4 passos para não errar na escolha do curso superior

Numa altura de grandes transformações, tomar uma decisão importante pode ser tarefa complicada. Veja o que fazer para não errar na escolha do curso superior.

4 passos para não errar na escolha do curso superior
Ainda não sabe que faculdade escolher?

Ainda nem chegou à idade adulta, mas já sente a pressão de ter de responder a uma importante questão: “Que carreira vou querer seguir para o resto da vida?”. Se esta é uma pergunta que lhe anda a dar voltas à cabeça, tenha calma. Há passos que pode adotar para tornar o processo mais fácil e evitar a sobrecarga de stress que parece inerente a esta fase da vida académica.  Ainda não sabe qual profissão escolher? Então tome nota de 4 passos para não errar na escolha do curso superior.

O início da vida adulta e as escolhas profissionais

Não, de facto, não importa se está a ultrapassar um turbilhão de hormonas, se está constantemente chateado com os seus pais, se tudo o que mais quer para o momento é namorar ou se anda a trabalhar nos seus ideais para mudar o mundo. A verdade é que isso nada importa e tudo aquilo que as pessoas à sua volta querem é que se decida pela carreira que quer seguir e que programe a sua entrada na universidade. Certo?

É mesmo na altura de transição para a fase adulta que se vê frente à frente com os exames nacionais e as inscrições para o ensino superior, tendo de assinalar nos formulários tudo aquilo que deseja fazer profissionalmente para o resto da vida. Engenharia? Medicina? Direito? Ciências da Comunicação? Psicologia? As opções parecem mais do que muitas e o segredo para viver esta fase é só um: Encontrar o seu método de escolha e ser objetivo, sem abrir espaço para o desgaste emocional. Parece impossível? Mas não é e nós explicamos tudo neste artigo.

Alguns jovens parecem já saber desde sempre aquilo que querem fazer no futuro. Há a rapariga que sempre sonhou com o teatro, ou o rapaz que já nasceu a saber que desporto era o que mais queria para o seu futuro. Este não é o seu caso? Calma, também é assim para a maioria dos estudantes que estão a viver esta mesma fase. Sabemos que definir qual curso superior quer seguir é, de facto, algo que vai ter um forte impacto sobre a sua vida durante os próximos anos e é esta a razão que nos traz a este artigo. Se ainda não sabe o caminho que quer seguir e sente receio do arrependimento futuro, leia com atenção as nossas sugestões para esta altura de importantes decisões.

4 passos para não errar na escolha do curso superior

4-passos-para-nao-errar-na-escolha-do-curso-superior

1. Defina um método de escolha

Na altura de escolher qual curso superior seguir, o primeiro passo a dar é definir um método de escolha que seja objetivo e evitar impulsos ou decisões emocionais. Desenvolva um sistema que ajude a minimizar os riscos de engano.

Analise friamente a sua opção no tempo e não esqueça que ela vai influenciar a sua vida durante os anos de curso, mas não só, afinal, dela também depende o seu futuro profissional. Pense que será uma atividade a desenvolver por 8 horas diárias e cinco dias na semana, durante algumas dezenas de anos.

Para definir o seu método de escolha, siga 4 passos fundamentais:

  1. Visualize o seu futuro.
  2. Reduza as suas opções escolhendo uma das quatro grandes áreas: Ciências e Tecnologias, Ciências Socioeconómicas, Línguas e Humanidades, e Artes Visuais.
  3. Liste a opções viáveis de cursos dentro da sua área escolhida.
  4. Analise as tendências do mercado de trabalho.

2. Imagine o seu futuro

Sim, o próximo passo a dar é fazer um exercício de imaginação, onde deve visualizar detalhadamente o seu futuro. Esqueça, por agora, a pressão da decisão e concentre-se naquilo que gosta e deseja fazer. Não pense nas notas de acesso à universidade e deixe de lado as análises de mercado. Pense naquilo que se vê a fazer para o resto da vida. O que gostaria de fazer, ainda que não fosse pago para isso?

Tome nota das suas respostas e não se sinta envergonhado. Gosta de criar banda desenhada? Há quem ganhe dinheiro assim, por isso, registe este seu desejo e valorize. Quem sabe o seu caminho não passa pelo Design ou pelas Ciências da Comunicação? Não é este o seu caso e aquilo que realmente gosta é de treinar no ginásio e criar uma dieta alimentar equilibrada? Então o seu futuro pode passar pela nutrição, pela medicina, pela fisioterapia ou pela educação física. Há quem não goste de fazer nada em especial, mas dedique horas às redes sociais, por exemplo. Isto pode indicar que temos um futuro programador ou marketeer especializado no universo da comunicação digital. Não limite as suas opções. Tome nota de todas.

Ao imaginar o futuro, não se prenda à ideia da universidade e pense no amanhã como um todo. As respostas que encontrar com a ajuda deste exercício vão ajudar a executar o próximo passo.

3. Escolha uma das grandes áreas

Olhe para a lista que criou no passo anterior e repare onde concentrou a maior parte das suas atividades de interesse. Listou, durante o exercício de imaginar o seu futuro, mais atividades relacionadas às tecnologias? À saúde? Às artes? Depois disso, já deve conseguir ter uma ideia bem definida sobre a grande área que mais contabilizou os seus interesses.  Ao fim disto, acredite: Já deverá ter reduzido as suas opções em, pelo menos, dois terços.

4. Liste as opções viáveis na área escolhida

Não basta encontrar a sua área de vocação. É preciso ir além e olhar para as dezenas de cursos que ela abrange e escolher apenas um. O quarto passo para não errar na escolha de curso superior deve ser feito em duas etapas. Primeiro, encontre uma lista genérica de cursos superiores da sua área de eleição e risque todos os que não fazem sentido para si, definindo assim quais são as suas opções viáveis. De seguida, deve analisar quais são os programas que restaram como escolhas válidas, observando detalhadamente os programas e saídas profissionais.

Se já chegou ao nosso último passo deste artigo, então já reparou que o processo de escolha ficou bem mais simples. No entanto, ainda que tenha filtrado grande parte da informação, pode ainda ter dúvidas sobre o seu futuro profissional. Neste caso, pode sempre recorrer à ajuda de um profissional especializado em testes vocacionais. Converse com os seus pais, professores ou orientadores e mostre que está a ter dificuldades na escolha.

Preparados para dar início à formação profissional e viver as aventuras de ingressar na universidade? Desejamos-lhe boa sorte e, claro, bons estudos!

Veja também: