O impacto da Euribor nas taxas de juro

A Euribor funciona como um indicador da direcção das taxas de juro das contas poupança.

O impacto da Euribor nas taxas de juro
Porque sobe e desce a Euribor?

A Euribor é considerada como o preço de compra que as instituições bancárias pagam para concederem empréstimos a curto prazo. Os bancos que emprestam dinheiro de outras instituições financeiras podem, contudo, fazerem-se valer deste dinheiro para emprestar a outros.


Todavia, os bancos dispõem de outros métodos para angariarem dinheiro, como é o caso da conta poupança. Nestes casos, quando um cliente abre uma conta poupança numa instituição financeira, na verdade está a "emprestar" dinheiro ao banco. 

 

Relação entre Taxas de Juros e Euribor

As taxas de juros da conta poupança e a Euribor estão fortemente relacionadas devido, fundamentalmente, a dois factores. Os bancos pertencentes ao painel dos 57 países da União Europeia, ou de outros países cuja importância no mercado europeu é bastante significativa, podem escolher entre os empréstimos de dinheiro de outras instituições bancárias (contra a taxa Euribor) ou o empréstimo do dinheiro dos clientes titulares das contas poupança.


Ora, as taxas de juro da conta poupança são, na maior parte das vezes, mais baixas do que as taxas Euribor. A diferença entre as duas será a margem destinada ao banco. Contudo, quando a Euribor desce, as margens para os bancos descem também. 


É por essa razão que os bancos muitas vezes optam por baixar as respectivas taxas de juro das contas poupança em consequência da descida das taxas Euribor. Mas o inverso também se verifica, embora normalmente com algum atraso, pois em muitos bancos, as taxas de juros das contas poupança são actualizadas apenas quando existe uma alteração, relativamente elevada, nos mercados das taxas de juro.



Veja também: