Publicidade:

5 músicos com bons negócios

Vamos dar-lhe a conhecer o exemplo de 5 músicos com bons negócios. Porque afinal a veia empreendedora também está lá.

5 músicos com bons negócios
Há vida além da música

Merchandising de sucesso, restaurantes com cariz solidário, bares de tequilla.. Há de tudo um pouco nos exemplos dos 5 músicos com bons negócios. Sim, porque estamos a falar de verdadeiros exemplos de sucesso, onde a atividade empreendedora a certa altura pode até render mais do que a carreira em cima dos palcos.

Conheça 5 músicos com bons negócios e inspire-se


Gene Simmons, KISS

gene

Gene Simmons, mais conhecido por ser um dos inconfundíveis membros da banda de rock KISS, é um dos músicos de rock com bons negócios. Simmons, o vocalista da banda, não só conquistou sucesso gigante no mundo da música como no mundo empresarial. Claro que a sua fama dentro do palco dá sempre uma ajuda extra para faturar…sobretudo quando estamos a falar de merchandising da marca KISS. São mais de 3.000 produtos licenciados, que vão de preservativos a caixões, imagine só! A juntar a este gigantesco golo no mundo dos negócios, Simmons aventurou-se também na criação da linha de roupas Simmons Records, Moneybag e Simmons Abramson Marketing, também ela a dar frutos.

Sammy Hagar, Van Halen

sammy

Quem não se lembra dos magníficos solos de guitarra de Sammy Hagar na banda Van Halen? Pois bem, além de excelente guitarrista, ele é também um dos músicos com bons negócios. Tudo começou em 1992 quando, juntamente com outros elementos da banda, decidiu abriu um bar à base de uma famosa bebida: a tequilla. O bar, situado no México, Cabo São Lucas, ainda demorou um pouco a levantar voo, mas foi a partir de 1996 que as coisas realmente mostraram estar suficientemente sólidas para que o guitarrista abrisse o seu bar de tequilla exclusivo, o Cabo Wabo. Em 2007 acabou por vender o negócio, sem no entanto continuar a usufruir da faturação – detém 20% da empresa.

Jon Bon Jovi

bon jovi

Bon Jovi não é apenas um ícone do rock dos anos 80 e 90. Ele é empreendedor, homem de negócios e tem um coração do tamanho do mundo. Dono da equipa Philadelphia Soul, já conseguiu com que fossem campeões da Arena Football League eM 2008 e, de acordo com os restantes dirigentes e elementos da equipa, Bon Jovi não é daqueles empresários distantes e ausentes: ele não só nomeou a equipa e criou a sua mascote, como faz questão de estar dentro de todas as decisões e organizações de eventos. Na perspetiva solidária, detém o restaurante Soul Kitchen, destinada a sem abrigo e pessoas com carências sociais e económicas.

Madonna

madonna

Que a Madonna é uma verdadeira mina de ouro ninguém tem dúvidas! Mas não é apenas devido às suas vendas de discos e atuações que conquistou o império que possui – Madonna é outra das artistas com bons negócios. Em agosto de 2010 lançou uma marca de roupas Material Girl, vendida exclusivamente na americana Macy’s que, desde então, expandiu a linha para 300 das suas lojas! Para esta linha Madonna fez parceria com a Iconix Brand Group, Inc. e formou o MG ICON. Desta forma, consegue deter não só a produção como a distribuição. Está também na calha o desenvolvimento da maior rede de fitness privada do mundo, numa parceria entre a rainha do pop rock e Guy Oseary, fundador e CEO da 24 Hour Fitness.

Bono, U2

bono

Chegamos ao final da lista dos 5 músicos com bons negócios com o exemplo de Bono, o inigualável vocalista dos U2. Basicamente, quando o cantor não está a escrever músicas ou a atuar em palco, poderá certamente estar ocupado a estudar novas oportunidades de investimento para o Elevation Partners – afinal, ele é o diretor-gerente e co-fundador desta empresa que faz investimentos em larga escala em negócios líderes de mercado, entretenimento e negócios direcionados para o consumidor final. Além disso, e juntamente com o seu parceiro de negócios, Ali Hewson, Bono fundou em 2005 a Edun, uma empresa com fins lucrativos que incentiva o comércio com África.

Veja também: