O top 20 dos nomes para bebé em 2015

Entre os mais de 4000 diferentes nomes registados em 2015 há alguns menos tradicionais. 
 

O top 20 dos nomes para bebé em 2015
Maria e João dominam a lista de preferências

Escolher o nome para um filho é sempre algo a que os pais dedicam muita atenção. Há quem já tenha os nomes bem definidos, quem procure o nome ideal durante a gravidez e depois há aqueles que gostam de se deixar levar pelas tendências. Qualquer que seja o caso, todos os anos o assunto dá que falar entre os futuros papás.

Todos os anos o Instituto dos Registos e Notariado (IRN) divulga uma lista com os nomes mais usados em Portugal. Em 2015 foram mais de 4000 os nomes diferentes registados e há alguns que se destacaram. Saiba como se organizou o top dos nomes para bebé em 2015.
 

Nomes para bebé em 2015: o top dos tops

O Instituto dos Registos e Notariado divulgou a lista dos nomes mais atribuídos a bebés em Portugal, durante o ano de 2015, e foram os nomes mais tradicionais que ocuparam as posições cimeiras da tabela.

Maria (com 5324 registos) e João (com 1932) foram os dois nomes que dominaram as preferências em 2015, mas na lista do IRN há outros nomes mais sui generis, como Daenerys (tal como a personagem da saga “A Guerra dos Tronos”), Adele ou Rihanna, para as meninas; e Lenine (nome do revolucionário e antigo chefe de Estado russo) ou Merlin (o mitológico mago), no caso dos meninos.

Seguindo tendências mais ou menos tradicionais, eis a lista dos nomes mais usados para bebé em 2015.
 

Top 10 Meninas:

  1. Maria (5324)
  2. Leonor (1999)
  3. Matilde (1889)
  4. Beatriz (1268)
  5. Carolina (1228)
  6. Mariana (1205)
  7. Ana (1060)
  8. Inês (1001)
  9. Margarida (989)
  10. Sofia (950)
 

Top 10 Meninos:

  1. João (1932)
  2. Martim (1778)
  3. Rodrigo (1666)
  4. Santiago (1632)
  5. Francisco (1593)
  6. Afonso (1439)
  7. Tomás (1409)
  8. Miguel (1271)
  9. Guilherme (1187)
  10. Gabriel (1143)

Apesar da criatividade que claramente se nota entre alguns pais, nem tudo é permitido.

A verdade é que ainda que a lei portuguesa não seja muito restritiva em relação à atribuição de nomes, existem algumas regras que os pais devem ter em consideração na hora de dar nome aos seus filhos. Por exemplo, não é permitido o registo de nomes próprios que sejam ofensivos, que representem objetos ou que indiquem de alguma forma um erro no género da criança, por exemplos.

Só para ter uma ideia, nomes como Águas, Açores, Benfica, Laranja, Sandokan, Terra ou Homem não são permitidos.

Para saber quais os nomes que pode ou não dar, o melhor mesmo é consultar a listagem disponibilizada pelo Instituto dos Registos e Notariado onde constam os nomes permitidos e também os que não se podem atribuir. 
Proteja a saúde da sua família >>
Veja também: