Publicidade:

O que aconteceria se nunca tirasse as lentes de contacto?

Veja como o mau uso das lentes de contacto podem afetar gravemente a saúde das córneas.

O que aconteceria se nunca tirasse as lentes de contacto?
Conheça os cuidados necessários

Uma pergunta que todos os utilizadores de lentes de contacto já se fizeram um dia é: o que aconteceria se nunca tirasse as lentes?

Bem, a medicina ainda não registou um caso de alguém que tenha usado de modo permanente as lentes, sem nunca as retirar. Porém, existem casos de pessoas que deixaram as lentes por períodos de tempo excessivamente longos ou até mesmo pessoas que de alguma forma as perderam nos próprios olhos e usaram várias de uma só vez.

eyes

Um dos exemplos foi o caso noticiado pelo British Medical Journal, de uma mulher de 67 anos que, ao ser preparada para uma cirurgia às cataratas, viu serem retiradas dos seus olhos 27 lentes de contacto que foram sobrepostas ao longo do tempo.

Neste caso específico, a sobreposição das lentes não foi a causa das cataratas. No entanto, a senhora poderia ter sofrido lesões muito mais graves.

O que aconteceria se nunca tirasse as lentes?

As lentes de contacto podem facilitar muito a vida daqueles que precisam de algum tipo de correção de problemas da visão. Porém, para que tragam apenas benefícios, existem cuidados específicos que são necessários, principalmente quando se trata dos olhos, órgãos tão delicados.

Os olhos precisam de respirar, precisam de oxigénio, e deixá-los abafados com as lentes seria um modo de criar uma habitação perfeita para todos os tipos de bactérias possíveis. Ainda que existam lentes que são desenvolvidas para uso contínuo e não especifiquem a necessidade de serem retiradas antes de dormir, usá-las durante a noite já é um risco muito grande de infeção ocular.

infection

Foi estimado que quase metade das infeções oculares ocorrem devido ao mau uso das lentes. Contudo, enquanto algumas infeções podem causar apenas pequenas irritações, outras podem levar à cegueira total.

lens

Nunca tirar as lentes e, consequentemente, evitar que os olhos respirem, pode fazer com que a córnea inche e isto possa provocar uma abrasão da mesma. Por mais leve que esta abrasão seja, é suficiente para servir de porta de entrada para diversas bactérias e causar um problema sério.

Outras consequências graves

Úlcera de córnea

Uma ferida aberta na superfície da córnea que pode causar perda parcial ou total da visão quando não é tratada rapidamente.

Conjuntivite papilar gigante

É uma inflamação da membrana do interior da pálpebra, causada pela sujidade das lentes de contacto. Uma espécie de conjuntivite alérgica que pode ter como consequência permanente a impossibilidade do uso de lentes para o resto da vida.

Veja também: