Publicidade:

9 conselhos para não desistir da dieta

Para não desistir da dieta é preciso ter mais do que vontade: é preciso ter em conta muitos fatores. Veja as 9 dicas que selecionamos para si.

9 conselhos para não desistir da dieta
Está de dieta? Dicas para nunca desistir!

Se está à procura de conselhos que o levem a não desistir da dieta, este artigo é para si. Entenda quais são os principais erros de quem cede à tentação e fraqueja no objetivo, e faça diferente com a ajuda de dicas simples.

O difícil não é começar, mas sim continuar! Se planeia iniciar ou já iniciou uma dieta, poderá sentir várias vezes esmorecer o seu foco na perda de peso. Cometer erros, resultados demorados e cansaço são algumas razões que podem tornar a dieta aborrecida e a vontade de desistir pode ser uma verdadeira ameaça. A boa notícia é que não tem de ser assim.

A dieta alimentar implica sempre uma mudança, mais ou menos, duradoura. Esta mudança implica algum esforço pessoal, concentração e foco nos objetivos.

É necessário evitar alguns alimentos, introduzir outros novos, de forma a que a alteração do padrão alimentar seja eficaz em perder peso e melhorar a saúde. Mas em todo o percurso existem altos e baixos e, por isso, deixamos-lhe aqui truques para minimizar as falhas e potenciar os êxitos.

Precisa de dicas para não desistir da dieta? Temos 9 para si


1. Estabeleça objetivos coerentes

Cuidado com as missões impossíveis! Não planeie metas fora da realidade, que não são possíveis de cumprir. Respeite a forma e a estrutura do seu corpo e nunca tente chegar aos mesmos resultados daquela modelo que viu numa revista. Para a sua altura existe um peso ideal, que oscila num intervalo razoável, dentro do qual conseguirá sentir-se bem física e psicologicamente.

plano de dieta

2. Faça um plano

Com um profissional de saúde, um nutricionista, estabeleça objetivos a curto e médio prazo. Quanto peso quer perder por mês e qual o total de quilos a perder após seis meses? Decidam juntos qual é a dieta adequada para si, que respeite o seu gosto e apetite.

Por exemplo, uma dieta que seja à base de sopa pode não ser ideal para si se não gostar de sopa. Decida quais as mudanças graduais que ajudarão a chegar ao seu peso, que tipo de exercício físico fazer, que bebidas e alimentos deixará de consumir, etc.

3. Não salte refeições

Mesmo que não tenha fome ou não lhe apeteça comer, não salte as refeições. O seu organismo regista tudo. As falhas alimentares, como saltar refeições e eliminar proteínas e hidratos de carbono, vão ficar memorizadas e, mais tarde ou mais cedo, esse défice irá manifestar-se como uma vontade de ser compensado.

Um doce ou vários exageros podem acontecer passadas horas ou no dia seguinte. Estas compensações devem ser evitadas para que tudo corra regularmente.

dieta

4. Registe as suas refeições

Elabore uma espécie de diário alimentar de forma a poder perceber o que está a correr mal e quais as mudanças que produziram resultados favoráveis.

Anote tudo o que come a todas as refeições para que, juntamente com o profissional que acompanha a sua dieta, possa analisar os pontos bons e os menos bons. A partir daqui é possível ajustar a dieta com mais certezas.

5. Se cometer uma falha, avance

Petiscar, comer aquele bolo no fim de semana, repetir o prato preferido… Sair da linha, por vezes, não significa que tudo esteja perdido. As falhas acontecem, mas não podem ser motivo para desistir – antes pelo contrário, devem ser incluídas como pequenas lições e momentos para refletir sobre o quão grande é a sua força de vontade para chegar ao seu peso ideal.

A frustração não pode tomar conta de si e nunca pode ser desculpa para cometer mais erros. O que deve fazer é revigorar as suas intenções e impedir que os falhanços sejam sistemáticos.

perder peso

6. Concentre-se nos seus objetivos

Partilhe a sua estratégia com as pessoas com quem se sente à vontade. Fale com elas sobre as suas mudanças para que elas também possam estar em sintonia consigo nas refeições. Coloque a sua fotografia antes de engordar em sítios estratégicos de forma a visualizá-la diariamente.

Na sua carteira, na porta do roupeiro, junto ao espelho na casa de banho, etc. A sua imagem anterior pode ser o melhor incentivo de todos para que consiga chegar onde quer.

7. Evite aproximar-se das tentações

Aquele restaurante, aquela sobremesa, aquela pastelaria, aquela comida gostosa que lhe tira a concentração… Afaste-se durante algum tempo. Lembre-se do que diz o ditado popular: nem sempre, nem nunca. Evite as tentações, pelo menos enquanto não registar aquele peso no qual sente segurança.

Após a soma de pequenos ganhos, poderá ceder a uma tentação, mas não se esqueça que o seu prémio é a sua linha e não a comida calórica que pode ameaçar os resultados.

dieta

8. Torne as suas refeições atraentes

Quebre a monotonia dos pratos desenxabidos e sem cor! As refeições equilibradas podem ter muita graça e muito sabor. Evitar as calorias não significa empobrecer o paladar.

As ervas aromáticas, a combinação de cores dos diferentes alimentos podem ser uma agradável surpresa que proporcionam satisfação e saúde à mesa. Inspire-se em novas receitas, livros de culinária saudável, descubra novas formas de cozinhar. Esta mudança na confeção dos seus pratos pode ser tão boa que, até, poderá ficar para sempre!

9. Procure ocupações que lhe deem prazer

A vida é muito mais do que comer e beber! Procure atividades que o distraiam e lhe tragam satisfação. Passear a pé, andar de bicicleta, inscrever-se numa aula de grupo… Praticar exercício físico promove o equilíbrio entre mente e corpo, ajuda a manter a distância das tentações, a relaxar e contribui para o seu bem-estar.

Veja também:

Ana Luisa Santo Ana Luisa Santo

Enfermeira especializada em acupuntura e medicina tradicional chinesa. É uma apaixonada pela saúde natural e terapias alternativas, explorando ativamente formas seguras de cuidar a saúde e o bem-estar. Trabalhou no Serviço de Cuidados Intensivos do Hospital Geral Santo António, Porto. Atualmente trabalha na consulta de acupuntura do Hospital da Lapa. Docente no Instituto Jean Piaget. Enfermeira voluntária na AMI.