido, por exemplo, reunir uma invejável coleção de arte.

São muitas as exposições e coleções que podem ser apreciadas no Museu da Fundação, desde pintura e escultura antiga, arte moderna, arte greco-romana e muito mais, incluindo um impressionante acervo das obras de Arte Nova de René Lalique. Para além disso, há belíssimos jardins e um programa de atividades paralelas diversas.

 

Centro Cultural de Belém

ccb
De obra polémica a marco cultural incontornável, o Centro Cultural de Belém é hoje um espaço que oferece múltiplas propostas artísticas. Paralelamente às exposições temporárias, aqui vai poder apreciar a formidável Coleção Berardo, que reúne obras conceituadas de pintura e escultura contemporânea.

O próprio edifício merece uma visita, pelo seu arrojo arquitetónico, e dos terraços a vista para o Tejo é desafogada e estimulante.

 

Sociedade de Geografia de Lisboa

geografia
Talvez a sugestão mais inesperada desta lista, mas na verdade, achamos que a Sociedade de Geografia de Lisboa, que tem já 141 anos de idade, fica sempre um pouco esquecida sem o merecer. No histórico edifício da Rua das Portas de Santo Antão, para além do Museu, há uma sala belíssima que merece ser visitada: a Sala Portugal, com 50 metros de comprimento e duas galerias a toda a volta.

 

Museu Nacional de Arte Antiga

arte antiga
Trata-se do mais prestigiado museu de arte do século XII ao século XIX em Portugal. A sua coleção reúne cerca de 40 mil objetos. Estes vão desde a pintura à escultura, da ilustração às artes decorativas, passando pelas peças de arte oriental vindas da China, Japão e índia, e ainda pelas obras afro-portuguesas em marfim.

É aqui que estão expostos obras e objetos antigos de elevado valor histórico, como por exemplo os famosos Painéis de São Vicente e a Cruz de D. Sancho I.

 

Museu do Oriente

oriente
Os portugueses parecem adorar sushi. Há também quem adore as séries de animação japonesas e são muitos os que se entretém a fazer trabalhos de origami. A influência das culturas orientais - e não só da japonesa - parece ser cada vez maior no nosso país. Assim, porque não aprofundar os conhecimentos sobres estas paragens com uma visita ao Museu do Oriente?

Prepare-se para uma viagem exótica pela arte asiática e, se tiver oportunidade, não perca os concertos ou os eventos paralelos às exposições que aqui se costumam realizar. O museu está instalado num edifício emblemático: o Edifício Álvares Cabral, junto ao Porto de Lisboa.

 

MAAT

maat
O Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia é o mais recente museu de Lisboa, mas já é um dos mais famosos e, na verdade, é muito mais do que um museu. É um espaço multifuncional de elevado valor arquitetónico, uma vez que o projeto foi pensado para se fundir de forma harmoniosa com a paisagem. Pertence à Fundação EDP e fica ao lado do seu irmão mais velho, o icónico Museu da Eletricidade, na margem do Tejo.

Exposições, conferências, conversas com artistas, entre outros eventos, fazem parte da programação deste espaço, que tem na sua esplanada e ‘auditório’ virado para o rio uma das suas componentes mais curiosas.

 

Pavilhão do Conhecimento

conhecimento
Um dos espaços desta lista mais convidativos para crianças e jovens, uma vez que se trata de um centro de ciência e tecnologia que oferece, acima de tudo, muitas experiências lúdico-pedagógicas que entretêm e transmitem saber. Mas não se pense que os graúdos não encontram aqui pontos de interesse, pelo contrário. E há muitas atividades pensadas para famílias.

Aqui, estão disponíveis laboratórios de culinária, experiências de robótica, experiências de físico-química, ateliers de costura e muitas outras propostas para descobrir a ciência a brincar. Mesmo para quem tem mais de 65 anos, uma vez que também há programas específicos para séniores.
 


Oceanário

oceanário
E para fechar esta lista de museus e atrações de Lisboa, decidimos escolher o Oceanário. Este espaço dispensa apresentações e mesmo que já o tenha visitado é sempre bom voltar a este santuário marinho.

Os aquários gigantes e as espécies mais incríveis e raras a poucos centímetros de distância dos visitantes são impressionantes. Sejamos adultos, jovens ou crianças, o Oceanário de Lisboa – que abriu portas no Parque das Nações por alturas da Expo’98 - transporta-nos para uma verdadeira aventura ao estilo das Vinte Mil Léguas submarinas, a famosa obra de Júlio Verne.

Veja também: