Negócios a começar com pouco dinheiro? Sim, é possível

Negócios a começar com pouco dinheiro? Se precisa de sugestões para arrancar com o seu projeto, chegou ao sítio certo. Siga a sua paixão.

Negócios a começar com pouco dinheiro? Sim, é possível
Junte muito trabalho, dedicação e entusiasmo

Pensa várias vezes que gostava de ter o seu próprio negócio? Saiba que é possível. Não é fácil, é verdade, mas com muito trabalho e alguns cuidados tudo se consegue. Informe-se e seja determinado, afinal, é possível descobrir negócios a começar com pouco dinheiro.

Nem sempre é necessário ter uma grande conta bancária (embora ajudasse, claro) para ser dono de um negócio próprio. Às vezes, basta começar com pequenos passos, usando os seus recursos e competências. De seguida, o segredo é investir tempo e compromisso no seu projeto. Pode demorar a começar e a surtir o efeito desejado, mas também não correrá demasiados riscos.

4 sugestões de negócios a começar com pouco dinheiro


1. Blog

blogger

Aqui pode reunir paixão e competências. Já explicamos como, de seguida. Antes, veja algumas das perguntas que deve fazer a si mesmo: qual é a minha paixão profissional? Qual é o meu hobby favorito? Quais são as minhas competências? Em que é que sou realmente bom? O que sei fazer ou ensinar muito bem?

Quase tudo é possível: adora desporto? Seja um personal trainer e crie um blog interessante, em termos de conteúdo e visualmente, divulgando o trabalho que faz. Sabe cozinhar? Partilhe as suas receitas e venda as suas iguarias.

Sabe costurar? A fotografia é o seu hobby favorito? Não há quem melhor trate do jardim lá por casa? Sabe reparar e renovar mobiliário? Ou a construção de websites e apps é mesmo o que mais gosta de fazer? Adora escrever? Adora moda e maquilhagem? O que o entusiasma? Depois de dar as repostas, passe à prática.

Faça esta reflexão e crie um blog para a área escolhida, publicite-o em redes sociais e comece assim o seu negócio. Para o ajudar, veja exemplos de sucesso nas áreas em que gostaria de investir, procure ajuda, associe-se a marcas e, quem sabe, aos poucos transforma a sua paixão e as suas competências num negócio de sucesso e bem lucrativo.

2. Artesanato

cortiça

Se prefere algo mais tradicional, como o artesanato, dê largas à sua criatividade e meta mãos à obra. Pode sempre optar por vender as suas peças na internet, em feiras, mercados e lojas de artesanato, por exemplo.

Independentemente do tipo de trabalho, mais ou menos tradicional, esta pode ser uma boa aposta neste momento de grande crescimento do turismo em Portugal.

Dentro e fora de portas é, também, crescente a tendência para apostar na recuperação de espaços, na mistura de objetos tradicionais e contemporâneos na decoração. Crescem, também, os novos negócios com design moderno e arrojado, mas com inspiração no artesanato tradicional – são exemplos disso os objetos em cortiça, os lenços dos namorados, a filigrana, o galo de Barcelos e a renda. Sim, pode acreditar: o artesanato está a ganhar muito espaço e pode ser uma boa aposta.

Por isso, se há algo que saiba fazer e gostaria de vender, as opções são praticamente infinitas: vestuário, acessórios de moda, joias, pintura, acessórios para mamã e bebés, artesanato em madeira… Ou seja, existe uma infinidade de possibilidades.

3. Reparações, jardinagem e afins

jardinagem

Se gosta ou tem experiência em reparações (eletrodomésticos, canalização, entre outras de que necessitamos tantas vezes em casa), de jardinagem e áreas afins, tem aqui uma possibilidade de criar o seu negócio.

Poderá começar por fazer algo localmente. Nestes casos, o “passa a palavra” e as recomendações acabam por ser a melhor publicidade. Se fizer um bom trabalho num jardim, por exemplo, essa vai ser a melhor forma de manter esse cliente e de, eventualmente, angariar outro. O mesmo se aplica às inúmeras possíveis reparações (retoques, pinturas, canalizações, entre tantas outras).

A par destas atividades pode efetuar outras, como limpeza de espaços (hortas e quintais, por exemplo), ou cortar e entregar lenha.

Depois de ter clientes estáveis ​​e começar a lucrar, pode expandir os seus serviços, atualizar o seu equipamento e criar uma equipa para o ajudar a fazer crescer o seu negócio. Como fazer isso? Juntando, por exemplo serviços domésticos à sua atividade – como passar a ferro, cozinhar, tratar de outros assuntos e recados).

Lembre-se que quase tudo é possível. Quanto aos equipamentos e materiais de jardinagem, por exemplo, pode sempre começar por comprar em segunda mão e, a seu tempo, adquirir outros.

Como vê, criar um negócio com pouco dinheiro é realmente possível.

4. Franchising

franchising

No caso do franchising já terá de ter algum (ou muito) dinheiro para investir. Tudo vai depender da escolha. Ainda assim, se quer ter o seu próprio negócio apostando em algo já conhecido e bem-sucedido, com orientação e ajuda da marca, esta pode ser uma boa opção.

Há ofertas muito variadas que podem passar pela educação/formação (com serviços de explicações, ATL, entre outras atividades para crianças e jovens), lojas de roupa, acessórios de moda, restauração e muito mais.

Se decidir optar por um franchising, recolha todas as informações previamente, compare ofertas e converse com quem escolheu essa marca antes de avançar. Assim, poderá criar o seu negócio com mais confiança.

Reparou como é bem mais simples encontrar ideias de negócios a começar com pouco dinheiro? Agora, se sonha ter o próprio projeto, dedique-se. Mão à obra!

Veja também: