5 museus no Porto que alunos devem visitar

Descubra o Museu Romântico, o Museu Nacional de Soares dos Reis, Serralves, a Casa do Infante e a Casa-Museu Guerra Junqueiro.

5 museus no Porto que alunos devem visitar
Espaços que possibilitam a aprendizagem para além da sala de aula

Há bons motivos para levar os alunos em visitas de estudo, e por isso lhe apresentamos o 5 museus no Porto que alunos devem visitar. Explorar um museu, por exemplo, pode revelar-se uma oportunidade para viajar ao passado, conhecer histórias, personalidades e objetos fascinantes. As visitas a museus possibilitam trocas de experiências, permitem a aprendizagem num contexto diferente do espaço tradicional da sala de aula e ajudam a desenvolver outras competências importantes.
 

O serviço educativo dos museus

Os museus oferecem cada vez mais uma diversidade de atividades: visitas guiadas, oficinas, espetáculos de música e dança, teatro, sessões de conto, entre outros eventos culturais. Em regra, procuram orientar o seu serviço educativo de acordo com o público-alvo, numa tentativa de responder às exigências do público escolar.

Para os estudantes do Ensino Básico e do Ensino Secundário, há vários museus no Porto que devem visitar. Neste artigo, apresentamos cinco espaços que proporcionam aos professores e alunos o contacto com um conjunto de recursos de considerável valor didático e pedagógico.
 


5 museus no Porto que alunos devem visitar

 

1. Museu Romântico da Quinta da Macieirinha

quinta

Rodeado pelos jardins do Palácio de Cristal e voltado para o rio Douro, o Museu Romântico da Quinta da Macieirinha — único do seu género em Portugal — foi fundado em 1972, mas o edifício que ocupa foi construído em meados do século XVIII. Apresenta-se com a missão de ilustrar uma casa de campo da burguesia portuense, algures entre o primeiro e o último quartel do século XIX, durante o período do Romantismo — familiar aos alunos de Português que estudam Almeida Garrett, Alexandre Herculano e Camilo Castelo Branco ou aos alunos de História que estudam essa época.
 


2. Museu Nacional de Soares dos Reis

soares dos reis

Um dos primeiros museus públicos de arte em Portugal, o Museu Nacional de Soares dos Reis foi fundado em 1833 e encontra-se instalado no Palácio dos Carrancas. Os alunos podem observar coleções de pintura e escultura, cerâmica, joalharia e ourivesaria, têxteis e mobiliário. Há, também, uma sala multimédia e um serviço educativo à disposição das escolas. É, sem dúvida, um dos museus mais importantes do país.
 


3. A Fundação de Serralves

serralves

Este património, classificado como Monumento Nacional em 2012, é composto pelo Museu de Arte Contemporânea, do arquiteto Siza Vieira, pela Casa de Serralves e pelo respetivo parque. Inclui, ainda, uma Casa de Chá, um bar, um restaurante, uma livraria e uma biblioteca. A Fundação apresenta uma agenda de atividades bastante diversificada, para públicos de todas as idades.
 


4. Casa do Infante

infante

Muitos historiadores defendem que, nesta casa, nasceu o Infante D. Henrique, um dos impulsionadores dos descobrimentos portugueses. É um dos edifícios mais antigos da cidade do Porto — remonta a 1325 — e está localizado na zona ribeirinha. A Casa do Infante foi alvo de importantes obras de beneficiação, em vários períodos, e pode ser visitada gratuitamente por todos aos fins de semana. Durante a semana, a entrada é gratuita para professores e alunos, à semelhança do Museu Romântico e da Casa-Museu Guerra Junqueiro.
 


5. Casa-Museu Guerra Junqueiro

infante

Situada na Rua de Dom Hugo, esta antiga casa nobre foi mandada construir no século XVIII. Mais tarde, foi adquirida pela filha do poeta Abílio Manuel Guerra Junqueiro, para guardar as coleções do pai. Em 1940, foi doada à Câmara Municipal do Porto. Alberga importantes coleções de arte sacra, faiança, cerâmicas e mobiliário.

Veja também: